RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Reino Unido tem Problemas com Muçulmanos que Rejeitam as Vacinas contra a Gripe - "Não são Halal"

sábado, 3 de agosto de 2019 |

A maioria dos muçulmanos que vive em algumas áreas planeja excluir-se de tomar a vacina contra a gripe devido a ingredientes derivados de porcos

Os muçulmanos que vivem no Reino Unido estão rejeitando em massa as vacinas contra a gripe depois que um órgão religioso autoritário alertou que elas não são "halal" - termo que em árabe significa não autorizado.


Crianças que frequentam escolas do Reino Unido este ano receberão o spray nasal Fluenz da AstraZeneca, mas o Conselho Muçulmano da Grã-Bretanha (MCB) alertou os seguidores do Islã a reconsiderarem a vacina devido a seus ingredientes derivados de porcos.

Em algumas áreas, a maioria dos pais muçulmanos prometeu retirar seus filhos do programa, revelaram líderes comunitários”, relatou o Yahoo News.

Isso causou dores de cabeça para os empurradores de vacinas britânicos, que descrevem as crianças como “super-propagadoras” capazes de infectar membros vulneráveis ​​do público.

Embora o governo do Reino Unido tenha tentado garantir aos muçulmanos que o processo de purificação da gelatina remove todos os vestígios de DNA de porco, o MCB afirma que se baseia nas opiniões de vários estudiosos muçulmanos que condenaram os ingredientes da vacina.

Em um comunicado divulgado na segunda-feira, o MCB esclareceu sua posição dizendo que "não havia decidido que o tratamento era proibido pelo Islã", conforme relatado pelo Telegraph, mas sim que eles refletem as posições de vários estudiosos muçulmanos (não identificados).


Múltiplas Cepas de Vírus de Porco são Descobertas em Vacinas Orais contra o Rotavírus





O Conselho Muçulmano da Grã-Bretanha nunca emitiu decisões islâmicas, é o trabalho de acadêmicos que têm uma diversidade de pontos de vista”, disse o MCB em um comunicado à imprensa.

"Sobre as vacinas contra a gripe, o Conselho Muçulmano da Grã-Bretanha transmite os pontos de vista de uma gama diversificada de estudiosos: que as vacinas que contêm derivados suínos não são permitidas no Islã, A NÃO SER QUE vidas estejam correndo risco e não haja alternativas."

O MCB continua sugerindo que a Saúde Pública da Inglaterra poderia oferecer vacinas injetáveis, semelhantes às alternativas fornecidas pelas autoridades de saúde escocesas, que contêm ingredientes de acordo com o Islã.

Além disso, o conselho insiste que é preciso mais clareza das autoridades de saúde britânicas "para que os pais possam fazer escolhas informadas".

Isto marca ainda outro exemplo em que a ortodoxia muçulmana desafiou o progressismo britânico.

No início deste ano, escolas de Birmingham abandonaram os novos ensinos de educação sexual em escolas públicas depois que muçulmanos organizaram protestos argumentando que as lições sobre os direitos LGBTQ não são permitidas pelo Islã.

Leia mais:


Pessoas que Tomam a Vacina contra Gripe Emitem 630% Mais Partículas de Vírus da Gripe no Ar

















Fontes:
- Infowars: UK STRUGGLES WITH MUSLIMS REJECTING ‘NON-HALAL’ VACCINES
Yahoo News: Muslim parents refuse to allow children to receive flu jab after council rules Islam bans treatment
MCB: POSITION ON FLU VACCINES
Infowars: SCHOOL FORCED TO END LGBT LESSONS BY OUTRAGED MUSLIM PARENTS

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;