RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Quais são as Artimanhas dos Membros do Clube Bilderberg entre a Elite Espanhola?

domingo, 15 de novembro de 2015 |

O jornalista, apresentador de rádio e televisão e escritor Gabriel Sánchez Ogáyar declarou ao RT que o polêmico Clube Bilderberg se posiciona e atua enormemente na política espanhola e revelou as artimanhas das quais se serve este grupo envolto de secretismo para perpetuar-se no poder.


Para exemplificar como o Grupo Bilderberg influencia na política espanhola, o jornalista Gabriel Sánchez Ogáyar utiliza semelhantemente um tabuleiro de xadrez, onde todas as peças possuem a mesma cor. "Supomos que sejam brancas. Quem ganha a partida? Logicamente as brancas, Ganhando uma ou mais vezes, elas são da mesma cor, pertencem ao mesmo grupo, possuem interesses idênticos e um mesmo objetivo: impor e perpetuar o capitalismo", disse ao RT.

Além disso, o especialista afirma que entre estas peças, há algumas com um "valor maior", pois usufruem de um movimento maior (poder), enquanto que os peões apenas podem se mover. Estes últimos protegem os anteriores, "abrem caminho e se arriscam pelas peças mais valiosas, as quais servem. Por exemplo, a imprensa". "Essas peças mais valiosas são aproximadamente 30% das pessoas que vão às reuniões anuais do Grupo Bilderberg (membros permanentes), e são políticos, nobres, banqueiros e empresários", afirma.

Leia também: Bilderberg 2015: A Implementação da Inteligência Artificial

Juan Luis Cebrián
Sánchez Ogáyar aponta que um dos membros permanentes espanhóis, além da rainha Sofia, é o jornalista Juan Luis Cebrián, dirigente máximo do grupo Prisa, que por sua vez é o delegado do Bilderberg na Espanha e a pessoa encarregada de convidar os espanhóis todos os anos para o encontro.

"Estas pessoas estão metidas na política espanhola criando opinião através dos meios que a elite bancária financia, como o Banco Santander ou o BBVA", afirma o escritor, que coloca como exemplo o conselho de administração do Grupo Prisa, o qual é composto por vários bancos e uma petroleira, entre outros. De acordo o jornalista, estas grandes empresas "recrutam conselheiros, ex-presidentes e ex-ministros" para o movimento chamado "porta giratória".

"Estes políticos, enquanto estão ativos, beneficiam as empresas nas quais, uma vez fora da política, são recrutadas como conselheiras sem importar o partido. Nisso, ninguém verá um representante contrário ao capitalismo. A partir daqui, podemos dizer que são os bancos e os grandes empresários os que apoiam os políticos com o respaldo da imprensa em prol de seus interesses", conclui.

Leia mais:






Fontes:
- Periodismo Alternativo: ¿Cuáles son las artimañas de los miembros del polémico club Bilderberg entre la élite española?

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;