RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Henry Kissinger: EUA e China Devem Trabalhar Juntos para Criar Uma Nova Ordem Globalista Totalitária

quarta-feira, 29 de maio de 2013 | 0 comentários |



No vídeo mais abaixo, o protegido e operativo de Rockefeller Henry Kissinger fala para os Estados Unidos e o governo autoritário da China trabalharem em conjunto para criar um governo totalitário globalista.

"O desafio é este," Kissinger disse à Asia Society na semana passada, "como construir uma Nova Ordem Mundial pela primeira vez na história em uma base global. Falamos muito sobre a comunidade mundial, mas o fato é que nunca houve uma comunidade mundial antes", e ele sugeriu então a China e os EUA para colaborarem em tal esforço.

David Rockefeller prestou homenagem ao comunista Mao, o assassino mais prolífico do século 20 (responsável pela liquidação entre 49-78,000,000 chinês ).

O 'Rockefellerista' considera Mao um líder ideal e revolução

[FILME] A Cura do Câncer: "Burzynski, O Filme - O Câncer é um Grande Negócio" (Legendado português)

0 comentários |


"Burzynski, o filme" é a história de um médico e bioquímico chamado Ph.D Dr. Stanislaw Burzynski, que ganhou a maior, e, possivelmente, mais complicada e intrigante batalha legal contra a FDA (Food and Drug Administration, a ANVISA dos EUA) na história americana. Veja no fim o filme legendado em português na íntegra.

Na década de 1970, Dr. Burzynski fez uma descoberta notável que ameaçou mudar a face do tratamento do câncer para sempre. Seu tratamento não-tóxico poderia ter ajudado a salvar milhões de vidas ao longo das últimas duas décadas, isso se sua descoberta não fosse criminosamente suprimida pelo governo dos EUA, enquanto sua terapia, chamada de "antineoplastons", mostrava ser efetiva para ajudar a curar algumas das mais " incuráveis" formas de câncer terminal.

Este documentário leva você através da traiçoeira jornada de 14 anos que Dr. Burzynski e seus pacientes tiveram de suportar, a fim de obter a aprovação pelo FDA para testes clínicos de antineoplastons.

Sua história é mais uma prova de uma fato que pode ser muito mais estranho que a ficção. O filme expõe os poderosos, as forças sem escrúpulos que trabalham para manter o status quo da indústria médico-farmacêutica a qualquer custo, inclusive sacrificando a vida de

[VIDEO] Bono, Richard Branson, e Olivia Wilde Tiram Sarro de "Conspirações Illuminati" em Anúncio para Organização Clean Water

segunda-feira, 27 de maio de 2013 | 0 comentários |

Tradução Blog Anti-NOM

Em fevereiro, Matt Damon lançou uma campanha para aumentar a conscientização sobre a falta de água limpa em países do terceiro mundo. Embora esta seja uma causa importante e nobre, um anúncio de promover a causa (vejo o vídeo no fim do artigo), com Bono, Richard Branson e Olivia Wilde praticamente se concentra em outra coisa: ridicularizar conspirações relacionadas com o grupo Illuminati. Por quê? Ninguém realmente sabe.

Este vídeo sobre a água limpa termina com o bilionário Richard Branson gritando: "Reunião dos Illuminati!". Qual é a relação? Não sei. Isso é pra ser engraçado? Bem, eu não ri.

Em menos de dois minutos, o anúncio consegue me irritar em um vários níveis. Primeiro, é mais um exemplo de celebridades tentando obter alguma preciosa relações públicas de bondade, associando a sua "imagem" com algum tipo de boa causa. Em vez de calarem a boca e ajudar as pessoas que precisam, eles preferem ficar na frente de uma câmera e dizer às pessoas comuns: "Ei! Eu sou uma celebridade e eu tenho dinheiro, olha como eu sou grande, porque eu me preocupo com esta última boa causa da moda de Hollywood... E você é um idiota egoísta por

[ESTUDO] Cientista da Universidade Johns Hopkins Detona Com a Vacina da Gripe

quarta-feira, 22 de maio de 2013 | 1 comentários |


Um cientista da Universidade Johns Hopkins emitiu um estarrecedor relatório sobre vacinas da gripe no British Medical Journal (BMJ). Peter Doshi, Ph.D., acusa que embora as vacinas estejam sendo empurradas para o público em números sem precedentes, elas são menos eficazes e causam mais efeitos colaterais do que é alegado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC). Além disso, diz Doshi, os estudos que fundamentam a política do CDC de incentivar a maioria das pessoas para receber anualmente a vacina contra a gripe são muitas vezes estudos de baixa qualidade que não comprovam as alegações oficiais.

