RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Estudo: Antibióticos Estão Destruindo os Rios do Mundo

segunda-feira, 3 de junho de 2019 |

Há uma emergência sanitária em todo o mundo atualmente em andamento, e não tem absolutamente nada a ver com o aquecimento global, mudança climática, sarampo ou “anti-vacinas”. É realmente uma emergência decorrente da existência da indústria farmacêutica, cuja prolífica e medicamentos antibióticos persistentes agora estão sendo detectados em níveis perigosamente altos em rios, córregos e lagos por todo o planeta.

A nova pesquisa apresentada em uma recente conferência em Helsinque, na Finlândia, revela que muitos dos principais suprimentos de água do mundo estão cheios de antibióticos, uma situação que, segundo especialistas, está contribuindo para a disseminação da resistência aos antibióticos.


De acordo com Alistair Boxall, um cientista ambiental da Universidade de York e um dos co-autores do estudo, quase todas as variedades de antibióticos farmacêuticos atualmente no mercado estão agora aparecendo em ecossistemas aquáticos que variam de riachos aleatórios na África Subsaariana até Danúbio, na Áustria, e tudo o que há no meio.

E as maiores fontes desses medicamentos contaminantes incluem resíduos humanos e animais contaminados que são despejados nos banheiros das pessoas, bem como fábricas de medicamentos  que estão despejando irresponsavelmente no abastecimento de água 100% do tempo.

"É bastante assustador e deprimente", disse Boxall sobre esta crescente pandemia global. "Poderíamos ter grandes partes do ambiente que têm antibióticos em níveis altos o suficiente para afetar a resistência".


OMS Alerta: "O Mundo Está Caminhando para uma Era Pós-Antibióticos"





Nações Unidas: A poluição por antibióticos da indústria farmacêutica pode matar até 10 milhões de pessoas até 2050

Assim, enquanto os estabelecimentos médicos e políticos continuam gerando medo e paranoia sem sentido sobre coisas como sarampo, aquecimento global e outras crises inventadas, a verdadeira crise que está bem diante de nós e que ameaça dezenas de milhões de vidas é grande. A poluição química desimpedida da indústria farmacêutica.

A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou recentemente que as bactérias resistentes a antibióticos, que em grande parte são movidas pela poluição e escoamento das grandes farmacêuticas, ameaçam matar até 10 milhões de pessoas até 2050 - um número muito maior do que o de crianças contraindo sarampo, a propósito, uma doença comum que basicamente não é diferente da varicela.

Do ponto de vista dos dados brutos, pelo menos 65% dos rios e cursos d'água do mundo estão neste exato momento contaminados com antibióticos - os piores locais são aqueles em áreas de baixa renda, onde os sistemas de filtragem e tratamento são ineficientes ou inexistentes.

Os países de renda mais baixa geralmente apresentam concentrações mais altas de antibióticos nos rios, com os locais na África e na Ásia apresentando o pior desempenho”, relata o The Guardian.

“Eles atingiram o pico em Bangladesh, onde o metronidazol, usado para tratar infecções vaginais, foi encontrado em mais de 300 vezes o nível seguro. Os resíduos foram detectados perto de uma instalação de tratamento de águas residuais, que em países de baixa renda, muitas vezes falta a tecnologia para remover os medicamentos.


Autoridades de Saúde Alertam que a Próxima Pandemia de Superbactérias vai Matar "Milhões"






Em vez de expor a indústria farmacêutica, as autoridades de saúde estão culpando as vítimas da violência química

Como seria de se esperar, as autoridades de saúde estão tentando ignorar o fato de que a indústria farmacêutica, e a indústria farmacêutica sozinha, é a culpada aqui. Em vez disso, tentam desviar toda a culpa para a falta de “serviços de saúde e higiene” em áreas do terceiro mundo - como se fosse responsabilidade das vítimas da poluição invocar o dinheiro e os meios para se protegerem contra a ameaça da violência química da indústria farmacêutica.

Mas mesmo no mundo desenvolvido, a poluição por antibióticos é crescente, o que levanta a questão: será que a indústria farmacêutica será responsabilizada por seus crimes contra a humanidade? Ou será que o circo continuará como sempre, com crises falsas recebendo toda a atenção? Talvez só o tempo dirá.

Leia mais:


Remédios Controlados Pela Indústria Farmacêutica Representam uma Ameaça para a Humanidade











Fontes:
- Natural News: Study: Antibiotics are destroying the world’s rivers
The Guardian: World's rivers 'awash with dangerous levels of antibiotics'
Natural News: Antibiotic resistance poses 'catastrophic threat' to mankind over next 20 years: Breaking report

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;