RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

[VIDEO] Indignação: Três Filmes do KIT-GAY Vazam no Youtube

sexta-feira, 15 de abril de 2011 |

Este post que expõe a verdade sobre o famigerado kit-gay havia sido silenciosamente removido pelo Google. Estou repostando para que estas informações não caiam no esquecimento da população.

Update: Trailers de outros dois outros filmes foram adicionados mais abaixo.
Update 2: Participe da enquete ao lado dizendo se você é a favor ou contra este kit na forma como está. Update 3: Disponibilizo uma das cartilhas do kit-gay, junto com material indecente do Ministério da Saúde Update 4: Dilma suspende a distribuição do kit Update 5: O jornal O Globo confirma que o kit-gay era também destinado aos alunos de 11-14 anos escrevi anteriormente sobre o infeliz kit-gay, uma campanha do Ministério da Educação em conjunto com entidades GLS, que por trás de uma fachada anti-homofobia tenta imbutir em nossas crianças e jovens a noção de que ser gay, lesbica e bi-sexual é uma coisa perfeitamente normal, e que apenas trará vantagens. A confecção do kit custou R$ 743 mil aos cofres públicos, de uma verba de R$ 1,9 milhão que financiou pesquisas feita por entidades como a Reprolatina e ainda mais cinco seminários. Foi reportado também que o governo federal confirmou que o kit será distribuído para 6.000 escolas a partir do segundo semestre.


Agora se você já estava indignado com o vídeo do travesti-teen "Bianca", os dois novos vídeos deixarão qualquer pessoa com um mínimo de bom-senso de cabelo em pé.
Aliás, parece que a "atriz" Bianca do vídeo realmente existe. De acordo com algumas fontes ela seria a travesti gay que ficou famosa por ter feito um filme pornô com o Alexandre Frota. Bem didático, não? Passaram totalmente de qualquer limite. Ensinar respeito tudo bem, ensinar tolerância, ótimo! Mas ensinar que é correto e legal sair por aí transando com tudo e todos, seja homem ou seja mulher, já acho que vai um pouco além da conta. Se quiserem proteger as minorias para não serem vítimas de bullying, porque não também criar o kit-gordo, o kit-careca, o kit-feio(a), o kit-braquelo, ou o kit-nerd??????? Eu acredito que uma campanha desta deveria ter sido debatida pela sociedade antes de mais nada. As pessoas deveriam ser informadas corretamente, e não como a imprensa vem fazendo, rotulando de homofóbico qualquer um que ouse não concordar com uma campanha desta. Aliás, a palavra homofobia foi distorcida e expandida para ser utilizada como uma ferramenta de limitação da liberdade de expressão. Tanto é que você pode ver nos comentários abaixo ataques pessoais, nos limites da histeria, de gays extremistas, me chamando de homofóbico, por eu simplesmente querer que as pessoas tenham conhecimento destes vídeos e os assistam. As pessoas tem todo o direito de não achar ser correto o homosexualismo (ou homossexualidade, se preferirem). Eu tenho respeito pelos homossexuais, mas quero também ser respeitado em minha opinião. probabilidade_kit-gayEm um dos vídeos, entitulado "Probabilidade", mostra como um rapaz que deixou a namorada em outra cidade, que após conhecer um colega homossexual, descobre que estava apaixonado pelo primo deste colega. Após ficar confuso, chega a conclusão que é bi-sexual e que agora que ele gosta dos dois sexos ele terá 50% mais chances de achar alguém "legal". Pelo visto os produtores destas peças precisam voltar as aulas de matemática... E ainda têm a afronta de dizer que andar muito com gays não influencia na sua escolha sexual. O filmete criado pelos próprios homossexuais desmente as colocações dos defensores do homossexualismo. Caíram em pesada contradição. No filme ficou claro que ter conhecido o amigo homossexual o fez considerar a possibilidade de gostar de outro homem. É normal meninos gostarem de outros meninos, como amigos, mas será que a mensagem deste vídeos não os fará eles imaginarem que este apreço é na verdade um desejo sexual?

Tem ainda o curta "Torpedo", onde duas meninas lésbicas resolvem "enfrentar a barra" do preconceito na escola depois que fotos românticas das duas cai na internet. Não falarei mais nada, assistam estes vídeos por si próprios e comentem se vocês acham que estes vídeos são apropriados para crianças e jovens que ainda estão formando sua personalidade.  


