Fundação Gates Financia Vigilância de Grupos Anti-Vacina

sábado, 1 de setembro de 2012 |

A Fundação Bill & Melinda Gates lançou os Grandes Desafios em Saúde Global (GCGH) em parceria com o Instituto Nacional de Saúde em 2003, que de acordo com o site GCGH, visa "criar novas ferramentas que podem radicalmente melhorar a saúde no mundo em desenvolvimento." Até agora, 45 concessões, totalizando 458 milhões dólares (928 milhões de reais), foram concedidos para projetos de pesquisa envolvendo cientistas em mais de 30 países. [1]

Mas para onde realmente foi todo este  dinheiro? Para o desenvolvimento e implementação de purificação de água e sistemas de saneamento? Ou talvez suporte nutricional básico visando otimizar o sistema imunológico? Que tal fornecer abrigo e assistência médica para os desabrigados? Nem perto disso.

Por exemplo, uma concessão de 100 mil dólares foi recentemente desembolsada para Seth C. Kalichman, professor do Departamento de Psicologia da Universidade de Connecticut, para "Estabelecer um Sistema de Alerta e Vigilância Anti-Vacinas", que pretende "estabelecer um monitoramento mundial baseado na internet e um sistema de alerta rápido para encontrar, analisar e neutralizar campanhas de comunicação de desinformação sobre vacinas para apoiar os esforços de imunização global."

Nós apenas podemos imaginar quais organizações serão rotulatas como "campanhas de comunicação de desinformação" considerando o fato de que Bill Gates, em fevereiro de 2011 em uma entrevista disse que "grupos anti-vacina matam crianças". Aqui é a citação completa:

"Então, é uma absoluta mentira que já matou milhares de crianças. Porque as mães que ouviram aquela mentira, muitos delas não vacinaram seus filhos com a vacina contra sarampo ou coqueluche, e hoje seus filhos estão mortos. E assim, as pessoas que vão e se engajam em tais esforços anti-vacinas - você sabe, eles, eles matam crianças. É uma coisa muito triste, porque estas vacinas são importantes."

É bem possível que qualquer voz discordante que não apoie as campanhas de vacinação globais pode ser incluída neste tipo de "sistema de vigilância e alerta" como alguém que pode potencialmente pôr em risco a vida dos outros, ou seja, pode "matar crianças". O que é tão irônico sobre a situação é que a Iniciativa de Erradicação Global da Pólio da Fundação Gates  pode ter resultado em mais de 47.500 casos de paralisia induzida pela vacina em crianças indianas apenas em 2011, e que é duas vezes mais mortal que a poliomielite do tipo selvagem, que teria sido erradicada oficialmente em 11 de janeiro de 2012. Quem aqui então está realmente preocupado com a saúde das crianças?

Além disso, é extremamente difícil de enxergar a GCGH (Grandes Desafios em Saúde Global) da Fundação Bill & Melinda Gates Foundation como uma fundação estritamente humanitária, considerando muitos dos projetos que escolhe financiar. Abaixo estão alguns dos projetos listados em seu site e que já receberam financiamento:

Linfonodos Sintéticos
Steven Meshnick e Carla Hand da Universidade da Carolina do Norte nos EUA desenvolverão um dispositivo de polímero biodegradável bio-compatível que pode ser colocado sob a pele para introduzir vacinas e antigénios no sistema imunológico. O dispositivo vai atrair células do sistema imunológico e provocar a sua proliferação  bem como agir tal qual um adjuvante no local da injecção. Se bem sucedido, o aparelho poderia ajudar a aumentar a resposta imune às vacinas novas e existentes. [tecnologias transhumanistic].

