RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Revista Feminista Exige que as Mulheres Brancas Abortem Seus Bebês para Resolver o Racismo

segunda-feira, 26 de junho de 2017 |

De acordo a revista: "A unidade familiar branca deve ser destruída"


Uma revista feminista está pedindo que as mulheres brancas resolvam o racismo histórico e a supremacia branca, abortando todos seus bebês.

Em um artigo intitulado Além do pró-aborto: A solução para a supremacia branca é o aborto branco, escrito por Nicole Valentine que culpa as "famílias brancas" por estarem no caminho de uma "sociedade progressista" ao "iniciar seu parasitismo" para exercer o "domínio total sobre as pessoas de cor escravizadas e oprimidas".

"Os brancos são incrustados desde o nascimento com o senso de identidade branca comum, e essa identidade os condiciona a replicarem a unidade familiar branca, promovendo o ciclo da supremacia branca nos EUA. É por isso que a unidade familiar branca deve ser destruída", escreve Valentine.

"Mulheres brancas: é hora de fazer a sua parte! Seus filhos brancos reforçam a sociedade da supremacia branca que beneficia vocês. Se você afirma ser progressista, e, contudo, de bom grado, cria crianças brancas por sua própria escolha, você é uma hipócrita. As mulheres brancas devem ser encorajadas a abortarem seus filhos brancos e usarem seu tempo e recursos livres para ajudar as mulheres de cor que não têm outra escolha além de criar seus filhos", acrescenta.

Valentine continua a exigir que as mulheres brancas também adotem crianças negras "que perderam seus pais para a sociedade destrutiva de supremacia branca que você permitiu e encorajou".

A revista, que se descreve como "dedicada a promover a diversidade e os valores multiculturais", é carregada com outras histórias que passam a ser satíricas, incluindo "Mulheres não podem ser estupradoras", "Os brinquedos da infância são racistas!"

A página "sobre nós" do site também culpa os "radicais de direita" por serem "responsáveis ​​por vários crimes de ódio e ataques terroristas". Os escritores são principalmente "estudantes atuais e antigos".

O argumento de Valentine de que as mulheres brancas precisam fazer mais abortos porque "as mulheres de cor não costumam ter o mesmo privilégio de escolher a interrupção da gravidez do que as mulheres brancas" é completamente absurdo, dado que as crianças negras são abortadas em três vezes a taxa de crianças brancas.

O artigo recebeu centenas de comentários negativos, conforme os entrevistados apontavam um tom descaradamente racista no artigo.

"Às vezes, eu acho que deve haver um concurso no qual o autor do artigo mais radical, insano, distorcido, perverso e doentio ganhará um prêmio. Se assim for, essa dissertação odiosa certamente ganhará pelo menos uma menção honrosa", escreveu Steve Biddle.

"Se isso não é incitamento ao genocídio, não sei o que é. Se você mudar o termo "branco" para qualquer outra coisa, parece exatamente assim, não importa como você inverta-o", observou Victor Crainic.

Leia mais:


Revista Scientific American: Matem Mais Bebês Para Salvar a Terra









Anticoncepcional Masculino: Fundação Gates Lidera o Processo de Eugenia para Livrar o Mundo dos Humanos






Fontes:
Infowars: FEMINIST MAGAZINE DEMANDS WHITE WOMEN ABORT THEIR BABIES TO SOLVE RACISM
Medusa Magazine: Beyond Pro-Choice: The Solution to White Supremacy is White Abortion

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;