RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Medo do Ebola: Governo Fecha Laboratório de Guerra Biológica nos EUA

quinta-feira, 22 de agosto de 2019 |


Com a sua longa e devastadora história, o vírus Ebola é verdadeiramente aterrorizante. Apenas as palavras “peste” ou “morte negra” são suficientes para causar medo nos corações de muitos. Os surtos da peste foram comuns durante séculos, resultando em milhões de mortes.

Surtos mais recentes têm sido geralmente contidos em países africanos distantes e o risco de um surto em países desenvolvidos é geralmente considerado baixo. Certamente, embora tenha havido casos relatados de Ebola nos Estados Unidos, muito poucos americanos considerariam seu país um potencial local de surto.

No entanto, o risco pode ser consideravelmente maior do que a maioria de nós pensa. Governos em todo o mundo abrigam doenças como o Ebola em laboratórios de desenvolvimento de armas de guerra biológica. Protocolos estritos de segurança devem garantir que essas instalações sejam super seguras, mas quando esses protocolos não são seguidos ou procedimentos recém-desenvolvidos não são implementados, existe a possibilidade de que esses problemas mortais escapem para o meio ambiente.


Conforme relatado pelo Daily Mail do Reino Unido, o governo dos EUA recentemente encerrou o Army Medical Research Institute of Infectious Diseases em Fort Detrick, que desenvolve agentes de guerra biológica. Funcionários do CDC, que inspecionaram a instalação em junho, determinaram que não cumpriram os padrões operacionais de nível de biossegurança 3 e 4 necessários.

A história da peste

Conforme relatado pelo CDC, os surtos da peste vêm ocorrendo há milhares de anos. Alguns estudiosos acreditam que a peste até desempenhou um papel na queda do Império Romano, quando os soldados romanos trouxeram de volta para casa do Golfo Pérsico em 165 d.C. O CDC explicou:

Numerosas referências em arte, literatura e monumentos atestam os horrores e a devastação de epidemias passadas da peste. Sabemos agora que a peste é causada por uma bactéria chamada Yersinia pestis, que frequentemente infecta pequenos roedores (como ratos, camundongos e esquilos) e é geralmente transmitida aos seres humanos através da picada de uma pulga infectada. No passado, os ratos negros eram os animais mais comumente infectados e as pulgas famintas dos ratos pulavam de seus hospedeiros recém-mortos para os humanos, em busca de uma refeição de sangue. A peste pneumônica, uma forma particular de infecção por pragas, é transmitida através de gotículas infectadas na tosse de uma pessoa doente.

A “Praga de Justiniano”, que ocorreu na bacia do Mediterrâneo ao longo de um período de 200 anos a partir de 541 d.C., custou cerca de 25 milhões de vidas. A segunda pandemia, conhecida como a "Peste Negra", originou-se na China e se espalhou pela Europa através das grandes rotas comerciais, matando 60% de toda a população européia. Mais recentemente, a “Peste Moderna” teve origem na China na década de 1860 e foi transportada para portos marítimos em todo o mundo por ratos escondidos em navios a vapor. Embora essa pandemia em particular tenha sido rapidamente controlada, ela permitiu que a doença se espalhasse e se tornasse endêmica em países do mundo todo.

[Eugenia] Experimentos com Armas Biológicas Desencadeiam Outro Surto de Ebola... OMS Está em Pânico





O desligamento de Fort Detrick

O Fort Detrick era um dos poucos laboratórios americanos autorizados a estudar agentes do Nível 1, como o Ebola, que são considerados uma séria ameaça à saúde pública e à segurança.

A instalação vinha lutando há mais de um ano para melhorar seus processos de descontaminação depois de uma enchente, em maio de 2018, quando o CDC emitiu seu aviso de cessação em julho deste ano.

O Frederick News Post relatou:

A suspensão foi causada por múltiplas causas, incluindo falha em seguir os procedimentos locais e falta de treinamento periódico de recertificação para os trabalhadores nos laboratórios de biocontenção. …O sistema de descontaminação de águas residuais também não cumpriu os padrões estabelecidos pelo Federal Select Agent Program.

Esta não é a primeira vez que o Fort Detrick é acusado de permitir que doenças escapem para o meio ambiente. Em seu livro,  Mordido: A História Secreta da Doença de Lyme e Armas Biológicas, o jornalista Kris Newby alega que a doença de Lyme - uma doença transmitida por carrapatos que agora assola os Estados Unidos - foi acidentalmente liberada no ambiente pelos pesquisadores do Fort Detrick décadas atrás.

O CDC colocou todas as pesquisas na instalação em espera e permanecerá fechado por tempo indeterminado.

Leia mais:

Teoria da Conspiração? Exército dos EUA Admite a Realização de 100 Testes de Germes em Americanos






Por que os EUA Estão Importando Milhares de Migrantes de Países Atingidos Pelo Ebola?






[Arma Biológica] Ebola: Epidemia ou Engenharia? Explode Novo Surto no Congo






Nova Cepa da Peste Negra Pode Matar em "Apenas 3 Horas", já que Agora é Transmitida Pelo Ar





Fontes:
Natural News: Ebola scare: Government shuts down U.S. bio warfare lab, warns killer bugs could escape through wastewater
Daily Mail: US government shuts down military lab studying Ebola and plague over fears deadly bugs are escaping via wastewater
The Frederick News Post: Fort Detrick lab shut down after failed safety inspection; all research halted indefinitely
CDC: History of the Plague

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;