RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Assim como a URSS, a Venezuela Está Agora a Caminho de Desintegrar-se em um Pântano de Sofrimento - e Violência

quinta-feira, 18 de maio de 2017 |

Embora vários líderes tenham tentado implementar as políticas econômicas socialistas e comunistas desde que foram estabelecidas pela primeira vez por Karl Marx nos anos 1800 e refinadas por Vladimir Lenin no início do século 20, elas nunca funcionaram. A União Soviética foi talvez o maior experimento do comunismo que fracassou: Embora tenha levado mais de 80 anos, o destino da URSS foi escrito muito antes do país ter caído e falido, em 1991.

A Venezuela parece ser a próxima peça de dominó a cair na longa linha de Estados socialistas fracassados, e seu colapso será tão profundo - mas provavelmente muito mais violento - do que o da URSS.



Conforme relatado pelo jornal Foreign Policy, a Venezuela é um borbulhante caldeirão de descontentamento e mal-estar econômico. Na era moderna, o país foi cercado por dois aspirantes "revolucionários" socialistas de esquerda radicais - primeiro Hugo Chávez e agora Nicolás Maduro - que duplicaram, triplicaram e quadruplicaram o controle estatal de toda a política econômica. Os resultados foram previsivelmente desastrosos:

A Venezuela não é o primeiro país desenvolvido a se colocar no caminho certo para cair em uma crise econômica catastrófica. Mas está em uma situação relativamente incomum ao fazer isso, enquanto na posse de enormes ativos de petróleo. Não há muitos precedentes para ajudar a entender como isso poderia ter acontecido, e o que é provável que aconteça a seguir.

Assim como a União Soviética, a Venezuela Está Agora a Caminho de Desintegrar-se em um Pântano de Sofrimento - e Violência

Há, no entanto, pelo menos um precedente - a devastação similar da União Soviética no final dos anos 80. Seu destino pode ser instrutivo para a Venezuela - o que não é sugerir que os venezuelanos, e menos ainda o regime de Nicolás Maduro, gostariam do que pressagia.

O jornal continua a culpar em grande parte o desastre econômico da Venezuela sobre o declínio dos preços globais do petróleo e, embora as menores receitas do petróleo certamente tenham contribuído um pouco, a principal razão pela qual a Venezuela está falindo, é porque os dois últimos presidentes foram socialistas convictos que destruíram o país baseado na economia de mercado.

Antes da eleição de Chávez, e depois Maduro (sim, ambos foram eleitos), a Venezuela era o que você poderia chamar de joia da América do Sul. Era o país mais rico do continente. Mas a gestão estatal da economia, que incluiu controles de preços, redistribuição de ativos e outras medidas que mataram a concorrência e os lucros, levaram a uma escassez massiva de itens básicos - alimentos, roupas, remédios e até plástico para plastificar novos passaportes.

O governo colocou controles sobre as taxas de câmbio e os preços dos bens básicos, o que criou escassez e corrupção generalizada. A despesa pública tem sido desenfreada e quase toda a indústria privada foi assumida pelo governo de Maduro. A petrolífera estatal PDVSA foi saqueada.

Uma nota de 100 bolívares, a maior do país, agora vale cerca de três centavos, a inflação é tão ruim que a moeda do país agora é inútil (800% este mês).

"À medida que o desespero aumenta, aumenta a intransigência do regime 'bolivariano' da Venezuela, cujas políticas arruinaram a economia e sabotaram a democracia," diz o Star Tribune.

Além da alta taxa de inflação, a economia contraiu outros 18,6% em 2016. O Fundo Monetário Internacional estima que os preços pagos pelo consumidor subirão 2,200% este ano, graças à escassez crônica de tudo. Uma vez a nação mais próspera da América do Sul, está agora entre as mais pobres do continente.

O índice de aprovação de Maduro é de 24%. Ele deve agora recorrer ao armamento de cerca de 400.000 "milícias"  especiais e leais a ele, para permanecer no poder (a propriedade de armas de fogo privadas foi proibida, por sinal).

O padrão do socialismo e do comunismo é sempre o mesmo: declínio econômico, perda da liberdade, aumento do autoritarismo, violência, colapso. Alguns países se adaptam e recuperam (veja a China); A maioria não (veja Cuba). Pode acontecer a qualquer país, a qualquer momento - até mesmo países que são referência em liberdade como os Estados Unidos. Basta escolher a pessoa errada que acredita em uma ideologia política falha.

Leia mais:


“Na Venezuela não há Comida, mas no Brasil sim”: A Nova Fuga da Fome na Fronteira do Norte













Fontes:
Population Control News: Just Like The Soviet Union, Venezuela Is Now On Course To Disintegrate Into A Morass Of Suffering – And Violence
Foreing Policy: Venezuela Is Heading for a Soviet-Style Collapse
Fox News: Venezuela's Maduro to provide guns to 400,000 loyalists amid peaking tension
Star Tribune: Venezuela, once South America's richest country, continues to spiral
- Natural News: Venezuela nears total collapse as government now unable to provide food, water, electricity and protection for citizens

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;