RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Juiz de Direito de MG Denuncia Sociedades Secretas de se Infiltrarem no Judiciário

terça-feira, 15 de setembro de 2009 |

O Juiz de Direito da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora (MG), Luiz Guilherme Marques, escreveu em 19 de Junho um artigo na revista jurídica Jus Vigilantibus intitulado "Associações secretas rondam inclusive o Judiciário", na qual denuncia a Illuminati, a Skull and Bones, o grupo Bilderberg e a CFR, como sendo grupos cujo principal interesse é a abolição dos governos e sobre a sua infiltração em todos os ramos da sociedade inclusive na Suprema Corte americana e a possível infiltracao no judiciário brasileiro.

Quanta coragem, meus parabéns. Se 10% de nosso judiciário estive ciente sobre estes interesses alheios a vontade do povo, com certeza nós teríamos um país muito mais justo.

Segue abaixo o artigo em sua íntegra:

---------------------------------------------
Associações secretas rondam inclusive o Judiciário
Sabe-se da existência de associações secretas internacionais cujos reais objetivos são o enriquecimento desmesurado dos seus membros, a conquista do poder e a dominação mundial através de quaisquer meios que se façam necessários, honestos ou desonestos. Pretendem a abolição gradativa dos Governos, em seu lugar ficando eles, os membros dessas associações.

São famosas a ILLUMINATI, a SKULL & BONES, a BILDERBERG e a CFR, afirmando os entendidos que o BANCO MUNDIAL e o FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL foram criados por uma dessas associações.

Fazem parte pessoas do mundo das finanças, altos funcionários, grandes empresários e pessoas influentes, inclusive um membro da Suprema Corte dos Estados Unidos.

Seus integrantes são submetidos a uma iniciação cruel e mantêm os compromissos de sigilo e fidelidade absoluta, naturalmente que receando penas que chegam à morte.

Essas associações patrocinam eleições, edições de leis, tratados internacionais e tudo que facilite seu controle sobre a riqueza dos países.

Fundamenta-se na ambição de poder das pessoas voltadas muito mais para dominar do que em colaborar para o progresso das coletividades.

Em todos os setores da atividade humana há gente desse tipo, inclusive no próprio Judiciário, podendo acontecer de alguns chegarem a integrar alguma associação secreta de fins criminosos.

Nem todos os homens e mulheres que se destacam nos cenários local, regional, nacional ou mundial agem com idealismo e movidos por nobres intenções.

Podem acontecer, por certo, atos do Judiciário, do Legislativo e Executivo que favoreçam o capital estrangeiro em detrimento dos interesses nacionais, gerando o empobrecimento do nosso povo.

O fato do FMI estabelecer parâmetros para a Reforma do nosso Judiciário é significativo.

Alguém pode achar que esse tipo de coisa é fantasia de filme policial, mas trata-se da mais pura verdade.

Por isso, no caso do Judiciário, é importante que a seleção de magistrados seja da competência do próprio Judiciário, através de concursos públicos para ingresso na 1ª instância e promoção interna para a 2ª, 3ª e 4ª, abolindo-se o 5º constitucional e as escolhas pelos Governadores de Estado e Presidente da República.

Enquanto isso não acontecer, podemos ter surpresas desagradáveis no julgamento de alguns casos concretos e edição de alguma súmula vinculante altamente prejudicial.

Não estou afirmando aqui que tenhamos no presente alguém do Judiciário brasileiro vinculado a uma dessas associações, mas pode ser que venhamos a tê-lo.
---------------------------------------------
Outros artigos interessantíssimos desse prezado Juiz:

O site onde o juiz publicava os artigos não esta mais disponível, localizei através do waybackmachine.

PS:Ajudem a divulgar estas informações, postem em seu blog, usem o digg, twitter, orkut, ou email mesmo. Click no botão abaixo "SHARETHIS" e escolha a forma como você prefere divulgar.

Fontes:
Jus Vigilantibus: "Associações secretas rondam inclusive o Judiciário" 
Nota: o link acima nao esta mais funcionando, consegui localizar a pagina no way back machine neste link.

6 comentários:

sandovalceledonio disse...

Sou um pesquisador conciente desse trabalho que vcs estão mandando para mundo, parabens é por existir pessoas com essa capacidade, que ainda podemos acreditar em um mundo mais humano, e esclarecido das coisas que acontece ao nosso redor, e não conseguimos ver por falta de quem nos abra os olhos, dou nota 10

Gordo disse...

denunciar e cogitar a possibilidade são coisas diferentes éin?

alma da Clara... disse...

Não entendi...é uma denúncia ou cogitação de uma hipótese?

Anônimo disse...

Gente pelamor...é só pesquisar mais. Estas coisas dos iluminatti está escrachadas o nós em todos os lugares. Temos diversos vidros no youtube. Isto tb é a nova ordem mundial q tanto falaram. Eu tô careca de saber. Nosso governo tá lotado deles. Até A forma de se cumprimentarem tem códigos. A cúpula do governo c certeza é.

Anônimo disse...

Socorro, chamem Robert Langdon.

ALBERTO RODRIGUES DE BARROS disse...

Aplaudo a iniciativa do Sr Juiz em trazer à tona esta realidade.

A orquestração subliminar da realidade é perceptível diante de tantas contradições explícitas, tanto na política quanto no poder judiciário.

Desde sempre, é em vários países, a distância da população da esfera política é também evidente, por várias razões.

Assim, creio que o caminho para lidar com esta realidade é a ampliação da participação política, tanto em termos quantitativos quanto em qualitativos.

Começando pelos diálogos familiares, pela escolarização e na fase profissional, o cidadão deve aprender o que é o Estado e o Governo, o imposto, orçamento público, os impostos e taxas, bem como suas respectivas finalidades e designações, o processo eleitoral, o espaço público, as políticas públicas, partidos políticos, ...

Por ocasião da primeira eleição do Lula, ministrei cursos de formação política em sindicatos e comunidades mineiras.

Como também atuei no Programa Nacional de Educação Fiscal, e que sugiro para o público tomar conhecimento.

Trata-se de assumirmos o nosso país, de participarmos a cidadania Ativa, atuarmos de forma mais efetiva e plural, desenvolvendo nossa consciência.

Posts Relacionados
 
;