RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Vocalista do Eagles of Death Metal, Insinua que os Guardas da Bataclan Sabiam de Antemão do Ataque Terrorista

segunda-feira, 14 de março de 2016 |

Jessie Hughes, o vocalista do Eagles of death Metal, a banda de rock que estava tocando durante os atentados contra a casa de shows Bataclan em novembro passado, na qual morreram 89 pessoas, fez estranhas e polêmicas insinuações durante uma entrevista à Fox Business Network, na qual insinuou que os guardas da casa de shows Bataclan talvez conhecessem de antemão os ataques terroristas em Paris.


Hughes, afirmou durante a entrevista que se deu conta de que algo raro ocorreria naquela noite, antes do ataque, quando o guarda da área traseira dos bastidores não o viu.

"Quando cheguei pela primeira vez no local e entrei, passei ao lado do rapaz que supus ser o guarda do backstage", lembrou Hughes, observando o comportamento estranho do guarda.

"Fui imediatamente ao promotor e lhe disse: 'Quem é esse rapaz? Quero outra pessoa aí', e ele me respondeu 'Bom, alguns dos outros guardas já foram embora' e, finalmente, descobri que seis guardas já não estavam mais na casa de shows".


Embora Hughes tenha negado especular "por respeito às investigações da polícia", acrescentou, "Parece bastante obvio que havia alguma razão para não parecer".


Após a gravidade das insinuações e diante à enxurrada de críticas recebidas, Hughes se viu obrigado a pedir perdão publicamente por insinuar que os guardas da Bataclan em Paris foram cúmplices do ataque ocorrido em novembro.


Suas palavras provocaram reações negativas na França e, especialmente, por parte do pessoal do local contra o músico, ao ponto que ele teve que retratar-se por seu erro.

"Humildemente, peço perdão ao povo da França, ao pessoal e à autoridade do Bataclan, aos meus admiradores, família, amigos e a quem eu tenha magoado ou ofendido pelas absurdas acusações que fiz", declarou o criticado artista, percebendo a magnitude de suas palavras emitidas no relatório.

"Minhas insinuações de que qualquer membro afiliado à Bataclan teve uma participação nos acontecimentos do dia 13 de novembro são infundadas e assumo plena responsabilidade por elas", acrescentou em suas declarações.

"Tenho pesadelos intermináveis, assim como dificuldades durante a terapia para entender esta tragédia e loucura. Não tenho sido eu mesmo desde o dia 13 de novembro (...) Estou consciente de que não há desculpas para minhas palavras, mas se serve de algo: lamento sinceramente ter magoado, faltado com o respeito ou acusado alguém".

Participe da discussão no Fórum Anti-NOM.

Leia mais:




Ataques em Paris – Quem se Beneficia?









Confirmado: Governo Francês Conhecia os Extremistas Antes do Ataque





Fontes:
- El Microlector: EL CANTANTE DE “EAGLES OF DEATH METAL”, INSINÚA QUE LOS GUARDIAS DE LA SALA BATACLAN CONOCÍAN CON ANTELACIÓN EL ATAQUE TERRORISTA
- Zero Hedge: Eagles Of Death Metal' Frontman Says Guards Knew About Paris Attacks In Advance
Fox Business: Eagles of Death Metal Frontman: Security Might Have Been in on Paris Attacks
ADN Radio: Vocalista de Eagles of Death Metal pide perdón por relacionar al Bataclán con atentados en París

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;