Encontrando Bianca

  

Probabilidade
  

Torpedo


Abaixo você pode assistir dois trailers de vídeos que fazem parte da mesma campanha. - Trailer "Medo de quê?" Este desenho animado, de acordo com o site da ECOS, produtora dos filmes, "Marcelo é um garoto que, como tantos outros, é cheio de sonhos, desejos e planos. Descobre que sente atração afetivo-sexual por rapazes. Seus pais, seu amigo João e a comunidade onde vivem têm outras expectativas em relação a ele, que nem sempre correspondem aos desejos de Marcelo."


  

- Trailer "Boneca na Mochila" De acordo com o site da ECOS, neste filme "um motorista de táxi conduz uma mulher à escola. Ela foi chamada porque flagraram seu filho com uma boneca na mochila. Durante o caminho, enquanto ouvem um programa de rádio sobre homossexualidade, eles conversam sobre esse assunto."


Se quiser ir mais além e saber os detalhes de como esta campanha foi instituída, leia abaixo a transcrição da sessão do Congresso Nacional.:NT-Seminário-Escola-Sem-Homofobia-KIT-GAY-23.11.10Eu não sou contra os/as homossexuais, nem apregôo nenhum tipo de discriminação ou violência. Mas o que está sendo feito nesta campanha é colocar uma "pulga atrás da orelha" de crianças e jovens que poderão querer experimentar o homosexualismo para "ver como é" e possivelmente ficar com sequelas psicológicos para o resto de suas vidas. Achei interessante esta matéria do R7, que pela primeira vez cobriu de forma não tendenciosa o kit-gay:

Esta outra matéria da TV Campo Grande faz uma cobertura bastante razoável e independente, mostrando autoridades públicas que não se rendem a esta onda gay:

- "Até onde vai a língua" e a possibilidade de se apresentar o kit-gay para o ensino fundamental A reportagem abaixo mostra a indignação da população com a chacota utilizada pelo ex-secretário do Ministério da Educação, André Lázaro, onde ele fazia graça ao dizer que ficaram 3 meses discutindo, pago com o dinheiro público, até onde iria o beijo lésbico no vídeo do kit. Outro fato muito importante que pode ser verificado no vídeo é que o mesmo secretário disse para os congressistas e os representantes das entidades LGBTs que o Ministério da Educação estava estudando a liberação do kit para alunos do estudo fundamental, para crianças de 7 até 10 anos. O argumento que os favoráveis ao kit usam, de que este material seria direcionado apenas aos adolescentes, parece não ser totalmente verdade.
Luiz Mott
Um outro ponto que considero importante, e muito preocupante, é o fato de que este movimento gay extremista, através de seus principais representantes, tenta legitimizar a pedofilia. Vejam que a sexualização de pré-adolescentes através do kit-gay já é um fato. Luiz Mott, um dos mais conhecidos ativistas gays do Brasil, já publicou em seu site na geocities, que não existe mais mas ainda pode ser visualizado através do way-back, crônicas na qual revelava sua tara por pré-adolescentes, e que após sofrer críticas respondeu tentando justificar sua tara pedófila. Se tiverem estômago forte, vocês podem ler na íntegra a sua crônica "Meu moleque ideal". Neste post em uma lista de discussão ele e outros ativistas conversam sobre a possibilidade de legalizar a pedofilia. E para saber o que mais vem por aí, dê uma lida no Plano Nacional LGBT. A coisa realmente vai ficar preta, ou diria melhor, cor-de-rosa. Coloquei abaixo (relutantemente) este outro texto de Luiz Mott, intitulado "Sonho é sonho qual é o problema de querer demais?!" . Para quem não sabe, Luiz Mott foi mentor e principal articulador do Projeto 122/2006, que trata da Lei Anti-Homofobia. Respirem fundo pois o texto é pesadíssimo.