A promoção das vacinas contra a gripe é uma das políticas de saúde pública mais visíveis e agressivas nos Estados Unidos, diz Doshi, do Johns Hopkins School of Medicine. As empresas farmacêuticas e funcionários públicos pressionam para vacinação generalizada a cada outono, oferecendo vacinas em farmácias e supermercados. Os resultados têm sido fenomenais. Apenas 20 anos atrás, 32 milhões de doses de vacina contra a gripe estavam disponíveis nos Estados Unidos em uma base anual. Hoje, o total disparou para 135 milhões de doses.

"A vacina pode ser menos vantajosa e menos segura do que tem sido afirmado, e a ameaça da gripe parece ser exagerada", disse Doshi. Políticas de vacinação obrigatória foram promulgadas, muitas vezes em serviços de saúde, obrigando algumas pessoas a tomar a vacina sob a ameaça de

O Conselho de Relações Exteriores - CFR

terça-feira, 21 de maio de 2013 | 1 comentários |

Quem, pesquisando sobre as elites globalistas ainda não ouviu falar do Conselho de Relações Exteriores (CFR) dos EUA? Veja neste artigo a história do CFR, e sua profunda influência na agenda internacional dos Estados Unidos.

Em 1919 o Business Roundtable dos Rothschilds lançou o Royal Institute of International Affairs (RIIA), em Londres, "Instituto Real de Assuntos Internacionais" em português. O RIIA logo gerou organizações irmãs ao redor do mundo, incluindo o Conselho de Relações Exteriores (CFR) dos EUA, o Instituto Asiático de Relações do Pacífico, o Canadian Institute of International Affairs, o Institute des Relations Internationales com sede em Bruxelas, a Sociedade de Política Externa da Dinamarca, Conselho Indiano de Relações Mundial e o Instituto Australiano de Assuntos Internacionais[1]. Outras filiais surgiram na França, Turquia, Itália, Iugoslávia e Grécia.

O RIIA é uma instituição de caridade da rainha e de acordo com seus relatórios anuais, é financiado em grande parte pelo oligopólio do petróleo que eu apelidei de "Os Quatro Cavaleiros" - Exxon Mobil, a Chevron Corporation, BP Amoco ARCO e Royal Dutch / Shell Pennzoil.

Lord Carrington, ex-secretário de Relações Exteriores britânico e associado e co-fundador da (Henry) Kissinger Associates é presidente tanto da RIIA quanto do Grupo Bilderberg.[2]

O círculo interno da RIIA é dominado por Cavaleiros de São João de Jerusalém, Cavaleiros de Malta, Cavaleiros Templários e maçons do grau 33.

A ordem dos Cavaleiros de São João foi fundada em 1070 e responde diretamente à
Casa dos Windsor (a qual pertence a realeza britânica). Os católicos Cavaleiros de Malta, que respondem ao Vaticano, retiraram-se para Malta depois de sua derrota nas Cruzadas e transformaram essa ilha mediterrânea em um reduto de drogas, armas e contrabando de petróleo.

Os Cavaleiros Templários inventaram o seguro, o mercado de títulos, o conceito de cartões de crédito enquanto eles transportavam peregrinos para lá e para cá do Oriente Médio durante as Cruzadas. Eles fundaram o Temple Bar, no centro da City de Londres, que serve como um gerente mundial de Direito Marítimo britânico - sutilmente a lei da terra em muitas nações, incluindo os EUA, onde se você faz um juramento em um tribunal com a bandeira americana adornada com franjas de ouro, o seu juramento não é pela Constituição dos EUA, mas sim pelo Direito Marítimo britânico.

Os maçons são agentes subalternos, em grande parte inconscientes, do Império Britânico, que patrocinam hospitais infantis, fazem o "circo" e aparecem em todos os desfiles. Eles servem como um ardil para a cidade de dominação global das "colônias" de Londres.

Deste lado da lagoa (o autor do artigo é americano), a dominação da City (centro financeiro de Londres) sobre a política externa dos EUA e do Departamento de Estado é exercida através do Conselho de Relações Exteriores.

George Pratt Schultz, membro do conselho da Bechtel/Chevron e ex-secretário de Defesa de Reagan, era um diretor de longa data do Conselho de Relações Exteriores ("Council on Foreign Relations" em inglês - CFR).

O CFR foi criado em 1922 e está sediado em Harold Pratt House em Nova York. O prédio foi doado pela viúva de Pratt, cujo marido fez sua fortuna como um sócio na Standard Oil Company, oligopólio de petróleo de John D. Rockefeller.

