RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Transgêneros Ocultistas Esquerdistas Fazem "Sessões de Maldiçoes" Mensais para Destruir Trump

sexta-feira, 10 de novembro de 2017 |

Um ex-maquiador da MAC, que tornou-se uma bruxa ocultista transgênero, está recebendo "seus" 15 minutos de fama, capitalizando o ódio de esquerdistas anti-Trump de uma maneira totalmente nova. "Dakota Bracciale", um homem que finge ser uma mulher, diz que "eles" agora estão realizando reuniões mensais em uma loja ocultista no Brooklyn chamada "Catland", juntamente com outros descontentes politicamente e com confusão de gênero a fim de lançar feitiços, maldições e atos de bruxaria sobre o Presidente Donald Trump na esperança de que isso irá de alguma forma, removê-lo do cargo.


Dakota Bracciale

Bracciale, que se descreve como uma "bruxa queer não binária que vive no Brooklyn", arrecadou milhares de dólares ao longo dos últimos meses através do portal GoFundMe, para angariar fundos, para se sustentar durante sua busca para destronar o Trump. Afirmando ter crescido na igreja em algum lugar "entre 'acampamentos cristãos' e domadores de cobras", Bracciale diz que está familiarizado com a religião (pelo menos o tipo que sua família praticou quando era jovem), e disso veio como uma nova maneira de "canalizar" os espíritos em oposição à administração atual.

De acordo com a escritora do New York Times (NYT), Michelle Goldberg, que visitou Catland pessoalmente, essas reuniões mensais envolvem a tentativa de se comunicar com os espíritos que  Bracciale e seu clã de bruxas, podem ajudar a mudar o curso do universo, inclusive na política. Convencido de que o presidente Trump só faz o mal e que ele representa "a inversão de todos os valores decentes", Bracciale acredita que colocar maldições sobre ele é a melhor maneira de fazer sentindo em um mundo em que Donald Trump é presidente dos Estados Unidos.

"Catland realizou três cerimônias cheias para enfeitiçar Trump, as quais envolvem o uso de "ingredientes amaldiçoados", bem como a recitação do Salmo 109," Goldberg escreve como parte de uma descrição detalhada dos acontecimentos em Catland. "Deixe os dias dele serem poucos, e deixe outro ocupar seu gabinete. Deixe os filhos dele sem pai, e sua esposa uma viúva. Deixe seus filhos serem continuamente vagabundos e mendigos; Deixe-os procurarem seu pão também de seus lugares desolados", diz literalmente um dos mantras de feitiço de Bracciale.

Leia também: A Vitória de Trump e o Episódio de Os Simpsons

Transsexual anti-Trump diz que usar versículos da Bíblia para lançar feitiços evita a "apropriação cultural"

Se você está se perguntando porque Bracciale inclui versículos da Bíblia como o Salmo 109 em seu protocolo de maldição, aparentemente existem duas razões. Por um lado, Bracciale está familiarizado com a Bíblia desde a sua infância e acredita que ao estruturá-la em torno de uma agenda espiritual anti-Trump, ele pode usá-la para outros fins que o uso tradicional cristão. Incluir versículos da Bíblia em rituais satânicos, é tão contraditório quanto, a maneira de Bracciale de evitar ofender outras religiões.

"Pode parecer estranho para as pessoas que rejeitam o monoteísmo recitarem versículos da Bíblia, mas Bracciale muitas vezes usa o Livro dos Salmos como um livro de feitiços", escreve Goldberg sobre a "lógica" por trás disso, observando que: "Cuidado com a apropriação cultural, alguns dos atuais jovens ocultistas procuram cepas esotéricas em suas próprias culturas, em vez de emprestar de tradições estrangeiras".

Em outras palavras, a inclusão da Bíblia na feitiçaria satânica é a forma como os lunáticos esquerdistas, como Bracciale, se convencem de que exibir esse tipo de doença mental permanecerá "não ofensivo" -  pelo menos para todos os que não sejam cristãos, é o que importa. E quanto à eficácia da prática desta palhaçada sombria? É apenas a última saída da nova esquerda para violar o céu, desafiando o presidente e sua vitória sobre a rainha, Hillary Clinton (até mesmo segurar uma cabeça decapitada e ensanguentada de Trump, como Kathy Griffin fez no início deste ano).

Kathy Griffin segurando a cabeça decapitada e ensanguentada de Trump

"Os ocultistas do milênio podem parecer bobos para as pessoas de fora, mas você não precisa acreditar em feitiços, bruxaria ou magia para levá-los a sério como um sinal de que muitas pessoas acham o presente intolerável. Apenas sob a superfície da cultura americana, algo furioso está sendo preparado", comenta Goldberg.

Leia mais:


E o Show Continua: Trump é Morto Novamente em Palco de NY, "Multidão Aplaude"













Fontes:
News Target: Deranged transgender leftists hold monthly occultist “curse sessions” to try to destroy Trump using supernatural forces
PJ Media: Transgender Makeup Artist Leads Thousands of Occultists in Monthly Hexes on Trump
The New York Times: Season of the Witch
Natural News: Kathy Griffin sums up the deranged, violent, lunatic Left with video of the bloody, decapitated head of President Trump

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;