Se as minhas pesquisas acadêmicas provam e os meus dados científicos demonstram que...
No útero o bebê já tem ereção e a libido infantil é aceita por todos, logo... As leis devem ser mudadas para que crianças e adolescentes sejam totalmente livres, até para escolher um adulto como parceiro afetivo e sexual
Afinal...
"Estudos comprovam que ainda no útero o bebê já tem ereção e a teoria de Freud sobre a libido infantil hoje é aceita por todos... O princípio secularmente imposto pelo cristianismo de que o sexo só é permitido após a bênção nupcial, fere um direito humano fundamental, inclusive dos jovens e adolescentes: o direito ao exercício de sua sexualidade e respeito à sua livre orientação sexual. Direito inclusive que têm os jovens em escolher eventualmente um adulto como seu parceiro afetivo e sexual"...
que nossas leis sejam mudadas e sobretudo, que se mudem as mentalidades (...) daqueles que, sob a desculpa de proteger a inocência dos mais jovens, negam o direito inalienável das crianças e adolescentes de terem respeitadas sua livre orientação sexual e sua liberdade sexual”.
O que foi bom para bárbaros e gregos deve ser melhor ainda para crianças e adolescentes brasileiros.
Inseminação aos primeiros sinais de puberdade com penetração anal por três anos e sexo oral praticado por meninos nos homens e rapazes mais velhos...
"Estudos antropológicos, acerca do comportamento das tribos em Papua (Nova Guiné) e nas ilhas da Melanésia, fornecem dados que evidenciam a atividade homoerótica, com graus de diferenciação, mas pautadas num mesmo princípio: de modo geral, acreditava-se que os meninos não produziam seu esperma naturalmente, daí, surgia a necessidade de inseminá-los aos primeiros sinais de puberdade, num processo de transição da infância para vida adulta".
"Ao término da infância, todo menino era separado da mãe e retirado da casa das mulheres para dormir na casa dos homens, cabia ao tio materno a penetração anal, pelo período aproximado de três anos, assim, o esperma seria fornecido à criança, juntamente com suas propriedades de força e coragem necessárias à vida adulta".
Para os Sambia, que viviam no interior da selva de Papua, o ritual de iniciação tinha um caráter processual: a inseminação ocorria pelo sexo oral, em que, num primeiro estágio, os meninos praticavam nos homens e rapazes mais velhos. Gradualmente, havia uma inversão dos papéis, em que o menino passava ensinar a felação aos iniciados. Ao atingir a maturidade sexual, era realizada uma cerimônia, na qual, já adulto, o menino era incorporado ao grupo dos homens e tornava-se caçador".
"Na Nova Guiné, entre os baruia, o sexo oral entre os homens de diferentes gerações e status é uma regra social e culturalmente aceita: nesse grupo cultural existe a crença de que a energia vital é transmitida pelo esperma, assim, os homens mais novos e as mulheres devem ser alimentados pelos homens mais velhos com essa energia".
Grécia Antiga - "entre os atenienses, apenas os homens eram considerados cidadãos e tinham, portanto, direito e acesso ao conhecimento. Era comum e legítimo o relacionamento sexual entre o professor e o aluno, considerado o relacionamento amoroso mais sublime entre dois homens".
"No Candomblé a sexualidade é entendida como um processo de troca de energias (“axé”) e para lidar com as divindades é preciso estar cheio dessa energia. Desta forma, em determinados períodos rituais, o ato sexual é proibido sem haver, contudo, interdições referentes à homossexualidade ou à bissexualidade, que são reconhecidas como for mas legítimas de vivenciar a sexualidade humana".
"uma educação diferenciada... poderá fazer desabrochar em todo o menino, o seu lado feminino e em toda menina, o seu lado masculino. Afinal, as crianças nascem para serem felizes...".
É realmente difícil de acreditar que estamos a mercê desta elite gay, cujo real objetivo não é buscar tolerância mas sim subverter e reverter reverter as leis brasileiras (como ele mesmo falou acima) para que eles possam ter relacionamentos sexuais com CRIANÇAS legalmente. Porque isto ninguém reporta nos noticiários? Novamente, esclareço que não me refiro aos gays em geral, mas destes que sequestraram o movimento para levar adiante suas próprias agendas. UpdateDe acordo com uma notícia publicada na Folha ontemo MEC tenta agora fazer um controle de danos afirmando que o material do kit que estaria circulando, que incluiria até mesmo ilustrações de cenas de sexo entre dois homens, não seria do MEC e que o material final poderia ainda ser alterado.Update 21/05: Apesar do ministro da educação e cultura ter se esquivado dizendo que o material do kit que estava circulando não seria do MEC e que os "três vídeos que "vazaram" na internet estão em análise aguardando uma definição se serão utilizados nas escolas", as notas taquigráficas da sessão deixa claro que os vídeos Aprovação: Em uma notícia o ministro Haddad disse que "Recebemos o material, o convênio está em ordem, o material vai para a Comissão de Publicação para um debate interno, todo o material. Só se torna oficial quando aprovado na comissão, o que ainda não aconteceu.". Não acredito que estivessem planejando treinar 200 pessoas com o material, para depois este não ser aprovado. Se olharmos nas notas taquigráficas da sessão na câmara, pode ser visto que o material já estaria aprovado em novembro de 2010. Durante a fala da senhora Lena Franco, representante da ECOS, empresa produtora dos vídeos, ela diz que :
Ficamos bastante contentes com a aprovação desse material. Agora, num segundo momento, o MEC precisa colocar essas 6 mil cópias, que a princípio vão ser impressas, à disposição das escolas. E a ECOS tem autorização para,imediatamente, uma vez aprovado, disponibilizar esse material via Web para todo o País. .... A ECOS já capacitou 200 profissionais de todos os Estados brasileiros ligados à educação para a utilização desses materiais. A capacitação acabou agora em setembro...