Schulz é parente da Sra. Harold Pratt e substituiu o membro do CFR Alexander Haig para se tornar secretário de Estado de Reagan. O CFR é a filial americana do Royal Institute for International Affairs (RIIA) de Londres. Ambos os "think tanks" de política externa são repletos de poderosos líderes da indústria, academia e governo.

Eles detêm uma quantidade enorme de influência sobre a política externa dos EUA e Reino Unido, proporcionando a "cola" para a chamada "relação especial" entre os EUA e a Grã-Bretanha, onde a colônia mercenária americana paga e combate as guerras que a cidade de Londres tanto deseja quanto lucra.

"Bill Clinton sabe muito bem que ele serve como Presidente, porque os membros da 'sociedade secreta' a que pertence o escolheu e espera que ele leve a cabo seus planos." John F. McManus

O CFR publica o "Relações Exteriores" (Foreign Affairs), um jornal bi-mensal sobre a paisagem política global, que é considerado por muitos no Departamento de Estado como uma espécie de "how-to", um guia para a condução da política externa.

Membros fundadores do CFR incluem irmãos John Foster e Allen Dulles, o colunista Walter Lippman, ex-secretário de Estado Elihu Root e o coronel Edward Mandell House, que como assessor do presidente Woodrow Wilson empurrou o Federal Reserve Act, criando o banco central privado dos EUA, propriedade do algumas famílias de banqueiros ricos.

Em 1912, um ano antes do Federal Reserve ser criado, House escreveu para Philip Dru: "Administrator. O livro descreve uma conspiração dentro dos Estados Unidos para a criação de um banco central, um imposto de renda gradual e controle de ambos os partidos políticos".

O financiamento para o CFR no passado veio de financistas internacionais como David Rockefeller, JP Morgan, Bernard Baruch, Jacob Schiff, Otto Kahn e Paul Warburg (não lhe lembra as "13 famílias Illuminati"?). Bancos Internacionais como Kuhn Loeb, Lazard Freres, Lehman Brothers e Goldman Sachs - cujas diretorias se misturam e cujas famílias se cruzam - influenciam fortemente os processos no CFR. [3]

Membros do CFR são obrigados a jurar segredo a respeito de seus objetivos e operações. Mas o almirante Chester Ward, um membro do CFR de longa data, deixou escapar que o objetivo do grupo é, "trazer a rendição da soberania e da independência nacional dos Estados Unidos... Em primeiro lugar, eles querem um monopólio bancário mundial de quaisquer poderes acabe no controle de um governo global".

Membros do CFR dominaram a cada Administração desde FDR (Franklin D. Roosevelt) e a maioria dos candidatos presidenciais vem de suas fileiras. Adlai Stevenson, Dwight Eisenhower, Richard Nixon, John F. Kennedy, Lyndon Johnson, Hubert Humphrey, George McGovern, Walter Mondale, Jimmy Carter, George Bush senior (pai) e Al Gore são todos ex-alunos do CFR.

David Rockefeller atuou como presidente do CFR por algum tempo, dando lugar ao companheiro e presidente do Chase Manhattan e advogado da ARAMCO John McCloy.

Quase todos os diretores da CIA desde Allen Dulles foram membros do CFR. Estes incluem Richard Helms, William Colby, George Bush senior, Bill Casey, William Webster, James Woolsey, John Deutsch e Robert Gates. Curiosamente, atual administração de Obama, Leon Panetta, diretor da CIA, não é um membro do CFR.

O jornal "Relações Exteriores" do CFR defende consistentemente intervenções militares dos EUA e é o jornal mais lido do Departamento de Estado dos EUA. De acordo com o ex-Vice-Diretor da CIA Victor Marchetti e o ex-analista do Departamento de Estado John Marks, o CFR é o principal constituinte da CIA, já que a elite que governa o CFR são os que possuem os ativos no exterior, que a CIA e o poderio militar americano trabalham para proteger. [4]

É através do CFR que os banqueiros internacionais e a comunidade de inteligência global se misturam. Os banqueiros e a elite da inteligência compartilham um objetivo comum de manter o mundo seguro para o capitalismo monopolista global e muitas vezes agentes de inteligência são recrutados dos bancos onde sua lealdade para com a elite bancária foi exaustivamente testada. O fundador da OSS(Office of Strategic Services, precursor da CIA), William "Wild Bill" Donovan, tinha sido um agente para o banco JP Morgan.

