RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Desperte para o Relatório da Realidade Política da Fundação Rockefeller

terça-feira, 25 de julho de 2017 |

O documento-chave aqui é o exercício de reflexão da Fundação Rockefeller de 2010, "Cenários para o  Futuro da Tecnologia e Desenvolvimento Internacional".

Ele imagina vários desastres e possíveis respostas a eles.

O relatório apresenta uma frente amigável e preocupada, mas lendo as entre as linhas, você pode ver o Globalismo trabalhando, apontando uma ordem internacional nova e melhorada - como se essa solução fosse o único futuro viável para a humanidade.

Aqui está um pouco da elaboração de cenário e previsão a partir do relatório:


"Em 2012, a pandemia que o mundo estava antecipando há anos finalmente atingiu... líderes nacionais em todo o mundo flexionaram sua autoridade e impuseram regras e restrições herméticas, desde o uso obrigatório de máscaras faciais até verificações de temperatura corporal nas entradas para espaços comuns como estações de trem e supermercados. Mesmo depois que a pandemia se desvanecer, esse controle mais autoritário e vigilância dos cidadãos e de suas atividades se estenderam e até se intensificaram. Para protegerem-se da propagação de problemas cada vez mais globais - desde pandemias e terrorismo transnacional até crises ambientais e crescimento da pobreza -líderes em todo o mundo assumiram um controle mais forte do poder".

Ah, sim, a falsa enteada favorita dos Globalistas: uma pandemia. Esqueça o fato de que cada previsão severa de destruição mundial a partir de um vírus temido, nos últimos 15 anos, paralisou todos de medo. SARS, gripe suína, febre do Nilo, gripe aviária, etc.

Aqui está outro futuro absurdo da Fundação Rockefeller, do ponto de vista de 2010:

"Inegavelmente, o clima do planeta estava se tornando cada vez mais instável".

"Os níveis do mar estavam subindo rapidamente, mesmo que os países continuassem construindo mega-cidades costeiras".

"Em 2014, o rio Hudson transbordou dentro da cidade de Nova York durante uma tempestade, transformando o lugar do World Trade Center em um lago de três metros de profundidade. A imagem das embarcações a motor que navegavam pela Manhattan mais baixa impediu as nações mais poderosas do mundo de perceberem que a mudança climática não era apenas um problema do mundo em desenvolvimento".

A última vez que eu olhei, a cidade de Nova York não estava debaixo d'água. Os táxis submarinos não levavam as pessoas para trabalhar.

Leia também: Revista The Economist há 30 Anos: "Prepare-se para uma Moeda Mundial até 2018"

Agora leia mais, para obter uma ideia da solução da Fundação Rockefeller para o "desastre climático". Observe que é necessária uma ordem internacional e NÃO países separados:

"Em um mundo tão interconectado, onde os comportamentos de um país, empresa ou indivíduo tinham potencialmente efeitos de alto impacto sobre todos os outros, as tentativas fragmentadas de uma nação aqui, um pequeno coletivo de organizações ambientais lá, não seria suficiente para impedir um desastre climático - ou, neste caso, enfrentar efetivamente uma série de outros problemas de escala planetária".

"Mas as estratégias mundiais altamente coordenadas para abordar as questões tão urgentes são capazes. O que era necessário era o pensamento sistêmico - e os sistemas que atuavam - em uma escala global".

"A coordenação internacional começou lentamente, depois acelerou mais rápido do que qualquer um imaginara".

"Em 2015, uma massa crítica de países de renda média e desenvolvidos com forte crescimento econômico comprometeu-se publicamente a alavancar seus recursos contra os problemas de escala global, começando pela mudança climática. Juntos, seus governos estabeleceram planos para monitorar e reduzir as emissões de gases de efeito estufa a curto prazo e melhorar a capacidade de absorção do ambiente natural a longo prazo".

"Em 2017, um acordo internacional foi alcançado sobre a fixação do carbono (até então, a maioria das corporações multinacionais tinham um oficial chefe do carbono) e os recursos intelectuais e financeiros foram agrupados para construir processos de captura de carbono que melhor apoiariam o ecossistema global. Também foi estabelecido um sistema global de capacitação e comércio."

"Em todo o mundo, a pressão para reduzir o desperdício e aumentar a eficiência de maneiras amigáveis ​​com o planeta era enorme".

Leia também: Previsões Mundiais Aterroradoras do Site Deagel.com! O que a Elite Pretende Fazer Conosco até 2025?

Agora, aqui está o problema maior, com a tecnocracia como mestre:

"Novos sistemas coordenados globalmente para monitorar a capacidade de uso de energia - incluindo redes inteligentes e tecnologias de reconhecimento de padrões - foram lançados. Esses esforços produziram resultados reais: até 2022, novas projeções mostraram uma desaceleração significativa no aumento dos níveis de carbono atmosférico".