Publico alvo: Apesar dos defensores do plano insistirem de que o material se destina a jovens do segundo grau escolar, documentos das reuniões do governo e associações LGBT e o próprio Plano Nacional LGBT desmentem este argumento. A diretriz 1.4.3 do plano nacional LGBTdiz: "Incluir nos programas de distribuição de livros para as bibliotecas escolares obras científicas e literárias que abordem as temáticas de gênero e diversidade sexual para os públicos infanto-juvenis e adultos". Além disto, durante a discussão do kit no grupo de trabalho, fica entendido que o kit seria destinado a todas as faixas de idade:
De 6 a 14 anos nós temos 98% das crianças na escola. Isso é extraordinário! De 15 a 17 anos nós temos 85% dos jovens na escola. Isso é maravilhoso! Agora, essa escola precisa melhorar sua qualidade. E melhorar a qualidade não só do aprendizado de Português e Matemática, ... A escola também tem de ser um lugar em que se forme a cidadania, em que se forme o respeito, em que se valorize a riqueza e a diversidade brasileira...
Update 3 - Cartilha do Kit-Gay Encontrei hoje uma das cartilhas do kit-gay, chamada "Caderno das Coisas Importantes", que você pode baixar neste link, ou ver diretamente logo mais abaixo. Nesta catilha não encontrei tantas aberrações como nos vídeos, mas ainda assim acredito que alguns pontos serão bem polêmicos. Em uma capítulo sobre vídeos, vários vídeos sobre homosexualismo são sugeridos, como "Priscila, a rainha do deserto", "A gaiola das loucas", "Será que ele é?", entre outros. Na página 10 existe um formulário para os estudantes registrarem suas "ficadas". Na página 12 tem um passo a passo bem ilustrativo mostrando o uso da camisinha. Na página 10 tem também um texto sobre masturbação feminina, um pequeno trecho: "Feita com cuidado não machuca. É importante explorar a região da vagina e toda a área pubiana de forma tranqüila e relaxada, descobrindo o que te dá mais prazer". Como disse, nada muito gritante, mas tudo vai depender da idade alvo esta cartilha. .
Camisinha - Passo a Passo
Veja a cartilha completa:KIT-GAY: Cartilha - o Caderno Das Coisas Importantes  Material do Ministério da Saúde: As imagens abaixo foram também disponibilizadas no site da Fenasp, onde informam que seria um material do Ministério da Saúde para ser distribuídos as escolas. Até agora não consegui confirmar esta informação. Achei as ilustrações muito de mal-gosto e totalmente desnecessárias, seja de sexo homossexual ou heterosexual:
Update 4 - Dilma Suspende Distribuição do Kit-Gay
A presidenta Dilma suspendeu hoje a produção e distribuição do kit anti-homofobia, vulgo kit-gay. É triste ver que o governo cedeu apenas quando se sentiu ameaçado. O que a imprensa se esquece de dizer é que , ao contrário do que diz a reportagem, não são apenas evangélicos, mas grande parte da população brasileira é contra a distribuição deste kit, independentemente de religião.A Folha inclusive reportou que "'Kit gay' era optativo e só para escolas que lidavam com bullying". O que é uma grande mentira, quem tem acompanhado o caso sabe muito bem disto, até mesmo neste post existe provas concretas de que o kit não era optativo e que seria distribuído para 6.000 escolas. Mas que imprensa é esta que não faz o mínimo de investigação, porque não fazem os devidos questionamentos??? Me envergonho de morar em um país onde este é o tipo de mídia que a maior parte da população depende para se informar. A reportagem inteirinha segue a risca as regras da desinformação que eu postei ontem.
E esta tentativa de tentar desvincular o MEC do Kit mostra o quanto o governo é capaz de mentir para tentar manter sua imagem. As notas taquigráficas mostram claramente que o governo estava trabalhando junto com as ONGs na produção do kit: ""Ficamos bastante contentes com a aprovação desse material. Agora, num segundo momento, o MEC precisa colocar essas 6 mil cópias, que a princípio vão ser impressas, à disposição das escolas. E a ECOS tem autorização para,imediatamente, uma vez aprovado, disponibilizar esse material..." O próprio ex-secretário do MEC André Lázaro deixou claro, quando fez o infame comentário do "até onde vai a língua" no beijo lésbico, que trabalhou em conjunto com as ONGs por três meses, apenas para resolver quão lascivo seria o beijo lésbico. E a mídia porque será que não questiona isto???
Estes 2 milhões de reais gastos nesta porcaria têm que ser devolvido aos cofres públicos por estas ONGs ou pelas autoridades que encomendaram o kit.
Não vamos relaxar, pois irão tentar levar este projeto adiante na surdina.
Update 5: Jornal O Globo confirma que público alvo do kit-gay inclui crianças Enfim meus amigos, a máscara caiu, até mesmo a globo está admitindo que nossas autoridades estavam nos mentindo o tempo inteiro ao dizer que o kit-gay era destinado apenas aos alunos do ensino médio. Como vocês verão nesta reveladora reportagem do jornal O Globo, que parece ter tido acesso aos guias que acompanham os vídeos do kit, não só a idade do público alvo não era a que o MEC vinha tentando nos convencer, mas os exercícios e sugestões de discussões que acompanham o material são altamente preconceituosos e sem nenhuma dúvida teriam um resultado catastrófico em crianças de apenas 11 anos. Espero que isto mostre ao povo que este deve sempre questionar autoridades, que nem sempre estão preocupadas com o interesse da população. Veja aqui o texto completo da notícia.
Participe também de nossa discussão sobre este assunto no Fórum Anti Nova Ordem Mundial