Vacinação Sem Agulhas Através de Aerosois de Nanoparticulas
Sistemas de aplicação de vacinas que têm como alvo regiões específicas do corpo, e têm o potencial de serem especialmente eficazes contra alguns tipos de infecções. Por exemplo, as vacinas inaladas podem melhor proteger contra doenças respiratórias, como a tuberculose, e aquelas que infestam os tecidos do nariz e garganta, tais como difteria. Dr. Edwards está liderando uma equipe multidisciplinar utilizando tecnologias de ciência de materiais combinadas com doenças infecciosas, dispositivos e perícia toxicologica para reformular as vacinas de tuberculose e de difteria em aerossóis que poderiam ser inalados. Objetivo final da equipe é desenvolver uma vacina BCG baseada em células para a tuberculose e uma vacina de proteína antígeno CRM 197 para a difteria, sob a forma de novos aerossóis de nanopartículas agregadas porosas (PNAP).

Vacinas de RNA Sintéticos Produzidos por Plantas
Alison McCormick da Touro University, na Califórnia irá testar a capacidade de um método biológico sintético de baixo custo baseado em plantas para a produção sintética de uma determinante antigênico de proteina viral combinado com um sistema de expressão de antigenos de RNA para o uso em vacina RNA contra a malária. Usar plantas para este sistema de transfecção viral poderia fazer a produção de vacinas de RNA escalável e de custo eficaz.

Distribuição de Vacinas Rentável em Mercados Emergentes
Lisa Ganley-Leal e Pauline Mwinzi da Epsilon Therapeutics Inc. nos EUA vão testar a hipótese de que a venda de vacinas através de farmácias em mercados emergentes pode trazer lucros para desenvolvedores de vacinas e os proprietários de pequenos negócios. Demonstrando a rentabilidade pode fazer com que as empresas farmacêuticas investam mais recursos no desenvolvimento e distribuição de vacinas e desenvolva parcerias locais para estratégias de rentabilidade.

Programação Genética Para Localizar e Destruir Agentes Patogênicos
Saurabh Gupta e Ron Weiss do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, propuseram a criação de células sentinela que podem detectar a presença de um agente patogênico, relatar a sua identidade com um sinal biológico, e secretar moléculas para destruí-lo. A fase I deste projeto de pesquisa demonstrou que as bactérias comensais podem ser projetadas especificamente para detectar e matar o modelo de agente patogénico bacteriano Pseudomonas aeruginosa. Na Fase II, Gupta e Weiss irão engendrar a microbiota humana para detectar e destruir especificamente o agente patogénico intestinal Shigella flexneri, que é responsável por elevadas taxas de mortalidade em crianças.

Vacina em um Saleiro: Uma Abordagem Nova, Segura e de Baixo Custo
Shiladitya DasSarma vai liderar uma equipe na Universidade de Maryland, nos EUA, para desenvolver uma vacina barata, segura e eficaz por via oral contra a Salmonella invasiva usando vesículas bacterianas cheias de gás. O projeto busca produzir uma vacina de prateleira em sal sem necessidade de refrigeração para distribuição mundial.

Um Modelo de Rato Humanizado para Avaliar as Candidatas a Vacinas de Vírus Vivos Atenuados
Para desenvolver novas vacinas contra alguns dos maiores assassinos do mundo, incluindo o HIV, a malária e a tuberculose, os cientistas devem ser capazes de avaliar os candidatos promissores. Algumas das vacinas potencialmente mais promissoras, são feitas a partir de versões vivas enfraquecidas do agente infeccioso. Como resultado, eles não podem ser estudadas em ensaios com seres humanos, a menos que os investigadores podem ter a certeza de que as vacinas enfraquecidos serão seguras. Dr. Flavell e seus colegas estão trabalhando para modificar geneticamente ratos de laboratório cujos sistemas imunológicos são semelhantes aos seres humanos o suficiente para permitir testes de vacinas contra doenças que afetam desproporcionalmente as pessoas no mundo em desenvolvimento.

