RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Outra Empresa Farmacêutica Está Envolvida em Escândalos de Suborno Envolvendo Milhares de Médicos Americanos

terça-feira, 23 de julho de 2019 |


A Questcor Pharmaceuticals, agora conhecida como Mallinckrodt, foi recentemente criticada por aumentar drasticamente o preço de um medicamento que salva vidas para bebês. Agora, denunciantes dizem que a gigante farmacêutica também é culpada de “subornar médicos para aumentar as vendas”. A indústria farmacêutica corrupta tem provado repetidas vezes que os lucros são mais importantes para eles do que as pessoas. Apesar de todos os escândalos, mentiras e abusos, a medicina tradicional continua a depender de produtos farmacêuticos para praticamente tudo. Quer se trate de analgésicos prescritos ou medicação psiquiátrica, os medicamentos mais comuns no mundo hoje foram criados pela indústria farmacêutica - uma indústria sobrecarregada com corrupção, fraude e táticas de negócios enganosas.

O escândalo da Questcor/Mallinckrodt é realmente apenas a ponta do iceberg quando se trata dos assuntos sórdidos da indústria farmacêutica.


Empresa farmacêutica suborna milhares de médicos

Documentos chocantes de um caso no tribunal federal mostram que dois denunciantes recentemente revelaram que a Questcor estava subornando médicos e outros profissionais de saúde para aumentar as vendas. De acordo com a CNN, os denunciantes dizem que a conduta imprópria “fazia parte de uma estratégia intencional de 'multi-camadas' da Questcor Pharmaceuticals, agora Mallinckrodt, para impulsionar as vendas do H.P. Acthar Gel, enganando o governo em milhões de dólares”.

O processo também alega que a empresa farmacêutica mentiu à FDA. Como os documentos do tribunal dizem:

A Questcor tentou ocultar e encobrir o pagamento de retrocessos e a promoção ilegal do H.P. Acthar Gel ao fazer declarações falsas à FDA e ao direcionar os funcionários a ocultar provas através da não divulgação da natureza e extensão da sua publicidade, materiais promocionais e de marketing e plano.

As ações suspeitas da Questcor ajudaram a aumentar as vendas do H.P. Acthar Gel para mais de US$ 1 bilhão por ano, segundo relatos. Férias luxuosas em Las Vegas, tratamentos de spa, jantares caros e cartões-presente da Starbucks são apenas alguns dos presentes que os profissionais de saúde receberam por venderem mais H.P. Acthar Gel (e também suas almas).

Sob o esquema de suborno, a Questcor incentivou os provedores de saúde a prescrever mais H.P. Acthar Gel - inclusive para fins “off-label” (O medicamento chamado off-label é aquele cuja indicação do profissional assistente diverge do que consta na bula.). Embora a prescrição de um medicamento aprovado pela FDA para um propósito não aprovado não seja expressamente ilegal, ele ainda deve ser considerado uma prática questionável - especialmente quando há dinheiro envolvido. Quantos pacientes foram prescritos, não porque era o melhor para eles, mas porque colocavam mais dinheiro no bolso do médico?

A Questcor também foi criticada por aumentar constantemente o preço do H.P. Acthar Gel entre os anos de 2011 e 2016, elevando o preço em 97.000% em apenas cinco anos.

Corrupção corre desenfreada em produtos farmacêuticos

A indústria farmacêutica é construída sobre mentiras, fraude e toxicidade. A Mallinckrodt pode estar alegando que eles são inocentes em relação ao passado de Questcor, mas eles ainda têm seus próprios escândalos para enfrentar. Em 2016, a FDA realmente retirou um medicamento genérico para TDAH fabricado pela Mallinckrodt, após determinar que o remédio não tinha benefícios terapêuticos.

Nos anos 60 e 70, a Mallinckrodt também lançou metais pesados ​​tóxicos e resíduos nucleares em ambientes locais.

De acordo com um relatório de 2016, a Mallinckrodt despejou dezenas de milhares de barris de lixo nuclear na área de St. Louis. O aterro de 200 acres localizado em Bridgeton, MO, faz parte da lista de prioridades nacionais do Superfund da EPA desde os anos 90. Funcionários da EPA supostamente estão "monitorando" o despejo de lixo nuclear, mas nada está sendo feito para limpá-lo - mesmo que a contaminação nuclear já tenha se espalhado para outras áreas próximas.

Pelo menos 2.700 casos de câncer teriam sido relacionados à exposição a resíduos nucleares.

No Maine, a contaminação generalizada por mercúrio do estuário do Rio Penobscot também chegou ao auge em 2016. Mallinckrodt operou uma fábrica ao longo do rio entre 1967 e 1982 - e durante esse tempo, a gigante farmacêutica estava despejando mercúrio em uma hidrovia  todos os dias até a década de 1970.

E você pode apostar que a Mallinckrodt não é a única empresa farmacêutica com uma história sombria. A Bayer AG é uma dessas empresas diabólicas.

Leia mais:


Google Fundiu-se à Indústria Farmacêutica para Tornar-se sua Própria Empresa Farmacêutica























Fontes:
Natural News: Another Big Pharma giant caught in massive bribery scandal reportedly involving thousands of U.S. doctors
PJ Media: Whistleblowers: Pharmaceutical Company that Hiked Drug Price 97,000% Also Bribed Doctors
The Hill: Whistleblowers say drugmaker Mallinckrodt bribed doctors to increase sales

Um comentário:

Postwhat? disse...

Gratidão pelas postagens.

Posts Relacionados
 
;