RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Mídia Norte-Americana Afirma que a Geoengenharia é uma "Teoria da Conspiração", Enquanto a China e a Rússia Trabalham Juntas para "Modificar a Atmosfera"

sexta-feira, 29 de março de 2019 |

Nos Estados Unidos, as pessoas que acreditam na geoengenharia são amplamente vistas como loucas por conspiração. No entanto, os principais meios de comunicação em todo o mundo têm relatado recentemente a geoengenharia como uma intervenção governamental normal e lógica que eles acreditam ser uma grande promessa na luta contra a mudança climática. Na verdade, já em 1965, os cientistas começaram a pedir ao governo dos EUA que manipulasse a atmosfera para compensar as mudanças causadas pela liberação de dióxido de carbono e a queima de combustíveis fósseis.

A Royal Society do Reino Unido chama esse tipo de interferência de “deliberada manipulação em grande escala do ambiente planetário”, e países em todo o mundo estão envolvidos nela, admitam ou não. Enquanto alguns esperam manipular o ambiente do planeta como parte de sua luta contra o aquecimento global, muitos outros países estão envolvidos na geoengenharia há décadas para fins militares.


Como relatado pelo South China Morning Post, a China e a Rússia recentemente colaboraram em uma série de experimentos controversos para manipular a atmosfera da Terra em uma tentativa de controlar a ionosfera, a parte da atmosfera que contém altos níveis de íons e elétrons livres que permitem que ondas de rádio reflitam a longas distâncias.


"Escurecimento Global Revelado": Cientistas Querem Mais Chemtrails na Atmosfera para "Salvar o Planeta"












A corrida para controlar a ionosfera

Conforme relatado pelo Post, cientistas dos dois países realizaram cinco experimentos em junho do ano passado, na tentativa de modificar a ionosfera.

As forças militares em todo o mundo vêm tentando há décadas ganhar o controle da ionosfera. A capacidade de manipular essa parte da atmosfera permitiria a comunicação de alto nível com os submarinos, facilitaria a interferência com as comunicações via satélite inimigas, permitiria a manipulação do tempo e a produção de desastres naturais e até afetaria o funcionamento dos cérebros humanos.

O Post relatou o seguinte sobre os experimentos que foram conduzidos:

Um total de cinco experimentos foram realizados em junho. Um deles, em 7 de junho, causou distúrbios físicos em uma área de até 126 mil quilômetros quadrados, ou cerca da metade do tamanho da Grã-Bretanha.

A zona modificada, com mais de 500 km de altura sobre Vasilsursk, uma pequena cidade russa no leste da Europa, experimentou um pico elétrico de 10 vezes mais partículas subatômicas carregadas negativamente do que as regiões vizinhas.

Em outro experimento, em 12 de junho, a temperatura do gás ionizado fino em alta altitude aumentou mais de 100 graus Celsius (212 graus Fahrenheit) devido ao fluxo de partículas.

As partículas, ou elétrons, foram bombeadas para o céu pela Sura, uma instalação de aquecimento atmosférico em Vasilsursk, construída pelos ex-militares da União Soviética durante a Guerra Fria.


5 Chamadas "Teorias da Conspiração" que são Realmente Apoiadas Pela Ciência






Os Chemtrails são Reais? Uma Análise sobre os Fatos






O Post continuou explicando que a base de Sura começou a enviar antenas e micro-ondas de alta potência para a alta atmosfera. As informações foram então coletadas pelo Zhangheng-1, um satélite de vigilância eletromagnético chinês, que usa sensores especiais de alta velocidade que podem analisar amostras a cada meio segundo.

Os pesquisadores relataram em seu estudo, publicado na revista Earth and Planetary Physics, que os resultados do experimento foram “satisfatórios”. Eles observaram que “a detecção de distúrbios no plasma… fornece evidência para o provável sucesso de futuros experimentos relacionados”.

Apesar da controvérsia associada aos experimentos e à natureza incomum da cooperação chinesa/russa neste estudo, a equipe de pesquisa insiste que eles “não estão brincando de Deus” e que os experimentos são “pesquisa científica pura”.

Ainda assim, há preocupações éticas reais sobre estudos como essas. Como observado pelo Post, teoricamente até mesmo o som de uma borboleta batendo as asas poderia ser amplificado por um sofisticado sistema de geoengenharia e causar uma tempestade várias semanas depois em um local distante.

Por essa razão, o professor Gong Shuhong, pesquisador de tecnologia de comunicação militar da Universidade de Xidian, enfatiza a necessidade de “seguir estritamente as diretrizes éticas” na condução de tais pesquisas.

Mas isso não é provável que aconteça, ou é?

Leia mais:


Eis um Cavalo Amarelo? Como o Movimento Ambiental "Verde" Pode ser o Quarto Selo Bíblico






A Geoengenharia Pode Destruir a Todos Nós: Cientistas Histéricos da Mudança Climática Tentam Reduzir os Raios Solares Através da Poluição Atmosférica Planejada





Fontes:
Natural News: U.S. fake news media claims geoengineering is a “conspiracy theory” while China and Russia work together to “modify the atmosphere”
South China Morning Post: China and Russia band together on controversial heating experiments to modify the atmosphere
Scientific American: What Is Geoengineering and Why Is It Considered a Climate Change Solution?

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;