RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Rússia Prepara sua Própria Internet para Evitar Futuros Ataques Cibernéticos

sábado, 8 de junho de 2019 |


“O que a Rússia quer fazer é trazer esses pontos do roteador que lidam com dados entrando ou saindo do país para dentro de suas fronteiras e sob seu controle - para que ela possa puxar a ponte levadiça, por assim dizer, para o tráfego externo se estiver sob ameaça - ou se decidir censurar quais informações externas as pessoas podem acessar”.


Conforme a mídia ocidental continua a levantar medo e histeria sobre a alegada ameaça iminente da Rússia de lançar um ataque cibernético contra os Estados Unidos e outros aliados da OTAN, a antiga ex-União Soviética está declaradamente preparando a sua própria infra-estrutura de comunicação para suportar um potencial ataque cibernético lançado pelo Ocidente.

Segundo relatos, as autoridades russas já fizeram parcerias com várias grandes operadoras de telecomunicações para realizar testes sobre a integridade da infra-estrutura de comunicações do país. Parte do exercício envolverá a desconexão de todo o país da rede mundial de computadores, diz a agência de notícias russa RosBiznesKonsalting (RBK), a fim de compilar uma análise de ameaças sobre o Parlamento russo.

Para coincidir com uma proposta de lei conhecida como Programa Nacional de Economia Digital, este protocolo de desconexão visa estabelecer uma garantia quanto à independência da Internet russa, conhecida como Runet. Provedores de serviços de Internet (ISPs) serão essencialmente necessários para garantir que, no caso de um ataque estrangeiro contra a infraestrutura de comunicações da Rússia, eles continuem a permanecer independentes e totalmente operacionais.

As operadoras de telecomunicações (MegaFon, VimpelCom, MTS, Rostelecom e outras) terão que introduzir os 'meios técnicos' para redirecionar todo o tráfego de internet russo para trocar pontos aprovados pelo Federal Service for Supervision of Communications, Information Technology and Mass Media (Roskomnadzor), órgão executivo federal da Rússia responsável pela censura na mídia e nas telecomunicações”, explica o site SHTF Plan, transmitindo um artigo originalmente publicado pelo site Zero Hedge.

"O Roskomnazor vai observar todo o tráfego da Internet e garantir que os dados entre os usuários russos permaneçam dentro das fronteiras do país e não sejam reencaminhados para o exterior".


Microsoft Conspira com Militares Chineses para Construir Sistemas de Inteligência Artificial para Executar Civis





Rússia e China Constroem Armas Poderosas, Exóticas e Novas, Capazes de Destruir Linhas Costeiras Americanas







A Rússia diz que está preocupada que os Estados Unidos tentem cortar sua internet, e é por isso que ela está tentando se tornar completamente independente

O objetivo final, é claro, é tornar a internet da Rússia completamente independente do resto do mundo, garantindo que todas as vulnerabilidades presentes no atual paradigma da interconectividade sejam totalmente eliminadas.

A Rússia continua expressando preocupações de que os Estados Unidos tentem cortar sua Internet, e é por isso que o país está tentando rotear internamente todo o tráfego interno da Internet, em vez da configuração atual das 12 empresas que supervisionam os servidores-raiz da Rússia para seu DNS que estão localizados fora da Rússia.

Ao mesmo tempo, a Rússia também está tentando construir um sistema de censura em massa semelhante ao que já existe na China, onde os chineses recebem notas de crédito social pelo governo comunista.

O que a Rússia quer fazer é trazer esses pontos do roteador que lidam com dados entrando ou saindo do país para dentro de suas fronteiras e sob seu controle - para que ela possa puxar a ponte levadiça, por assim dizer, para o tráfego externo se estiver sob ameaça - ou se decidir censurar quais informações externas as pessoas podem acessar”, explicam os relatórios da BBC News.

O firewall da China é provavelmente a ferramenta de censura mais conhecida do mundo e se tornou uma operação sofisticada. Ele também policia seus pontos de roteador, usando filtros e bloqueios em palavras-chave e determinados sites e redirecionando o tráfego da web para que os computadores não possam se conectar a sites que o estado não deseja que os cidadãos chineses vejam.”

Em 2020, a Rússia espera ter 95 por cento de seu tráfego na Internet ocorrendo localmente - uma medida que poderia aumentar as crescentes tensões entre a Rússia e os Estados Unidos. Em essência, ao tornar seus sistemas de internet independentes do resto do mundo, a Rússia está escapando de mais uma punição de sanções dos EUA, que o site Zero Hedge adverte que ira deixar "Washington irada".

Leia mais:


[Censura] China Monitora o Twitter para Prender e Interrogar Dissidentes











Fontes:
Natural News: Russia preparing for future cyber attacks, readies own web in case of internet shutdown
France 24: NATO warns Russia of 'full range' of responses to cyberattack
SHTF Plan: RUSSIA READIES OWN WEB TO SURVIVE GLOBAL INTERNET SHUTDOWN
Natural News: China’s “social credit” system rewards “good” citizens while punishing “bad” ones: Is this America’s future?

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;