A porta giratória entre grandes bancos e a inteligência balança para o outro lado também. Os melhores agentes da CIA, Mossad e do MI6 são recrutados para se tornar mais bem pagos agentes de inteligência privados de impérios corporativos e bancários multinacionais como documentado em "Spooks: The Haunting of America – Private Use of Secret Agents" de Jim Hougan. Como o autor Donald Gibson escreveu: "No início dos anos 1960, os interesses do CFR, Morgan e Rockefeller, e da comunidade de inteligência eram tão extensivamente misturados que pareciam ser praticamente uma só entidade". [5]

O CFR é também a principal incubadora para os cargos do gabinete presidencial. A Administração Nixon tinha 115 membros do CFR, enquanto a Administração de Clinton incluiu mais de 100 alunos do CFR. Eles incluíram o presidente do CFR Peter Tarnoff, assessor de Segurança Nacional Anthony Lake, o Vice-Presidente Al Gore, o secretário de Estado Warren Christopher, o Secretário de Defesa Les Aspin e seu sucessor William Cohen, o Secretário do Tesouro Lloyd Bentsen, o diretor da CIA James Woolsey, Colin Powell, Tim Wirth, Winston Lord, Laura Tyson, George Stephanopoulos, e Samuel Lewis.

No outono de 1998, enquanto o impeachment pairava sobre Clinton, o presidente se apressou em ir a Nova York para tentar reunir apoio de seus "manipuladores" do CFR. Como o editor John F. McManus disse: "Bill Clinton sabe muito bem que ele serve como Presidente porque os membros da 'sociedade secreta' a que ele pertence o escolheu, e espera que ele leve a cabo seus planos."

Atuais co-presidentes no CFR são Carla Hills - representante de comércio de Bush senior, e era a principal negociadora da NATFA e outras maquinações chaves da OMC, e Robert Rubin, ex-secretário do Tesouro de Clinton e presidente do Citigroup.

Outros membros do conselho atuais incluem Madeline Albright, Tom Brokaw, o general John Abizaid, Fareed Zakaria, a herdeira do Hyatt Penny Pritzker, o insider do Blackstone Group J. Tomlinson Hill, o presidente da Caterpillar James W. Owens e o co-fundador do grupo Carlyle David Rubenstein.[6]

Dean Henderson é o autor de quatro livros: "Big Oil & seus banqueiros no Golfo Pérsico: Quatro cavaleiros, oito famílias e sua inteligência global", "Narcóticos e Rede Terror" , "The Grateful Unrich: Revolução em 50 países" , "Posando para a Matrix" e "Das Kartell der Federal Reserve".

Nota Blog Anti-NOM: Deixo abaixo 3 artigos que mostram mais um pouco desta influência do CFR:

Hillary Clinton Paga pau para CFR / CFR e seu papel de lideranca sobre o poderio militar americano

Neste post vemos como Hillary Clinton, enquanto era secretária de estado, mostra total submissão aos membros do CFR dizendo "...é bom termos um post do Concil aqui na esquina do Departamento de Estado. Nós recebemos um monte de conselhos do Council, entao isto significa que nao vou ter que ir muito longe para ser dita o que fazer e o que pensar no futuro"

Obama está implementando projeto do CFR: "Instituições Internacionais e Governança Mundial: Ordem Mundial no século 21"

Neste post vemos um documento do CFR que dava soluções globais para problemas globais, soluções estas que virtualmente envolve "governança global", um nome bonitinho para Governo Global.

Propaganda Fundação Gates e CFR Contra o Movimento "Anti-Vacina'

Mais recentemente vimos no post acima como o CFR e a fundação de Bill Gates trabalham juntas para alavancar as vacinas e demonizar pessoas e grupos que questionem a sua segurança.

Trifecta - Tríplice conexão com as mais importantes organizações

A trifecta é um diagrama que mostra as pessoas que ao mesmo tempo pertencem às três maiores sociedades, algumas mais conhecidas e outras mais abertas: CFR, Comissão Trilateral e o Grupo Bilderberg.

Fontes:
Veterans Today: The Council on Foreign Relations

(Extraído do Big Oil & seus banqueiros : Capítulo 3: A Casa de Saud e JP Morgan)

Notas de rodapé:

[1] Fourth Reich of the Rich . Des Griffin. Emissary Publications. Pasadena, CA. 1978. p.77
[2] The Robot's Rebellion: The Story of the Spiritual Renaissance . David Icke. Gateway Books. Bath, UK. 1994. p.195
[3] The Rockefeller File. Gary Allen. '76 Press. Seal Beach, CA. 1977. p.75
[4] Rule by Secrecy: The Hidden History that Connects the Trilateral Commission, the Freemasons and the Great Pyramids. Jim Marrs. Harper-Collins Publishers. New York. 2000. p.36
[5] Battling Wall Street: The Kennedy Presidency . Donald Gibson.Sheridan Square Press. New York. 1994. p.133
[6] http://en.wikipedia.org/wiki/Members_of_the_Council_on_Foreign_Relations#Board_of_directors

