RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Alerta de Notícia Falsa: Vice Afirma que Ninguém é 100% Hétero

quinta-feira, 12 de abril de 2018 |

A revista VICE está reportando um novo estudo publicado no Journal of Personality and Social Psychology que afirma provar que nenhuma pessoa é 100% "heterossexual" e que todas as pessoas estão em algum lugar ao longo de um "espectro" da sexualidade. Más há um problema nisso: o estudo não diz nada disso.


Os pesquisadores do Department of Human Development  da Universidade de Cornell começaram a avaliar as respostas de estímulo sexual de mulheres lésbicas - porque esta é aparentemente uma questão premente no mundo de hoje. Para fazer isso, eles compilaram um grupo de voluntárias que eles estudaram com base em suas respostas individuais a estímulos sexuais masculinos e femininos.

Observou-se que as lésbicas respondem de forma semelhante aos homens heterossexuais quando eles veem imagens de seu gênero preferido, o que significa que elas mostraram uma preferência por mulheres em relação aos homens. Além disso, quanto mais “masculina” é a lésbica, mais pronunciada é sua resposta de excitação às imagens de outras mulheres - uma observação que inversamente não é observada em mulheres heterossexuais, cujas reações de excitação estão centradas nos homens.

Nada disso é inovador, pois a intromissão contínua na excitação feminina lésbica como parte do estudo produziu conclusões igualmente óbvias. As lésbicas preferem ver outras mulheres, enquanto as não-lésbicas preferem ver homens - parem as prensas!

Mas a VICE de alguma forma removeu essas conclusões e chegou à sua própria opinião, delineada pela manchete: “Pessoas heterossexuais não existem, diz nova pesquisa.” Isso mesmo: a VICE de alguma forma contorceu a pesquisa sobre os dados de excitação lésbica para dizer que ninguém é verdadeiramente heterossexual, e que todos preferem pessoas de todos os sexos.

Descobriu-se que, independentemente de como as mulheres relatam sua sexualidade, seus corpos respondem positivamente ao sexo heterossexual e homossexual. Ou seja, a sexualidade das mulheres é complexa e não está dentro dos limites da heterossexualidade ou homossexualidade”, escreveu a escritora da VICE , Sonja Lekovic.

O autor deste estudo falso chegou à mesma conclusão aberrante de que todos são de alguma forma "gays"

É uma tática comum na falsa comunidade científica fazer estudos como esse e manipulá-los para dizer o que quer que a mídia liberal queira que eles digam. Neste caso, a agenda parece tentar convencer a população em geral que a heterossexualidade não existe, e que todo mundo é secretamente “gay”, quer eles percebam isso ou não.

Mas Lekovic não tirou essa conclusão do nada. Ritch C. Savin-Williams, diretor do Developmental Psychology e diretor do "Sex and Gender Lab" em Cornell, aparentemente chegou à mesma conclusão falsa de sua própria "pesquisa", concluindo que todo mundo é gay simplesmente porque as lésbicas preferem outras mulheres.

"É basicamente um estudo que avalia a orientação sexual olhando para os olhos, e se eles se dilatam ou não", disse Savin-Williams declaradamente sobre a porção de dilatação dos olhos de sua pesquisa.

Você não pode controlar a dilatação dos olhos. Essencialmente, é o que todo o projeto tenta atingir, outra maneira de avaliar a sexualidade sem depender de auto-relato. Outra maneira é a excitação genital, mas isso é um pouco invasivo”.

Mas, novamente: em que ponto, durante esta pesquisa, surgiu a conclusão de que todos são homossexuais? De acordo com Savin-Williams, existe apenas porque ele acha que existe, e foi tão longe a ponto de atravessar o corredor de gênero para os homens, o que ele diz que não é 100% correto.

Nós sempre reconhecemos principalmente as mulheres heterossexuais, isto é, mulheres que na maioria são heterossexuais, mas se a mulher certa aparecer, bem, talvez ela tente”, acrescentou Savin-Williams, apontando para absolutamente nada no estudo em si para provar este parecer. "Costumávamos pensar que isso era apenas um fenômeno feminino".

O que tudo isso ilustra, é claro, é o fato de que a “ciência” de gênero é muitas vezes um absurdo completamente inventado que as principais mídias, como a revista VICE, estão dispostas a seguir, desde que ela pressione a agenda em questão. Neste caso, essa agenda é para desconstruir ainda mais a sexualidade humana normal em nome da "ciência".

Leia mais:



Investigação: Ideologia "Trans" é Promovida Pelas Grandes Empresas Farmacêuticas que são Apoiadas por Campanhas de Relações Públicas























Fontes:
Natural News: FAKE SCIENCE ALERT: Flawed research claims sexuality is a “spectrum” and no one is 100% “straight”
Broadly Vice: Straight People Don't Exist, New Research Says
NCBI: Sexual arousal and masculinity-femininity of women.
Natural News: Feminists call for SCIENCE to be turned into a “social justice” propaganda machine

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;