RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Você Comeria Salmão transgênico? FDA Aprova Salmão Geneticamente Modificado

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 |

(NaturalNews) Depois de poucos e breves testes, o salmão transgênico, projetado para crescer duas vezes mais rápido que o salmão normal do Atlântico, foi considerado seguro para o ambiente e para o consumo humano. O FDA (a ANVISA dos EUA) acrescentou que ouviria comentários do público durante 60 dias, antes de finalmente decidir se aprova ou não o salmão.

As críticas a respeito da avaliação recente pelo FDA aponta para a falta de evidências suficientes de que o peixe é seguro para o consumo, e também da dificuldade em medir o impacto real sobre o meio ambiente uma vez que a produção em massa do salmão transgênico inicie.

De onde o salmão biotecnológico vem?

O controverso peixe é desenvolvido pela AquaBounty Technologies, uma pequena empresa de biotecnologia americana, cujo principal objetivo é encontrar a solução que poderia aumentar a produtividade da aquicultura. Sua pesquisa mais importante consiste em desenvolver
salmão, truta, e ovos de tilápia que produzem  espécimes de rápido desenvolvimento. Para conseguir isso, os pesquisadores modificaram a estrutura genética do peixe. Sua variedade de salmão foi patenteada e recebeu o nome de Salmão AquAdvantage.

O relatório do FDA  afirma que "no que diz respeito à segurança dos alimentos, a FDA concluiu que alimentos feitos com o Salmão AquAdvantage são tão seguros quanto aqueles feitos com o salmão convencional do Atlântico, e que existe certeza razoável de que não existe nenhum prejuízo de seu consumo".

O que dizem os críticos?

Michael Hansen, um pesquisador da União dos Consumidores, explicou que o salmão transgênico pode causar reações alérgicas que o FDA é incapaz de prever. Peixes transgênicos também não poderão ser rotulados, deixando os consumidores no escuro sobre a sua origem.

Se o FDA não prestar atenção ao clamor público, o Congresso pode ainda evitar a comercialização do peixe transgênico. Wenonah Haute, diretor do Food & Water Watch, pede para que os consumidores contactem os seus deputados para derrubar o que tem sido chamado de "um experimento perigoso" às custas da saúde do consumidor.

Outras preocupações sobre o peixe transgênico diz respeito a capacidade deste superar o salmão natural do Atlântico. Se ele for solto na vida selvagem, o salmão AquAdvantage poderia se adaptar aos novos alimentos, sobreviver em habitats mais difíceis, e se reproduzir muito mais rápido que o salmão natural.

Andrew Kimbrell do Centro para a Segurança dos Alimentos concluiu que "o salmão geneticamente modificado não tem valor socialmente redentor. Ele é ruim para o consumidor, ruim para a indústria do salmão e ruim para o meio ambiente."

Fontes:
Natural News: Would you eat biotech fish? FDA approves genetically engineered salmon

7 comentários:

Anônimo disse...

.....mataram a cobra mas não mostraram o pau .
.....genéticamente modificada com o vício da cocaína é a cabeça desses genocidas ,
.....pena de morte por guerra declarada para os canibais do
Tio Sangue , como versa nossa constituição cidadã.
.....Telebombs Kill the Death !!
.....Drop them NOW !!

.....a gente se encontra nos sonhos que matam a morte !!

Aldo Luiz disse...

Caros amigos.
Bom ano para todos! Todas as bençãos!
Foi e é ótimo conviver com todas as diferenças, os infinitos espelhos e ângulos desta unidade que emana do centro criador de onde tudo vem e para onde tudo vai. Continuemos nosso treinamento de amor incondicional, este é o propósito de nossas existências, seja na beira mar ou no interior, todos buscam sempre mais amor.
Os dedos nas mágoas do mundo são para não perdermos de vista o necessário perdão aos que pensaram poder nos ferir. Perdão a nós mesmos, com nossos programas e memórias escravagistas, nossos verdadeiros únicos escravizadores carcereiros.

Que o ano traga a luz que extingue esta escuridão que nos impede ver o quão vazio é este labirinto do nada em que nos deixamos aprisionar.

Que cada um nesta noite possa admirar as miríades de estrelas e refletir sobre a imensidão da oportunidade deste momento.

Feliz oportunidade nova a cada agora deste 2013, a todos; sem exceções.
Bendita seja a Internet. Longa e saudável vida a todos.
Vos amo e sou grato.

bel disse...

bem seria tragico nao fosse cômico..realmnte a charge fez jus ao artigo..é comer alimentos transgenicos e vivermos a mutação de seres franksteins..ou zumbis

Anônimo disse...

O Álvaro come

questnaveen disse...

its a genuine post and having very good description....
India's No 1 Local Search Engine


QuestDial

Anônimo disse...

Uncovered, the 'toxic' gene hiding in GM crops: Revelation throws new doubt over safety of foods

EU watchdog reveals approval for GM foods fails to identify poisonous gene
54 of the 86 GM plants approved contain the dangerous gene
Gene found in food for farm animals producing meat, milk and eggs
Biotech supporters argue there is no evidence that GM foods are harmful

By Sean Poulter, Consumer Affairs Editor

PUBLISHED: 23:20 GMT, 21 January 2013 | UPDATED: 08:02 GMT, 22 January 2013

Comments (104)
Share

A virus gene that could be poisonous to humans has been missed when GM food crops have been assessed for safety.

GM crops such as corn and soya, which are being grown around the world for both human and farm animal consumption, include the gene.

A new study by the EU's official food watchdog, the European Food Safety Authority(EFSA), has revealed that the international approval process for GM crops failed to identify the gene.
A new study conducted by the EU has shown that standard test for GM foods may be missing a potentially poisonous gene for humans

A new study conducted by the EU has shown that standard tests for GM foods may be missing a potentially poisonous gene for humans

As a result, watchdogs have not investigated its impact on human health and the plants themselves when assessing whether they were safe.

The findings are particularly powerful because the work was carried out by independent experts, rather than GM critics.

It was led by Nancy Podevin, who was employed by EFSA, and Patrick du Jardin, of the Plant Biology Unit at the University of Liege in Belgium.

They discovered that 54 of the 86 GM plants approved for commercial growing and food in the US, including corn and soya, contain the viral gene, which is known as 'Gene VI'.

http://www.dailymail.co.uk/news/article-2266143/Uncovered-toxic-gene-hiding-GM-crops-Revelation-throws-new-doubt-safety-foods.html

Anônimo disse...

É só parar de comer carne ^^

Posts Relacionados
 
;