[Wikileaks] Gravíssima Sabotagem dos EUA Contra Brasil com Aval de FHC e Morte de Brasileiro

quarta-feira, 15 de maio de 2013 | 0 comentários |


Nota blog: Este post foi silenciosamente removido pelo google juntos com outros 6, provavelmente a pedido do governo brasileiro, que é o campeão em solicitações não judiciais para o Google.

Telegramas revelam intenções de veto e ações dos EUA contra o desenvolvimento tecnológico brasileiro com interesses de diversos agentes que ocupam ou ocuparam o poder em ambos os países 

Os telegramas da diplomacia dos EUA revelados pelo Wikileaks revelaram que a Casa Branca toma ações concretas para impedir, dificultar e sabotar o desenvolvimento tecnológico brasileiro em duas áreas estratégicas: energia nuclear e tecnologia espacial. Em ambos os casos, observa-se o papel anti-nacional da grande mídia brasileira, bem como escancara-se, também sem surpresa, a função desempenhada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, colhido em uma exuberante sintonia com os interesses estratégicos do Departamento de Estado dos EUA, ao tempo em que exibe problemática posição em relação à independência tecnológica brasileira. Segue o artigo do jornalista Beto Almeida.

O primeiro dos telegramas divulgados, datado de 2009, conta que o governo dos EUA pressionou autoridades ucranianas para emperrar o desenvolvimento do projeto conjunto Brasil-Ucrânia de implantação da plataforma de lançamento dos foguetes Cyclone-4 – de fabricação ucraniana – no Centro de Lançamentos de

Nobel de Medicina: "A Cura de Doenças Não é Lucrativa Para a Indústria Farmacêutica"

quarta-feira, 8 de maio de 2013 | 2 comentários |


O médico britânico e Prêmio Nobel, Richard J. Roberts, acusou as grandes empresas farmacêuticas de colocar em primeiro lugar os benefícios econômicos do que a saúde das pessoas, impedindo o progresso científico na cura de doenças porque curar não é rentável.

"Os medicamentos que curam não são rentáveis, e portanto, não são desenvolvidos pela indústria farmacêutica, que desenvolvem drogas para tratamentos crônicos que são consumidas forma serializada", disse o prêmio Nobel em uma entrevista para a revista 'PijamaSurf'. "Algumas drogas que poderiam curar as doenças de uma vez não são investigadas. Até certo ponto é verdade que a indústria da saúde é regida pelos mesmos valores e princípios que o mercado capitalista, que chegam a se parecer muitocom a máfia ", se pergunta o Nobel da medicina de 1993. O cientista e pesquisador acusa a indústria farmacêutica de se esquecer de servir as pessoas e se preocupar apenas com o desempenho econômico. "Eu vi como, em alguns casos, pesquisadores dependentes de fundos privados podem ter encontrado remédios muito eficazes que teriam terminado completamente com uma doença", explicou.

"As empresas farmacêuticas não estão tão interessadas em

Epitalon - A Nova Fonte da Juventude?

terça-feira, 7 de maio de 2013 | 0 comentários |



Nunca tinha ouvido falar do Epitalon, uma droga que pode ser capaz de trazer de volta a juventude, além de quebra reduzir a chance de variados tipos de doenças. Recebi hoje um email de um antigo fornecedor europeu meu de MMS, uma solução de Clorito de sódio a 28%, que em meu caso particular tem me ajudado a ficar longe de doenças já fazem alguns anos (leia mais aqui sobre o MMS). Fiz uma rápida pesquisa e realmente os benefícios deste Epitalon tem aparecido em vários estudos, além de uma intrigante cobertura pela mídia alguns anos atrás.

ABC: Envelhecimento revertido em ratos, dizem cientistas

Os cientistas voltaram o relógio em ratos projetados para envelhecer mais rapidamente do que o normal, um avanço que sugire pela primeira vez que o envelhecimento em camundongos foi revertido.

Pesquisadores de centros médicos filiados á Harvard manipularam geneticamente camundongos para envelhecer mais rapidamente, e em seguida, usaram terapia genética para alongar os telômeros - compostos encontrados nas extremidades dos filamentos de DNA - o que reverteu os problemas relacionados com a idade, tais como diminuição da função do cérebro e
Posts Relacionados
 
;