RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Exorcistas Corrigem Superior Geral dos Jesuítas: O Diabo é Real

terça-feira, 3 de setembro de 2019 |

Satanás é um ser real e pessoal, disse um grupo internacional de exorcistas católicos, e isso faz parte da doutrina cristã.

A Associação Internacional de Exorcistas respondeu a comentários recentes do padre Arturo Sosa, SJ, de que o diabo existe apenas como uma realidade simbólica, chamando os comentários de Sosa de "graves e confusos".


"A existência real do diabo, como sujeito pessoal que pensa, age e fez a escolha da rebelião contra Deus, é uma verdade de fé que sempre fez parte da doutrina cristã", disseram os exorcistas.

Sosa, superior geral dos jesuítas, havia sugerido em uma entrevista na semana passada que o diabo era apenas uma "realidade simbólica" do conflito na consciência humana entre o bem e o mal.

O diabo "existe como o mal personificado em estruturas diferentes, mas não nas pessoas, porque não é uma pessoa, é uma maneira de implementar o mal", disse Sosa. “Ele não é uma pessoa como uma pessoa humana. É uma maneira do mal estar presente na vida humana.”

"O bem e o mal estão em uma luta permanente na consciência humana", disse ele. “Reconhecemos Deus como bom, inteiramente bom. Os símbolos são parte da realidade, e o diabo existe como uma realidade simbólica, não como uma realidade pessoal.

A organização exorcista disse que divulgou sua declaração de imprensa, em 22 de agosto, para dar "esclarecimentos doutrinários". O site Catholic Herald relatou a cobertura da declaração.

Referenciando o corpo de longa data do ensino católico sobre o diabo, incluindo o Papa Francisco e seus recentes antecessores, a Associação Internacional de Exorcistas disse que os católicos são obrigados a acreditar que Satanás é um ser real e pessoal, um anjo caído.

"A Igreja, fundada nas Escrituras Sagradas e na Tradição Apostólica, ensina oficialmente que o diabo é uma criatura e um ser pessoal, e alerta aqueles que, como o padre Sosa, o consideram apenas um símbolo", disse o grupo.

Os exorcistas disseram que as observações do superior geral jesuíta estavam "fora do magistério ordinário e extraordinário e solene".

Ao fazer os comentários, Sosa está rejeitando uma regra de fé, que é um elemento do crime canônico de heresia, observou o advogado canônico Ed Peters.

Peters disse que as declarações de Sosa justificam uma resposta oficial e apontou em seu blog que isso significaria tanto do bispo da diocese de Rimini, onde Sosa fez as observações, quanto do Papa Francisco como bispo de Roma.

Sosa, 70 anos, dirige a Society of Jesus desde 2016. Ele é da Venezuela e foi um superior provincial jesuíta de 1996 a 2004, antes de assumir um papel administrativo para os jesuítas em Roma, em 2014.

Ele é a primeira pessoa da América Latina a liderar os jesuítas. Da mesma forma, o Papa Francisco é o primeiro papa jesuíta e o primeiro pontífice nascido na América Latina.

Os comentários controversos de Sosa sobre a existência do diabo não foram suas primeiras  declarações problemáticas sobre a existência de Satanás.

Em uma entrevista, em maio de 2017, ao jornal espanhol  El Mundo, Sosa também disse que o diabo é uma “figura simbólica” que realmente não existe.

"Formamos figuras simbólicas como o diabo para expressar o mal", disse ele na época.

Após a controvérsia criada pelas observações de 2017, um porta-voz de Sosa disse que seus comentários devem ser lidos em contexto e que Sosa "não mantém um conjunto de crenças separadas do que está contido na doutrina da Igreja Católica".

A Igreja ensina que Satanás é um anjo caído que rejeitou Deus por livre arbítrio.

"Por trás da escolha desobediente de nossos primeiros pais, existe uma voz sedutora, oposta a Deus, que os faz cair na morte por inveja",  diz o Catechism. “As Escrituras e a Tradição da Igreja vêem neste anjo um anjo caído, chamado 'Satanás' ou 'diabo'. A Igreja ensina que Satanás foi a princípio um bom anjo, feito por Deus: 'O diabo e os outros demônios foram realmente criados naturalmente por Deus, mas eles se tornaram maus por suas próprias ações'.

Satanás é "poderoso pelo fato de ser um espírito puro", afirma o Catechism, "mas ainda uma criatura".

A Associação Internacional de Exorcistas é uma “associação de fiéis” oficialmente aprovada por decreto da Congregação para o Clero do Vaticano, em 2014. Consiste em cerca de 300 exorcistas de 30 países diferentes. Um de seus fundadores foi o padre Gabriele Amorth, que morreu em 2016, e era conhecido como o exorcista-chefe de Roma. O grupo relatou nos últimos anos que houve um aumento significativo na atividade demoníaca.

Leia mais:


Exorcista Alerta Bispos Irlandeses sobre o Aumento Alarmante de Atividades Demoníacas






Demônios Estão Realmente Possuindo Pessoas, Adverte Psiquiatra, Conforme o Mal Puro Varre a Humanidade





Fontes:
- Life Site News: Exorcists correct Jesuit superior: The devil is real
Life Site News: Leader of Jesuit order: Satan exists only as a ‘symbolic reality’
AIE Associazione Internazionale Esorcisti: Comunicato alla Stampa dell A.I.E. sulla dichiarazione di padre Arturo Sosa Abascal al meeting di Rimini
Catholic Herald: Exorcists to Jesuit head: Satan is real
Life Site New: Jesuits’ new general superior supports Pope’s silent treatment of four Cardinals
- Life Site News: Jesuit chief claims Satan is only a ‘symbol’ created by man
Crux: Italian exorcist to Jesuit leader: No, the devil isn’t just a ‘symbol’
Catechism of the Catholic Church: Part one the profession of faith
Life Site News: Exorcist alerts Irish bishops to an alarming increase in evil activity
Life Site News: Exclusive: Interview with Rome chief exorcist Fr. Gabriele Amorth
Life Site News: Rome’s chief exorcist Fr. Gabriel Amorth dies after decades battling modern society’s demons

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;