RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Twitter Proíbe Conservadores, mas Permite Imagens Extremamente Perturbadoras e Cheias de Sangue

sexta-feira, 9 de agosto de 2019 |


Parece óbvio que os marxistas que comandam os gigantes da mídia social não empreguem os mesmos padrões de comunidade com seus próprios usuários que pensam da mesma maneira com o que fazem com os conservadores.

Os esquerdistas que compartilham pontos de vista políticos que pensam do mesmo modo que os gigantes da tecnologia são livres para dizer e postar o que quiserem quando o conteúdo é depreciativo e até mesmo ameaçador para conservadores e figuras políticas de tendência de direita.

Mas os conservadores, enquanto isso, não podem nem mesmo postar coisas honestas e factuais que são críticas sobre os esquerdistas e suas opiniões políticas sem serem desafiados, terem seu conteúdo removido ou serem banidos da plataforma por completo.

Caso em questão: o Twitter permitiu que um usuário postasse uma imagem extremamente perturbadora de Trump sendo assassinado, enquanto conservadores que já usaram a plataforma foram banidos permanentemente por muito menos, observa a jornalista independente Laura Loomer.




Ela escreve em seu site:

Enquanto o Twitter continua a se envolver em proibições em massa de conservadores, até mesmo proibindo os usuários conservadores de postar "fatos de ódio", a plataforma de mídia social não tem nenhum problema com um post com uma imagem perturbadora do cadáver severamente decepado do presidente Trump.

Promovendo o novo filme Dadda: Donald e Daisy Duck Adventure, o ator e ativista de esquerda David Vescio twittou uma foto de um cadáver ensanguentado representando o presidente no domingo.





O Art News relata que o filme retrata “o papel da violência na história dos EUA, bem como duas formas distintamente americanas de racismo e culto às celebridades”, citou Loomer. O filme também apresenta o falecido presidente Ronald Reagan e sua falecida primeira-dama Nancy Reagan. Foi dirigido por Paul e Damon McCarthy, um dueto de pai e filho.

"Os personagens são desonrados com frequência, muitas vezes de forma perturbadora envolvendo serras e fezes", relata o Art News.

Mas "elas continuam voltando", disse Paul McCarthy à agência de notícias. "É parte de como gostamos de nossas celebridades - elas morrem e voltam".

O personagem do Pato Donald se parece, até certo ponto, com Donald Trump, mas ele se parece um pouco com o Pato Donald também”, acrescentou McCarthy.


Indústria Tecnológica Agora Impulsiona ANTI-Conhecimento para Manter a Humanidade Emburrecida





Ameaçar o presidente nem vai te tirar do Twitter

Vescio, 42 anos, estrela o filme. Seu Twitter está cheio de insultos e descaracterizações dos conservadores - exatamente o tipo de material que o faria ser banido da plataforma ou temporariamente suspenso quando se tivesse criticado esquerdistas.

Caros Povo Brancos, é preciso muitas bolas de privilégio branco para ficar neste continente roubado e ocupado e reclamar da imigração”, escreveu ele em um tweet recente.

“Ativista de extrema-direita Starter Pack:

- Quer deportar todos os mexicanos

- Opõe-se ao controle de armas

- Quer proibição de muçulmanos

- Não gosta de refugiados

- Usa chapéu MAGA

- Xenófobo

- Homofóbico

- Chama a todos com bom senso de 'libtard'

- Alinha todos de forma racial

- Nega ter feito coisas ruins

Ao mesmo tempo, o Twitter baniu, permanentemente, os críticos mais conservadores do "progressismo" lunático do que qualquer outro gigante da mídia social. Eles incluem Loomer, Tommy Robinson, Milo Yiannopoulos, Gavin McInnes, ex-assessor de Nixon e Reagan, Roger Stone, e o fundador do site Infowars Alex Jones, porque eles supostamente violaram a regra de "conduta odiosa" do Twitter.


Nova Ordem Mundial: Eles Não Querem te Banir Apenas do Facebook, Eles Querem Revogar seu Acesso Bancário





Loomer observa que ameaçar a vida do presidente é um crime punível sob o U.S. Code Title 18, Sect. 871. Segundo o código, isso significa “qualquer ameaça de tirar a vida, sequestrar ou infligir danos corporais ao presidente dos Estados Unidos”.

Embora os tweets perturbadores de Vescio pareçam ter violado a lei dos EUA que proíbe ameaças contra o presidente, o Twitter - no momento em que escrevo - não fez nada a respeito. E, francamente, não esperamos que o gigante da tecnologia castigue Vescio com seu banimento da plataforma.

Isso porque os discursos nazistas no Twitter estão ocupados banindo pessoas como Mary Ann Mendoza, uma Angel Mother que administra uma instituição de caridade da família Angel, porque ousou postar sobre os perigos que imigração ilegal e cidades-santuário representam para os EUA.

Leia mais:


Será Trump o Próximo Banido da Mídia Social? CNN Rotula Presidente como "Perigoso"


















Fontes:
- Natural News: While banning all conservatives, Twitter openly allows extremely graphic, blood-filled images depicting the murder of President Trump
News Target: Twitter censorship goes “nuclear” as platform bans scores of accounts linked to Infowars
Laura Loomer: Twitter Allows Graphic Images Of Trump Being Murdered On Platform, Bans Conservatives

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;