RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Monsanto Paga 290 Milhões de Dólares a Jardineiro com Câncer Causado Pelo Glifosato

segunda-feira, 22 de outubro de 2018 |

Um júri de São Francisco considerou a Monsanto (agora propriedade da Bayer) responsável pelo câncer induzido por glifosato de Dewayne Johnson, que está morrendo de um linfoma não-Hodgkin. Johnson pulverizou o glifosato de 20 a 30 vezes por ano em terrenos da escola pública (perto de crianças, não menos), e ele foi duas vezes "encharcado" com o glifosato devido ao mau funcionamento do equipamento.

A Monsanto - que tem sido responsável pelo envenenamento químico em massa de nosso mundo por mais de 40 anos - escondeu a evidência científica provando que o glifosato causava câncer, fingindo que o glifosato era como “seguro como sal.”


"Este júri considerou que a Monsanto agiu com maldade e opressão porque eles sabiam o que estavam fazendo de errado e fizeram isso com negligência indiferente à vida humana", disse Robert F. Kennedy Jr., fundador do site World Mercury Project. “Isso deve enviar uma mensagem forte para a diretoria da Monsanto.”

DeWayne Johnson durante o processo contra a Monsanto em São Francisco

O câncer de Johnson fez com que ele desenvolvesse lesões acima de 80% de seu corpo. Ele falou no tribunal sobre como as lesões destruíram sua autoconfiança, envergonhou seus filhos e o impediu de sair em público”, relata a CBS News em São Francisco. A Monsanto foi condenada a pagar 250 milhões de dólares em danos punitivos (por se engajar em intenso mal e decepção), além de outros  40 milhões de dólares em danos reais.

Monsanto intimidou e silenciou cientistas do denunciante para encobrir a verdade

Os advogados de Johnson discutiram durante um julgamento de um mês em São Francisco que a Monsanto 'lutou contra a ciência' por anos e teve como alvo acadêmicos que falaram sobre possíveis riscos à saúde do produto herbicida”, relata o britânico The Guardian. O editor de notícias continua relatando:

No veredicto extraordinário, que a Monsanto disse que pretende apelar, o júri determinou que a empresa era responsável por “falha negligente” e sabia ou deveria saber que seu produto era “perigoso”.

Finalmente pudemos mostrar ao júri os documentos secretos e internos da Monsanto que provavam que a Monsanto sabia há décadas que… o Roundup poderia causar câncer”, disse o advogado de Johnson, Brent Wisner, em um comunicado. O veredito, ele acrescentou, enviou uma “mensagem à Monsanto de que seus anos de fraude sobre o Roundup acabaram e que eles deveriam colocar a segurança do consumidor em primeiro lugar acima dos lucros”.

Leia também: Monsanto Escondeu a Verdade sobre o Glifosato e o Câncer

Mais de 4.000 processos já foram movidos contra a Monsanto por reclamações semelhantes

Se decidido da mesma forma, essas ações judiciais sobre o glifosato poderiam sujeitar a Monsanto/Bayer a mais de 1 trilhão de dólares em responsabilidade financeira - o suficiente para acabar com a corporação e acabar com o envenenamento em massa da humanidade.

No vídeo abaixo, eu peço que a Monsanto seja extinta por meio de ações civis e processos criminais contra executivos da Monsanto, que conscientemente envenenaram centenas de milhões de seres humanos nas últimas quatro décadas.

Leia mais:


Documentos "Explosivos" Detalham os Crimes da Monsanto contra a Humanidade em Todos os Países Europeus


















Fontes:
-  News Target: Monsanto hit with $290 million cancer liability ruling in Roundup (glyphosate) herbicide trial
- CBS SF Bay Area: Monsanto Ordered To Pay Former Groundskeeper Nearly $290 Million In Damages
The Guardian: Monsanto ordered to pay $289m as jury rules weedkiller caused man's cancer

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;