Fornecimento Alternativo de Proteínas do Leite Humano para Bebés
Qiang Chen, da Universidade do Estado do Arizona, se propõe a projetar plantas comestíveis, como alface e arroz, que contenham as proteínas benéficas encontradas no leite humano. Os corpos de proteína nestas plantas permitir uma alta e estável acumulação destas proteínas do leite humano, e as plantas podem ser consumidas diretamente por bebés ou transformadas em comida de bebé (papinha) para fornecer nutrientes essenciais e benefícios antibacterianos.

Contraceptivo Feminino Não-Hormonal Com Metaloprotease de Óvulos Específicos
John Herr, da Universidade de Virgínia, nos EUA, irá pesquisar a enzima de membrana especíica de óvulos como um alvo para um contraceptivo não hormonal feminino. Depois de determinar a natureza do bolso catalítico da enzima, uma família de compostos peptidomiméticos sera testada quanto à sua capacidade de se ligar à enzima e bloquear o seu papel fundamental na fertilização do óvulo.

Natto de Bacillus-fermentado como Vacinas Comestíveis para o Mundo em Desenvolvimento
Michael Chan da Fundação de Pesquisa do Estado de Ohio nos EUA irá desenvolver e testar de uma cepa de bactérias geneticamente modificadas utilizadas para fermentar feijão em dietas tradicionais asiáticas e africanas, para exibir um antígeno da bactéria da tuberculose. O bacilo geneticamente modificado será então utilizado para fazer um tradicional prato asiático, o natto, o que pode servir como um tipo de vacina oral para induzir uma forte resposta imunitária. Se bem sucedida, esta estratégia pode ser usada para introduzir uma variedade de antigénios através de alimentos culturalmente aceitos.

Contracepção Baseada na Nanotecnologia
David Clapham do Hospital Infantil de Boston, nos EUA vai desenvolver e testar um anticoncepcional de nanopartícula que libera inibidores da cauda de espermatozóides em resposta a mudanças do pH vaginal ou exposição ao líquido prostático. Se for bem sucedido, as nanopartículas podem ser incorporados a um gel vaginal para bloquear a mobilidade do esperma, necessária para a fertilização.

Instrumento de Circuncisão para Cerimônias Tradicionais na África
Kathleen Sienko da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveu um protótipo de uma ferramenta de circuncisão para uso em cerimônias tradicionais na África, e visa demonstrar a funcionalidade, adequação cultural e potencial de produção em massa de baixo custo do dispositivo. Tal instrumento poderia aumentar as taxas de circuncisão levando a baixas taxas de transmissão do HIV na região.

Descoberta de Moléculas Químio-Sensoriais Como Novos Contraceptivos
John Ngai e Scott Laughlin, da Universidade da Califórnia, Berkeley, nos EUA, buscam identificar compostos químicos no sistema reprodutivo feminino que guism od espermatozóides o óvulo. Caracterizando estes "odorantes", versões sintéticas podem ser produzidas e administradas para interromper o sistema de navegação e assim inibir a fertilização.

Descoberta de Moléculas Químio-Sensoriais Como Novos Contraceptivos
Hironori Matsushima, da Universidade de Toledo, nos EUA, vai testar a hipótese de que a adição de um peptídeo antimicrobiano em produtos de leite em pó poderia conferir proteção contra doenças entéricas. A investigação incidirá em testar o peptídeo para sua capacidade de matar agentes patogênicos no ambiente do estômago, e na sua capacidade de manter a sua integridade através da pasteurização e secagem do leite.

Ultra-som como um Contraceptivo Masculino de Longo Prazo Reversível 
James Tsuruta e Paul Dayton, da Universidade da Carolina do Norte, irão estudar a possibilidade do ultra-som terapêutico para diminuir a contagem de espermatozóides nos testículos. Caracterizando o tempo e dosagem mais benéfica poderia conduzir ao desenvolvimento de um método de baixo custo e não-hormonal de contracepção reversível para os homens.

