RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

O Mundo em 2018: Os Segredos Ocultos da Capa da Revista The Economist

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018 |

A revista "The Economist" lançou sua capa mais polêmica depois de ter excluído uma primeira capa que mais tarde foi substituída pela capa oficial de janeiro de 2018. Mas o mais misterioso é a mensagem criptografada que estava na capa de 1988 com um prazo: 2018. 


The Economist é uma publicação semanal que trata da situação atual das relações internacionais e da economia a partir de um quadro global. Sua primeira edição foi publicada em setembro de 1843 sob a direção de James Wilson. Embora por razões históricas ela defina a si própria como um jornal, seu formato atual é semelhante ao de uma revista. A publicação pertence ao The Economist Group, uma empresa editora controlada em 50% pelas famílias Rothschild e Agnelli.

Leia também: Rothschild: Esta Família Possui Muito Mais Dinheiro que Bill Gates, mas Jamais Aparece em Qualquer Lista

A família Rothschild é uma dinastia européia de origem judaico-alemã, alguns dos quais fundaram bancos e instituições financeiras no final do século 18 e que acabaram se tornando uma das linhagens mais influentes de banqueiros e financiadores do mundo. E os Agnelli são uma família histórica do capitalismo italiano. As origens do poder político, econômico, financeiro e industrial dos Agnelli podem ser encontradas na incipiente indústria automobilística que se formou no Piemonte italiano no início do século 20.


Bem, esta revista sempre causou muito interesse devido às grandes influências que ambas as famílias têm devido seu poder. E a primeira edição de cada ano suscita muita controvérsia e expectativa porque eles preveem o que acontecerá no próximo ano, usando as tendências mais modernas do momento. Algumas capas eram muito controversas porque estavam cheias de acontecimentos. Mas a capa do ano de 1988 em que uma fênix segurou com suas garras as cédulas do mundo todo, enquanto levantava as asas, usando no pescoço um grande medalhão, semelhante a uma moeda, onde, entre outras coisas, estava gravado '2018', levantou muita controvérsia.


Isso anunciaria o que já foi anunciado há muito tempo. A nova moeda mundial, única para todo o planeta e também digital. Nós ficaríamos sem dinheiro e trocaríamos pelo "Bitcoin", a moeda digital. Mas, para isso, seria necessária uma grande crise econômica a nível global, até agora nunca vista. Há também a era do fim do petróleo, onde os meios de transporte elétricos serão a nova aposta, e assim o mundo será computadorizado. Todo movimento de nosso dinheiro será refletido e não poderemos mais viver sem nos livrar da rede elétrica.
Bem para isso, devemos adicionar os mistérios que aguardam após a nova capa. Em princípio, havia uma capa já em venda para 2018, onde nosso planeta apareceu a partir do espaço e podia ser visto grandes nuvens que cobriam completamente a América Central e do Sul, todo o Oceano Atlântico e a parte subcontinental da África. Esta capa apresentou um panorama preocupante tendo em conta que neste ano sofremos grandes terremotos e furacões em nosso planeta. Mas, misteriosamente, essa capa foi finalmente suprimida sem motivo aparente.


E, finalmente, a capa que já está à venda (como vimos na internet), é um fundo preto cheio de emoticons coloridos que deixou as pessoas ainda mais perplexas por sua sublime sutileza. Nela podemos ver desenhos que se referem ao presidente dos EUA, Donald Trump, Kim Jong-un, o presidente da França ou o rei da Índia. Existem representações de bombas nucleares, mísseis, uma coroa que representa a casa real britânica, uma bandeira da União Européia com uma estrela menos, um jato, etc.

Toda uma série de elementos que deixam aqueles que os analisam desconcertados. Ao separemos os emoticons por cores e depois atribuí-los um valor para o que representam, podemos "adivinhar" a mensagem criptografada que possam implicar.

Um dos mais preocupantes é o que se refere ao possível planeta Hercólubus, Nibiru ou Planeta X. Aparentemente, este planeta ou cometa (há várias hipóteses abertas sobre esse suposto corpo celestial), como previsto, aparece na capa e pode significar um ótimo catástrofe mundial.

Sem dúvida, é o maior desafio que a revista colocou aos seus seguidores e nos dará o que falar com certeza durante o resto do ano e no próximo, onde poderemos observar se todas as previsões que parecem ser escondidas neste hieróglifo do século 21 serão cumpridas.

Leia mais:


Revista The Economist há 30 Anos: "Prepare-se para uma Moeda Mundial até 2018"












Fontes:
Infinity Explorers: THE WORLD IN 2018 : WE REVEAL THE TERROR HIDDEN SECRETS ON THE COVER OF “THE ECONOMIST”

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;