RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

J.P. Morgan Adverte: "O Dólar Pode Perder o Status de Moeda Dominante do Mundo"

terça-feira, 30 de julho de 2019 |



O J.P. Morgan divulgou um comunicado aos investidores alertando que não apenas o dólar poderia perder sua posição de moeda de reserva mundial, mas também "perder seu status de moeda dominante no mundo".

Em seu relatório de estratégia de investimento de julho, o maior banco dos EUA alertou que o "privilégio exorbitante" do dólar como moeda de reserva mundial poderia estar "chegando ao fim".


O dólar dos EUA (USD) tem sido a moeda de reserva dominante do mundo há quase um século. Como tal, muitos investidores hoje, mesmo fora dos Estados Unidos, construíram e se sentem à vontade com consideráveis ​​supervalorizações do USD em seus portfólios”, escreveu Craig Cohen, estrategista de Commodities e Taxas do J.P. Morgan.

"No entanto, acreditamos que o dólar pode perder seu status de moeda dominante do mundo (o que poderia levá-lo a depreciar em médio prazo) devido a razões estruturais e a impedimentos cíclicos".

O relatório continua dizendo que a queda do dólar como moeda de reserva mundial é inevitável, dadas as tendências históricas, e sugere a alocação de ativos para outros mercados, particularmente a Ásia.

Não há nada que sugira que o domínio do dólar deva permanecer perpétuo. De fato, a moeda internacional dominante mudou muitas vezes ao longo da história, que remonta a milhares de anos, à medida que o centro econômico do mundo mudou.

Na verdade, o Presidente do Mercado e Estratégia de Investimento do JP Morgan, Michael Cemblast, criou um gráfico em 2012 que quebra as moedas de reserva desde o século XV, em um esforço para destacar a inevitabilidade do declínio do dólar como moeda global.



Notavelmente, parece indicar o dólar americano perdendo seu status em algum momento do início do século XXI.

O relatório surge no momento em que o presidente Trump e o Congresso concordam em um pacote bipartidário de dois anos e US$ 2,7 trilhões, que não faz nada para cobrir os gastos inchados ou a dívida nacional, e suspende totalmente o limite de endividamento.

O economista Peter Schiff observou que o acordo orçamentário está em desacordo com princípios conservadores de responsabilidade limitada do governo e fiscal.





Além disso, os bancos centrais em todo o mundo, incluindo a China e a Rússia, atingiram a maior participação de ouro em abril, com as compras de ouro subindo 75% no último ano para se proteger contra um dólar volátil.

Enquanto o dólar não for apoiado por nada além do sistema de crédito do Federal Reserve, países do mundo todo continuarão a se proteger contra a medida que a dívida nacional dos EUA, de US$ 21 trilhões, continuar aumentando.

Leia mais:


Estamos a Bordo de um Evento que Destruirá o Dólar e o Poder dos EUA para Sempre?

















Fontes:
Infowars: JP MORGAN WARNS: ‘DOLLAR COULD LOSE STATUS AS WORLD’S DOMINANT CURRENCY’
J. P. Morgan Private Bank: Is the dollar's "exorbitant privilege" coming to an end?
The Wall Street Journal: White House and Congress Reach Deal on Spending, Debt Ceiling
Zero Hedge: These Are The Six Countries With The World's Largest Gold Reserves

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;