Você vai notar a partir dos exemplos listados acima, que todos esses projetos financiados envolvem o desenvolvimento de tecnologias proprietárias (leia-se: potencialmente lucrativas) e ainda não comprovadas, e que irá requerer a transformação e/ou alteração de um processo natural ou substância . Além disso, muitos dos desembolsos de subvenções foram destinados a projetos relacionados a contracepção. Isto parece contradizer a declaração do GCGH da missão de "melhorar a saúde no mundo em desenvolvimento," na medida em que está focada em reduzir a população no mundo desenvolvido, ao invez de apoiar a saúde dos que estão vivos, precisando de ajuda.

No Brasil

O Brasil também teve sua parcela de generosas concessões. Dois dos três financiamentos foram concedidos a projetos relacionados com vacinas:


Aumentando a eficácia de vacinação com inibidores da ECA
Julio Scharfstein da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vai estudar se uma pré-dose de captopril, uma conhecida enzima conversora de angiotensina (ACE) e droga para anti-hipertensão, pode aumentar a potência das vacinas pelo aumento da ativação de células dendríticas .


Análise de Epitope MHC em Grande Escala para o Desenvolvimento de Vacinas
Gustavo Fioravanti Vieira da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Brasil, vai criar modelos computacionais 3D de epítopos virais ancorados a moléculas de MHC (Complexo principal de histocompatibilidade) associadas a diferentes alelos de MHC para procurar epítopos "generalista". Tais epítopos podem ser utilizados para o desenvolvimento de vacinas virais que são eficazes contra um grande espectro de agentes patogênicos.

Além dos citados acima, ainda existem muitos outros projetos "interessantes" relacionados as vacinas como um "sistema móvel baseado em nuvens para alcançar a vacinação universal" que usaria aplicações móveis para enviar lembretes e mensagens para os pais e dar "incentivos" para pais e trabalhadores da saúde. Outro curioso é um sistema de entrega rápida de suprimentos de vacinas utilizando veículos não tripulados (UAV). Neste link você pode encontrar todos os projetos financiados pela Fundação.

Veja também:

Demógrafo do Banco Mundial: Vacinação Utilizada para Redução Populacional


Bill Gates admite que vacinas são usadas para depopulação humana





Fontes:
GCGH - Concessões feitas no Brasil
- Site GCGH
- [VIDEO] CNN-Bill Gates: Vaccine-autism link 'an absolute lie'

13 comentários:

Simone disse...

Muito interessante.
Aqui na Italia foi possivel nao vacinar mea filha (ela ta de seis meses).
Eu bem coneço a as vacinas como arma medica contra as crianças pra fecar eles fracos e cancelar juizo e spiritualidade... muito triste...

Anônimo disse...

Sugiro assistir o filme "Why in the world are they spraying?", que é continuação de "What in the world are they spraying?", ambos disponívels na net, e também:

Entrevista con el piramidólogo y ex agente de inteligencia, Gabriel Silva

http://vimeo.com/8061118

Anônimo disse...

Via Legal: Estado deve indenizar criança que ficou doente após receber vacina
Data da notícia:

23/04/2012 15:45
Corpo do texto:

A possibilidade é raríssima mas existe e é capaz de transformar a vida de uma família inteira. O Via Legal dessa semana mostra o que pode acontecer quando, em vez de prevenir, uma vacina provoca a doença. Na Paraíba, um menino teve paralisia infantil depois de tomar as conhecidas gotinhas. Juliano Domingues explica as conseqüências da doença e mostra o que levou a Justiça a obrigar o Estado a indenizar a família.



http://www.jf.jus.br/cjf/noticias-do-cjf/2012/abril/via-legal-estado-deve-indenizar-crianca-que-ficou-doente-apos-receber-vacina

Anônimo disse...

