RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Denunciante Revela Porque as Galinhas dos EUA são Lavadas com Cloro

segunda-feira, 26 de março de 2018 |

Esta história não é para os fracos de coração

Um denunciante que já trabalhou para o segundo maior produtor de frango dos EUA se apresentou para dizer ao mundo sobre as horríveis condições de vida das aves. Ele também esclarece a razão pela qual a esmagadora maioria dos produtores de frango dos EUA lava as aves em cloro antes de colocá-las no mercado.

Sim, cloro. Você sabe, como o de piscinas.


De acordo com o denunciante, ex-criador de galinhas da Carolina do Norte, Craig Watts, dezenas de milhares de aves ultra-rechonchudas são confinadas em armazéns superdimensionados, onde estão tão gordas que suas pernas se dobram sob seu próprio peso. As galinhas, que podem chegar a 4 quilos, não são expostas à luz natural e frequentemente morrem antes de atingirem a maturidade. Muitas delas estão cobertas por suas próprias fezes. [1]

Isso, segundo o denunciante, é o motivo pelo qual 97% das galinhas americanas são lavadas em cloro depois de abatidas, embora não haja exigência legal para isso.

Watts disse:

As aves são pesadas ​​demais para ficar de pé porque foram criadas para carne de peito e nada mais, então passam a vida agachadas. É como 2 palitos saindo de uma uva.

Elas passam 95% do tempo sentadas no chão, uma mistura de serragem de pinheiro e material fecal de bandos e bandos anteriores”.

Fica pior. Watts diz que as condições de vida das aves são tão apertadas que elas se machucam apenas se movendo pelo armazém.

A carne delas irá se decompor, quando você as amontar tão apertadas, elas passarão por cima de outras aves se quiserem ir até a comida ou arranhar as outras e causar uma ferida. É horrível.”[2]

Watts disse que se demitiu do negócio de avicultura que está em condições desumanas, algumas das quais documentadas em chocantes filmagens obtidas de 2 instalações da Pilgrim's Pride em Hull, na Geórgia. Os frangos podem ser vistos sendo jogados por trabalhadores agrícolas e desmoronando sob seu próprio peso. O dono da fazenda pode ser visto a espancar os animais até a morte com uma vara de metal. Galinhas são retratadas violentamente algemadas e socadas. [3]

Nós incluímos o vídeo, mas esteja avisado; é muito difícil de assistir.


Depois que a Human Society da Geórgia expôs o abuso, a Pilgrim's Pride disse em um comunicado:

Garantir o bem-estar das galinhas sob nossos cuidados é um compromisso intransigente na Pilgrim's.

Esse incidente isolado de comportamento inaceitável não reflete nossa abordagem ao bem-estar animal ou a abordagem dos mais de 4.000 parceiros da agricultura familiar que interagem diariamente com nossos frangos.”[1]

Os criadores de frango dos EUA estão sob imensa pressão para produzir. Quase todos eles são contratados por grandes corporações como a Pilgrim's Pride, que lhes fornece pintinhos, rações e equipamentos.

Leia também: 12 Produtos Químicos Altamente Tóxicos Para Banir de sua Casa

O que os agricultores podem e não podem fazer depende dos regulamentos das empresas, e eles são pagos com base em um “sistema de competição” que coloca os agricultores uns contra os outros. O fazendeiro que produz a maior quantidade de carne com menos alimento "ganha", enquanto o agricultor que produz menos terá dinheiro deduzido de seu salário. [3]

O sistema de pagamento basicamente incentiva os agricultores a cortar custos, resultando em condições de vida mais cruéis e menos higiênicas para as galinhas.

De acordo com Jim Sumner, presidente do Conselho de Exportação de Aves e Ovos dos EUA, as galinhas dos Estados Unidos são tratadas humanamente, e a lavagem com cloro é feita apenas como uma medida adicional de segurança que protege contra doenças transmitidas por alimentos.

Sumner disse:

Às vezes, essas organizações [de bem-estar animal] não têm uma compreensão completa do processo ou dos fatos científicos”.

Mas o fato de termos de clorar o frango antes que ele seja comido certamente parece sugerir que as condições de vida dentro das fazendas podem ser tão prejudiciais para os humanos quanto para os animais.

Um analista sênior de políticas do Center for Food Safety, Jaydee Hanson, disse:

Esses produtos químicos são basicamente como os que colocamos em nossos banheiros para limpá-los. A questão é: por que as galinhas estão contaminadas em primeiro lugar? E a questão é que não estamos fazendo um bom trabalho criando galinhas”.

Leia mais:


Suas Panelas Podem ser um Perigo para a sua Saúde, Saiba como Escolher!
















Fontes:
News Wars: Whistleblower Reveals Why US Chickens Are Washed Down With Chlorine
- Natural Society: Whistleblower Reveals Why US Chickens Are Washed Down With Chlorine

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;