RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Geoengenharia Libera Altas Concentrações de Alumínio no Ar, Causando Aumento nas Doenças Neurodegenerativas

quinta-feira, 1 de agosto de 2019 |

Número de pessoas que morreram devido ao Alzheimer aumentou 145% desde 2000

A geoengenharia, também conhecida como engenharia climática, é um assunto controverso. Embora muitas pessoas a descartem como nada além de uma teoria da conspiração, há muitas outras que insistem veementemente que as organizações governamentais e outras estão ativamente envolvidas nas tentativas de manipular o clima. A maioria desses experimentos, dizem eles, visa reverter os efeitos das chamadas mudanças climáticas, enquanto algumas agências têm razões mais sinistras para querer manipular o clima, incluindo o desejo de controlar a ionosfera - e, portanto, as comunicações de rádio - para fins militares.


Nos últimos anos, houve evidências de que talvez a geoengenharia não deva ser descartada rapidamente como teoria da conspiração. Relatórios surgiram sugerindo que quantidades aumentadas de alumínio estão sendo detectadas na precipitação. Se este metal pesado está presente na chuva, certamente está presente em grandes quantidades no ar. Isso se encaixa perfeitamente na teoria da geoengenharia, que afirma que o alumínio é pulverizado na atmosfera como uma forma de controlar a chuva.

Talvez a evidência mais contundente que apóia a teoria da geoengenharia, no entanto, seja o aumento maciço de doenças neurodegenerativas nos últimos anos. Segundo a Alzheimer’s Association, o número de pessoas que morreram devido ao Alzheimer aumentou em impressionantes 145% desde 2000. Isso é significativo, porque os cientistas alertam há algum tempo que o uso de alumínio para fins de geoengenharia causaria um aumento no número de pessoas com doenças neurodegenerativas.


5 Maneiras de Limpar o Corpo das Toxinas dos Chemtrails






Os cientistas têm alertado sobre isso há anos

Conforme relatado pelo site Waking Times (WT), documentos governamentais desclassificados que datam da década de 1970 confirmam que programas científicos financiados pelo governo federal têm estado ativamente envolvidos em estudos dedicados à manipulação do tempo. E esses programas  foram intensificados à medida que a histeria do aquecimento global aumentou.

Isso confirma o que os cientistas vêm dizendo há anos. O Waking Times relatou:

Em 2014, um grupo de notícias da CBS entrevistou o físico Dr. Michio Kaku. Na entrevista, o Dr. Kaku revelou que os cientistas estavam conduzindo experimentos de modificação do clima em grande escala que envolviam o lançamento de lasers e nanopartículas no céu.

Declarações como esta foram apoiadas por evidências científicas, como notado mais adiante pelo WT:

O inovador estudo científico liderado pelo Dr. Marvin Herndon, um químico nuclear e geoquímico, encontrou “evidência de atividade de geoengenharia que ocorreu durante pelo menos 15 anos... a atividade de geoengenharia via aviões coloca uma substância tóxica na atmosfera da Terra”, que resulta na liberação de grandes quantidades de nanopartículas de alumínio.


Médico Adverte o Mundo sobre o "Pulmão de Chemtrail", uma Nova Epidemia que Causa Problemas Cerebrais e Pulmonares





Por que a exposição atmosférica ao alumínio é mais perigosa?

Embora seja verdade que os seres humanos são expostos a grandes quantidades de alumínio diariamente através dos alimentos que ingerimos, da água que bebemos e dos medicamentos que tomamos, como explica o WT, o corpo absorve apenas 0,3% desse alumínio por causa de proteção oferecida pelo trato intestinal.

O alumínio atmosférico, no entanto, é muito mais perigoso:

Quando inalado, o alumínio atmosférico ultrapassa os pulmões e tem acesso direto à corrente sanguínea. A partir daqui, pode circular através do corpo e causar uma quantidade significativa de danos. Isso inclui câncer de pulmão, danos nos rins, deformidades ósseas, convulsões e ansiedade.

Há também uma grande quantidade de pesquisas que revelam que a exposição ao alumínio pode aumentar o risco de várias doenças cerebrais, incluindo o Alzheimer. É por isso que o Dr. Herndon propôs que a geoengenharia é responsável pelo aumento generalizado das doenças neurológicas em todo o mundo.

Esse aumento de 145% nas mortes por Alzheimer assume um novo e perturbador significado quando visto em harmonia com esse tipo de informação. Infelizmente, é quase impossível evitar a exposição atmosférica ao alumínio, enfatizando a importância de se tentar desintoxicar dos metais pesados ​​regularmente.

Leia mais:


A Humanidade Está se Revoltando contra a Conspiração Globalista para Alterar a Farsa da "Mudança Climática"











Fontes:
GeoEngineering News: Geoengineering releases high concentrations of TOXIC aluminum into the air, causing an increase in neurodegenerative diseases
Waking Times: STUDIES WARN GEOENGINEERING CAUSES RISE IN GLOBAL NEUROLOGICAL DISEASES
Alzheimer´s Association: Facts and Figures
Health Impact News: Study: High Amounts of Aluminum in Brains of Alzheimer’s Patients
South China Morning Post: China and Russia band together on controversial heating experiments to modify the atmosphere

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;