Até que enfim a TV mostra alguma coisa, mas a reportagem tenta sutilmente culpar o atendimento do hospital e desviar o foco da vacina. Isto é só a ponta do iceberg:

Vacina teria deixado criança de 2 anos muda, cega e sem andar
http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/?c=23899

Anônimo disse...

apenas a ponta do iceberg, pois na maioria dos casos não se admite nem se investiga a relação do dano com a vacina, permanecendo a vítima em silêncio

http://www.asaadvogados.adv.br/noticias_detalhes.php?Cod=2932

Criança Ipatinguense: União condenada por paralisia causada por vacina

A 6.ª Turma do TRF da 1.ª Região, por unanimidade, manteve a condenação da União em pagamento por danos morais e materiais em decorrência de paralisia integral e irreversível do filho da autora que surgiu após aplicação da vacina antipólio.

No ano de 1992, criança com quatro meses de vida estava com leve quadro de febre e náuseas quando tomou a vacina antipólio na Policlínica Municipal de Ipatinga, Minas Gerais. Após tomar a vacina, o quadro do menor se agravou. Vários exames foram feitos e constatou-se que ele estava com poliomielite pós-vacinal. Em 1997, a mãe da criança passou a receber um benefício assistencial de um salário mínimo por mês, constatada a condição de deficiente permanente do filho.

A mãe, autora do processo, requereu, então, indenização por danos morais e materiais junto à Justiça. Ela afirmou que a perícia descartou a possibilidade de a criança já estar com poliomielite antes de tomar a vacina, pelo fato de apresentar quadro de infecção respiratória, febre e vômitos, e que, após vários exames, se constatou associação do quadro de paralisia com a vacina. Acrescentou que, embora os órgãos oficiais de controle epidemiológico tenham estabelecido a segurança das vacinas distribuídas na rede pública de saúde, ainda assim existe o risco de o indivíduo que a recebe apresentar reações não desejadas e de especial gravidade, como ocorreu com a criança.

A União defendeu-se dizendo que casos de reação à vacina antipólio são muito raros, na proporção de um para 500.000 doses, acrescentando que o município não tem condições de realizar testes para avaliar a possibilidade de reação em cada criança. Afirmou que a quantia pleiteada pelo autor, a título de danos morais e materiais, não pode ser atendida, pois a ele já foi concedido benefício previdenciário para a compensação dos alegados danos. A União assegurou inexistência de nexo de causalidade entre a vacina aplicada na criança e os danos alegados, ressaltando que esta já se encontrava com a saúde debilitada quando tomou as primeiras doses da vacina, embora contasse com quatro meses de vida.

Segundo o relator, desembargador federal Daniel Paes Ribeiro, não se pode negar que houve uma vítima - a criança - da vacina, fornecida por agente público - a União. Têm-se, pois, conforme o magistrado, ato causado por agente público e prova da existência do nexo de causalidade entre ambos, não merecendo reparo a sentença no que se refere a responsabilidade da União.

Pelos fatos de o ato ter sido causado por agente público, devendo a vítima demonstrar apenas a ocorrência do dano e o nexo de causalidade entre este e a atuação do Estado e, ainda, de a vacina ser fornecida pelo Sistema Único de Saúde, é de responsabilidade objetiva da União arcar com a indenização por danos materiais, estabelecidos no valor de R$ 76.278,70, e pelos danos morais, no valor de R$ 100.000,00, àquela criança, que hoje tem 18 anos. O relator afirma que os danos morais são "pelas muitas frustrações que o jovem teve que passar e pelas experiências que não pôde vivenciar".

Reo200138000336429

Fonte: TRF 1ª Região

Fernando Negro disse...

Aqui em Portugal, já estão a criar "listas negras" de quem recusa vacinas...

(Deixo aqui uma notícia sobre o sucedido e também um documento oficial onde podem constatar o facto.)


Bem-vindo de volta, Emerson.