"Inspirado pelo sucesso desta experiência em ação global coletiva, as iniciativas coordenadas em larga escala intensificaram-se. As estruturas centralizadas de supervisão global e de governança surgiram, não apenas para o consumo de energia, mas também para os padrões de doenças e tecnologia. Tais sistemas e estruturas exigiram níveis muito maiores de transparência, o que, por sua vez, exigiu mais coleta, processamento e resposta de dados habilitados para a tecnologia".

"Enormes e benignos sistemas de controle permitiram aos cidadãos acessar dados e reagirem - todos publicamente disponíveis - em tempo real. Os estados-nação perderam parte de seu poder e importância à medida que a arquitetura global fortaleceu-se e surgiram estruturas de governança regional. As entidades internacionais de supervisão, como a ONU, assumiram novos níveis de autoridade, assim como sistemas regionais como a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), a Nova Parceria para o Desenvolvimento de África (NEPAD) e o Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB)".

Você está seguindo isso? O monitoramento do uso de energia, por exemplo. Isso é nada menos que um rastreamento momento a momento de produção e consumo de energia, em todo o planeta.

É a força máxima de cima a baixo. O que flui dessa posição é a DISTRIBUIÇÃO de energia para cada nação - e, mais adiante, PARA TODOS OS HUMANOS.

"Sr. Jones, seu cartão de uso de energia mostra que você alcançou seu limite para este mês. Dez dias restantes até 1 de fevereiro. Todos os seus dispositivos e ativos que produzem energia serão encerrados agora. Tenha um bom dia."

Você não acha que isso poderia acontecer? Não há como atribuir limites de uso de energia às nações sem impactar diretamente o uso dos  indivíduos.

Também espero que você tenha notado a referência às emergentes "estruturas regionais de governança". A aquisição de nações separadas pela ONU, pela UE, e outros órgãos não eleitos.

Esta é a solução preferida e requerida da Fundação Rockefeller.

E agora uma palavra sobre o odiado e amado Donald Trump. Seja lá o que você pensa dele, ele levantou a questão do Globalismo. Ele derrubou o tratado TPP da Fundação Rockefeller. Ele não assinou o Acordo de Paris. Ele enfatizou o nacionalismo, em oposição ao internacionalismo. Ele zombou da "ciência" da mudança climática.

Por enquanto, vamos assumir o pior. Não significou nada o que Trump disse. Ele era um mentiroso, é um mentiroso, e será um mentiroso. Ele foi realmente colocado no cargo pelos Globalistas, que queriam um inimigo ridículo para jogar fora. Ele não era e não é inimigo do Globalismo. Ele é uma fraude completa. Ao atacar implacavelmente Trump, os Globalistas derrotarão seu "último oponente", e na próxima eleição eles irão varrer do poder como nunca antes, acreditando que eles podem completar seu plano para dominação mundial. Vamos assumir tudo isso.

No entanto, milhões e milhões de pessoas tornaram-se alertas para o chamado Globalismo como uma força destrutiva com uma agenda secreta de controle planetário.

Os observadores podem recuperar-se da vergonha e pessimismo, e afirmar que isso não importa. Eles podem dar uma gargalhada sobre como nada mudou. Eles podem confirmar sua própria profecia pessoal como falha em todas as frentes.

Ou eles podem tentar despertar mais pessoas sobre o que o Globalismo é realmente.

Durante todo o tempo eu disse que estou muito mais interessado nas pessoas que apoiaram o Trump, por suas próprias razões, do que eu estou interessado em Trump. E também não estou particularmente interessado nas razões dos apoiadores, exceto quando a LIBERDADE está envolvida.

A liberdade de levar o destino em suas próprias mãos.

Essa ideia não está morta. Nunca estará morta.

O tempo é longo.

O INDIVÍDUO ocupa a base do plano Globalista. Ele é considerado uma mosca na sopa que precisa ser erradicada, em favor do Grupo.

Ele é considerado um membro evolutivo extinto.

É por isso que a superestrutura globalista deve ser derrotada.

Psicologicamente, espiritualmente, mentalmente, emocionalmente, criativamente, uma nação separada é melhor do que um governo global oligárquico.

Um indivíduo é melhor do que uma nação.

Um indivíduo livre é melhor do que um indivíduo adormecido.

Um indivíduo auto-capacitado - livre, responsável, racional, intensamente criativo - é factível e necessário.

Isso é onde tudo começa.

É aqui que tem que começar.

Não começa com um amontoado global de fantásticos utópicos, que inadvertidamente estão agindo em nome de um Império da Terra.

Leia mais:


Greenpeace e WWF são Financiadas pela Shell e Fundação Rockeffeller






Documentos Revelam Fundação Rockefeller Participou Ativamente no Controle Mental das Massas









Fontes:
Activist Post: Wake Up To The Rockefeller Movie Of Political Reality
Jon Rappoport´s Blog: Wake up to the Rockefeller movie of political reality
The Rockefeller Foundation and Global Business Network: Cenários para o Futuro da Tecnologia e Desenvolvimento Internacional

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;