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá, meu nome é João, sou homossexual e realmente não por que foi escolha ou opção como dizem por aí, simplesmente não sinto atração por mulheres desde a adolescencia, o que posso fazer? me obrigar a ficar com mulheres e ser infeliz. Ora, sou contra a nova ordem mundial e muito faço a respeito para que isso não aconteça, também sou contra todo esse gayzismo e estereótipos que inventam na TV, como se todo gay fosse uma bixa que gosta de madonna e queria ser mulher, isso é mentira. Não acho legal os blogs anti-nom criarem textos que acabem colocando a homossexualidade como algo ruim, até por que isso (gays) é puro rotulo estupido criado pela mídia.
Agora deixem-me explicar o motivo dessa merda de mídia estar criando toda essa propaganda em cima dos homossexuais.
O primeiro é que o próximo líder mundial, ou avatar ou anti-cristo como queiram chamar será homossexual, já que o símbolo do baphomet tem seios e é homem, uma especie de travesti. Segundo que para os eugenistas é muita vantagem ver dois homens juntos que não se reproduzem e duas mulheres também. Imaginem que vantagem para eles contra o crescimento populacional, já que dois homens que poderiam estar por aí tendo muitos filhos separadamente, ficam juntos e não tem nenhum. Estes são os motivos, não é que seja uma coisa satanica ser gay. Isso é uma condição humana e afirmo novamente que não é escolha, se eu pudesse realmente seria hetero, mas a atração física que tenho é exclusivamente por homens e nada por mulheres. Simples assim.

Obrigado!

Anna disse...

Olá João, Jesus Cristo te ama incondicionalmente e deseja te salvar....E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Jo 8 32

Posts Relacionados
 
;