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com

.....primeira parte:

......Bill Gaytes agora entende de medicina , a bichinha sanguinária do Tio SAMgue , que comanda inúmeros crimes contra a humanidade aqui no Brasil e no mundo inteiro , como tráfico de órgãos sob a máscara suave de pedofilia , monopolização da Internet , crimes na internet , sustenta a máfia italiana das comunicações, que não deixa a humanidade trabalhar . Ladrão e monopolizador de Cultura , mascotinho de nazistas , genocida maldito , covarde protetor de máfias cibernéticas como as do Google , Yahoo! , UOL e provedores de internet , genocida de crianças junto com quase todos os profissionais de comunicação , saúde e políticos . Bill Gaytes tem participação com a CIA , Bill Clinton e George W. Bush nos atentados ao Word Trade Center , isso com ajuda das telefônicas brasileiras , que deram centrais telefônicas para os terroristas .
Bill Gaytes , assaltante de bancos virtuais da internet , etc.... Não apareça na nossa frente , aqui no Brasil , vocês todos citados aqui estão sob pena de morte por guerra declarada , por não permitir ou atrapalhar as comunicações , por crimes de comunicação que permitem tantos outros crimes contra a humanidade . Como fiéis cidadãos defensores da constituição cidadã brasileira ,se não houver autoridade honesta , nós mesmos executaremos vocês , nunca mais se considerem homens livres ,
mais cedo ou mais tarde vocês terão o que pediram .

.......Bill Gaytes está fabricando vacinas aqui no Brasil com a Fundação Oswaldo Cruz  como anunciado por nossa mídia genocida .

.......vacinas são os vírus da prostituição , que são os mesmos espermatozóides que nos geram . O espermatozóide é o gerador e 
também nosso pior predador . É um ser feito para sobreviver , e provoca inúmeras doenças . 
Por exemplo : Tuberculose , Tísica ,são novos nomes para a lepra no pulmão , onde os esprmatozóides saem junto com a umidade do sangue expelida nos pulmões , que é a  umidade do bafo , que quando o tempo esfria ou não , provoca gripes , dor de garganta , febres e anemias como defesas naturais ,infecções nas amígdalas , rinite no nariz  ,
asma , bronquite , pneumonia , falta de ar , roncos , e até a morte como constatado em várias crianças e adultos . Quando vencem as defesas naturais do organismo , começa a segunda fase , mais mortífera ainda , eles invadem as células  provocando o aparecimento de um novo ser , como se tivesse fecundado um óvulo , e esse conjunto de células invadidas formam um caroço , um tubérculo, daí o novo nome Tuberculose .

....depois das vacinações vem epidemia de Meningites , de paralisia , de rubéola , de cataratas e problemas de visão , eles entopem as crianças de antibióticos e ficam alardeando epidemia de cegueira infantil que é causada por estas substâncias derivadas
da Lepra ....também inúmeros problemas de
dor de ouvido e surdez , dor de cabeça , enxaqueca ,
etc...


Antigamente a Lepra , este "processo mórbido" , também foi conhecido como Peste Negra , que é igual aquela ferida no pé que as bichas sanguinárias da saúde colocam nas carteiras de cigarro e que jamais é provocada por cigarro . Hoje , conforme a fase , é conhecida como sífilis , gonorréia , Aids que tem na vacina BCG que "imuniza" contra lepra , Melanoma que é o câncer mais agressivo e letal , Leishimaniose em que a pulguinha do cachorrinho passa pro gatinho , como a UNICAMP protagonizou , etc...
Conforme a parte do corpo ,  a fase , a especialidade do médico , a época , conforme o tipo de ataque biológico , como infecção hospitalar , Antrax , a lepra recebe recebe centenas de nomes afora as doenças provocadas por antibióticos que fabricam com ela .
A Dengue surgiu para camuflar os efeitos da vacinação , dos crimes por envenenamento em bares , restaurantes ,e na água . A malária também .

