RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Mad Science: Em nome da "Geoengenharia", Cientistas Malucos Podem Destruir a Civilização Humana!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013 |

O falso conceito do aquecimento global antropogênico ainda não está morto, e aparentemente, também não estão mortos os métodos desordenados de lidar com esta crise fabricada que alguns membros da comunidade científica ainda estão sugerindo. Novos estudos vindo do Reino Unido destacam algumas das medidas drásticas sendo sugeridas pelos devotos apologistas da mudança climática nos dias de hoje, que incluem explodir partículas tóxicas na atmosfera, a fim de refletir a luz solar de volta ao espaço, por exemplo, e intencionalmente alterar os padrões climáticos de modo a mexer com ecologias locais e de alguma forma induzir um efeito de resfriamento em massa no planeta.

Estas e outras intervenções ultrajantes são conhecidas coletivamente como "geoengenharia", e muitos especialistas dizem que estas intervenções podem resultar em danos catastróficos para a vida neste planeta. Outros, ainda hipnotizados pela retórica globalista de mudança climática de estrelinhas midiáticas como Al Gore, acreditam que a geoengenharia pode ser a única maneira de parar o derretimento do gelo glacial e a consequente inundação do planeta. Em ambos os casos, ninguém pode negar que o tema em si está de repente ganhando a atenção da mídia corporativa, o que significa que aqueles que eram anteriormente denegridos como loucos "teóricos da conspiração", até mesmo por sugerir que a geoengenharia poderia ser uma realidade, estão finalmente sendo provados como corretos.

E um recente artigo investigativo do Reino Unido, o jornal The Independent descreve a agora admitida agenda da geoengenharia, que como de costume envolve a adulteração da natureza em uma tentativa de "consertá-la". Memphis Barker, do The Independent, aborda este conceito com precisão, abrindo o artigo com as palavras "Vamos brincar de Deus", referindo-se a todos aqueles cientistas que arrogantemente pensam que sabem melhor do que a própria natureza, e querem recriá-la. Neste caso, suas reformulações sugeridas da natureza estão sendo realizadas sobre as cabeças da população global, quase como uma ameaça - "se o seu país não cortar as emissões de carbono, então teremos que bloquear o sol"!

Lê-se como uma espécie de romance de ficção científica, mas intencionalmente alterando os padrões climáticos e outros processos naturais é exatamente o que geo-engenheiros vem esperando nos bastidores, caso suas exigências não forem atendidas. Embora esses cientistas apresentem suas idéias como um método de última hora e sem outra opção para impedir o que eles vêem como o aquecimento global catastrófico em um futuro próximo, muitos desses conceitos intervencionistas são consideradas por alguns como algo que já esteja ocorrendo, incluindo coisas como modificação do clima e  pulverizações dos chamados "chemtrails", que envolvem encharcar a atmosfera superior da terra com minúsculas partículas metálicas.

"As tecnologias de geoengenharia são coisas de filmes-catástrofe de Hollywood", escreve Barker para o The Independent. "Os pesquisadores sugeriram o envio de um guarda-sol gigante de vidro para o espaço para refletir a luz, a erupção de vulcões artificiais, ou a pulverização de aerossóis de sulfato na estratosfera; dissolver montanhas e colocar seus restos no mar e, menos dramaticamente talvez, encher o oceano com limalha de ferro para estimular proliferação de algas."

Verdade seja dita, a geoengenharia vem ocorrendo há décadas

À primeira vista, toda essa conversa sobre geoengenharia pode parecer hipotética, como algo que poderia acontecer no futuro. Mas a verdade da questão é que a geoengenharia vem ocorrendo secretamente, durante décadas, como evidenciado por inúmeros relatórios governamentais e históricas admissões. É um fato sabido, por exemplo, que os EUA durante a Guerra do Vietnã semeou as nuvens sobre acima da trilha de Ho Chi Minh, no Vietnã na década de 1960, o que resultou em chuvas e monções artificiais.

Mesmo antes disso, durante a década de 1940, o Ministério da Defesa do Reino Unido teria usado armas biológicas em seu povo, de acordo com um artigo do The Guardian publicado em 2002. Este artigo destaca a forma como o governo do Reino Unido, ao longo de cerca de 40 anos, realizou experimentos de armas químicas em povos britânicos, sob o pretexto de pesquisa do "clima e poluição do ar". A verdade foi mais tarde admitida em documentos desclassificados pelo governo.

Mais recentemente, o site monkey puppet revelou um relatório oficial do governo norte-americano em que "aerossóis atmosféricos", também conhecido como chemtrails, já estavam sendo injetados nos céus em "campanhas em campo", que estão, presumivelmente, ainda em curso.

Um relatório similar emitido no mesmo ano para a Câmara dos Comuns do Reino Unido foi ainda mais aberto sobre a conspiração de geoengenharia em andamento. Intitulado "A regulamentação da geoengenharia", o relatório admite abertamente que as tecnologias para injetar aerossóis de sulfato na estratosfera para "imitar o efeito de resfriamento causado por grandes erupções vulcânicas" já existem, e já estão sendo utilizadas.

"Alguns - embora em muito pequena escala - testes de geoengenharia já estão em andamento", admite o relatório.

E no ano passado a líder do Partido Verde da Suécia Pernilla Hagberg admitiu publicamente que os chemtrails são reais, e que a Agência Central de Inteligência (CIA) e a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA estão por trás deles.

Geoengenharia pode significar o fim da humanidade

Ainda pior do que o fato da geoengenharia já ser uma realidade é que ninguém sabe realmente como isso afetará o planeta. Enviar telas de vidro gigantes ou partículas de aerossóis em massa na estratosfera do planeta para bloquear intencionalmente a luz do sol é certo que causará outros problemas, como o bloqueio dos raios ultravioletas naturais (UV) necessários para os seres humanos para a produção de Vitamina D, por exemplo. Isso, é claro, é apenas um exemplo entre muitos.

"A pulverização de grandes quantidades de aerossóis de sulfato na estratosfera iria, por exemplo, apagar a presença do disco do Sol", acrescentou Barker sobre os malefícios da geoengenharia. "Os padrões de precipitação também podem dar errado, a camada de ozônio ser destruída. Despeje limalhas de ferro no mar e você pode muito bem matar boa parte de vida marinha."

Veja ainda:

Geoengenharia: Irresponsáveis Pesquisadores Britânicos Testam Vulcão Artificial para Impedir o Aquecimento Global

geoengenharia_vulcoes.jpg (350×232)


Artigo da TIMES impulsiona Geo-Engenharia (chemtrails)
chemtrails.jpg (545×411)




Participe também da discussão no Fórum Anti-NOM!

Fontes:
Natural News: Mad science: In the name of 'geoengineering,' delusional scientists may destroy human civilization
- The Independent: Let's play God: The scientific experiments that might save the world (or destroy it...)
- The Guardian: Millions were in germ war tests
U.S. Climate Change Science Program: Atmospheric Aerosol Properties and Climate Impacts
- UK House of Commons: The Regulation of Geoengineering
- Natural News: Swedish official admits toxic 'chemtrails' are real, not a wild conspiracy theory

Nenhum comentário:

Posts Relacionados
 
;