RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Kevin Spacey Usou "Ser Gay" Como uma Desculpa para Molestar um Menor de Idade... Comunidade LGBTQ Está Indignada

quinta-feira, 2 de novembro de 2017 |

A percepção pública de longa data de que a homossexualidade tende a acompanhar a pedofilia está vendo um avivamento mainstream após novas acusações que o ator Kevin Spacey, duas vezes ganhador do Oscar, que de repente afirma que é gay, molestou o ator Anthony Rapp, várias décadas atrás, quando Rapp ainda era um menino de 14 anos.


Quase imediatamente depois que Rapp fez essa acusação publicamente, Spacey emitiu uma declaração oficial em que ele ofereceu sua "mais sincera desculpa" a qual ele descreveu como "comportamento embriagado inapropriado" que ele supostamente nem lembra. Rapp afirma que o incidente ocorreu depois de uma festa no apartamento de Spacey, em Nova York, durante a qual Spacey levou Rapp até seu quarto, colocou-o em sua cama e passou a "subir em cima dele".

A estrela de House of Cards insiste que ele não se lembra de molestar Rapp, embora ele também pareça surpreendentemente indiferente com a severidade de tais alegações. Depois de se desculpar em sua declaração pelo que ele disse que ele pode ter feito a Rapp, Spacey imediatamente segue para um monólogo público de 'sair do armário', no qual ele diz ter tido relações com homens e mulheres, e agora escolheu "viver como um homem gay".

Anthony Mortimer Rapp é um ator e cantor americano, mais conhecido por seu papel como Mark Cohen na peça teatral Rent e por interpretar o tenente Paul Stamets na série Star Trek: Discovery. (Wikipedia)

A mídia mainstream, depois de ouvir a notícia sobre a súbita confissão de homossexualidade de Spacey, reorientou a narrativa longe de Spacey que ele potencialmente estuprou um menor de idade. Em vez disso, as manchetes que essencialmente elogiam Spacey por sua suposta bravura em "sair do armário" tomaram seu lugar, que muitos vêem como sendo a intenção de Spacey ao longo de quando ele decidiu concluir sua declaração sobre o suposto estupro tentando obter apoio por ser uma "minoria sexual".

"As histórias de identidade sexual não devem ser usadas para desviar-se de alegações de agressão sexual", afirmou a CEO da GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), Sarah Kate Ellis, em uma declaração após o anúncio convenientemente inadequado de Spacey sobre sua "verdadeira identidade sexual". "Esta não é uma história de Kevin Spacey, mas uma história de sobrevivência de Anthony Rapp e de todos aqueles que manifestam-se contra os avanços sexuais indesejados. A mídia e o público não devem ignorar isso".

Leia também: [Agenda da Pedofilia] Direitos do Gays Pode Abrir Portas para os Direitos da Pedofilia

Hollywood insinuou durante anos que Kevin Spacey poderia ser um pervertido sexual

Outros na comunidade LGBTQ expressaram uma indignação semelhante, incluindo os blogueiros "Tom e Lorenzo" que, em uma crítica publicada em seu site, criticaram o ator principal do filme Beleza Americana por tentar usar uma confissão de identidade sexual como uma capa por violar a inocência de um jovem no pior tipo de caminho há mais de 30 anos.

"Nós não respeitamos um homem de sua idade e estamos recusando-nos a ser abertos sobre quem ele é, mas respeitamos seu direito de fazer essa escolha", escreveram os dois blogueiros.

"Mas rejeitamos veementemente o uso do anúncio de revelações de escolhas sexuais de celebridades para distrair o fato de que foram feitas sérias alegações contra ele. Pior ainda, a afirmação fez parecer que apalpar alguém de 14 anos de idade é apenas uma coisa banal que acontece quando homens gays - nos perdoem, homens que "escolhem viver como homem gay" - ficam bêbados".

Enquanto isso, descobriu-se que Spacey pode ter tendências homossexuais há muitos anos. Mesmo essas acusações de pedofilia parecem ressoar com o que muitos em Hollywood veem como um "segredo aberto" sobre as preferências sexuais de Spacey - um episódio do desenho animado de adultos Family Guy, por exemplo, teve uma vez uma brincadeira sobre as tendências de Spacey como um molestador sexual de crianças pequenas.


"É desprezível da parte de Spacey, não importa como você vê as coisas", escreve Ben Shapiro para o site The Daily Wire. "A mídia que celebra a "saída do armário" de Spacey em resposta a uma alegação de pedofilia é quase tão horrível".

Leia mais:


Jeff Herman: Conspiração de Abuso Permite que os Pedófilos Governem Hollywood






Ator Corey Feldman é Preso após Falar sobre Pedófilos de Hollywood






Elijah Wood Denuncia uma Trama de Pedofilia Organizada em Hollywood






Fontes:
Natural News: Kevin Spacey just used “being gay” as an excuse to molest an under-age child… and the LGBT community is outraged
Breitbart: LGBT Community Blasts Kevin Spacey for Coming Out Amid Molestation Allegations
Natural News: 'House of Cards' political drama from Netflix, starring Kevin Spacey, is an instant hit
The Daily Wire: HORRIFYING: Spacey Quasi-Admits Molesting 14-Year-Old, Comes Out As Gay. Media Cheer Him Coming Out.

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;