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com


....segunda parte:

.......todas essas mirabolantes descobertas científicas da medicina , não passam de especulações sem prova científica , sem estudos aprofundados em que todos possam participar , e única função delas é "genocídio remunerado" contra os não-Arianos e Arianos miscigenados ,  e envolve desvio de verbas públicas , lavagem de dinheiro com universidades , indústrias , rádio , televisão , etc...
...Quanto mais medicina "moderna" se tem , quanto mais fantásticos remédios se tem , quanto mais se gasta em saúde ,mais mortes se tem , mais pestes aparecem , mais dor se passa , mais novas e misteriosas doenças de "nome novo"
aparecem , menor é nossa longevidade e qualidade de vida , maior é a mortalidade infantil ,.... e quem vive bem é quem nunca vai em médico , e se dedica ao conhecimento da Imortalidade , da vida eterna , como provado por Jesus de Nazaré que nos deixou o Sudário de Turin , com sua imagem gravada 
e que ninguém faz igual . Ele dizia que a morte é o inimigo a ser vencido . Ele curava e ensinava a curar .
Não julgueis , para não serdes julgados . Logo , se querem a nossa morte , temos que julgá-los . Morte aos
assassinos , aos empregadinhos de nazistas , ou morte
aos inocentes que esse bando de drogados vão roubar e matar , inclusive nós e nossos filhos , amigos e parentes . Estamos em Legítima defesa , apoiados pela nossa constituição cidadã , que nos dá os mesmos poderes que as autoridades constituídas .


....estude primeiro ,
....pesquise , pergunte , leia , e principalmente pense bastante .....estude automedicina , para não cair nas doenças ,
e se tiver alguma doença , cura-te a ti mesmo , ou serás a cobaia que ainda paga caro para ser mais um desastre biológico dos médicos e laboratórios químicos e farmacêuticos . Ninguém acredita , mas as estatísticas não mentem e o que está em curso é o maior genocídio da História da Humanidade , protagonizado por nazistas da CIA dos Estados Unidos , nazistas Bolcheviques da Rússia , nazistas da Alemanha e de todos os países do mundo , aqui no Brasil , sob a fantasia de corrupção , sob a fantasia de propagandas de saúde que não tem um embasamento científico e
só provocam pânico em quem não trabalha nem estuda de verdade .

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com

...Experiências com cobaias humanas , pobres , é claro .


http://drauziovarella.com.br/mulher-2/nova-combinacao-de-antirretrovirais-reduz-risco-de-mae-com-hiv-transmitir-virus-para-bebe/


....cópia de um trecho >>
Um estudo da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), em parceria com a Universidade da Califórnia, indica que uma nova combinação de drogas reduz o risco de uma mãe soropositiva transmitir o vírus para o bebê. Os resultados mostraram que ministrar dois ou três antirretrovirais (nevirapina, nelfinavir e lamivudina) é duas vezes mais eficaz para o corte da transmissão do que usar apenas o AZT (antirretroviral zidovudina).

* Boas e más notícias sobre o combate ao HIV
* Vacina contra Aids
* Mais de 34 milhões de pessoas no mundo são portadoras do vírus HIV

A pesquisa, que foi realizada com 1.684 crianças tratadas em 17 hospitais da África do Sul, da Argentina, dos Estados Unidos e do Brasil, focou na população mais vulnerável e com menos acesso a sistemas de saúde.


.....Médico cura , não faz experiências com cobaias humanas . Pior ainda com "criançinhas pobrezinhas "que não tem dinheiro pra pagar sua saúde porque foram roubadas .

....são quase trinta anos que esses  canalhas genocidas vem lucrando com AIDS , sugando os cofres públicos sob pretexto de pesquisas científicas , comprar
camisinha , comprar testes , comprar remédios , pagar tratamento , pagar propagandas de prevenção , etc.....e nada de resultados , ainda querem ensinar crianças que "socar merda" é opção sexual.

.....Se é Homem de verdade diz que não
sabe curar , senão , não passa de um assassino , genocida , de um bonequinho paranóico bem intencionado , um covardão se achando o mestre da medicina. 
 
.....agora expliquem de quem vocês colaram
para conseguir um melhor tratamento do
Melanoma e em seguida apresentar o primeiro caso de cura total da AIDS . 

....esse Dáusio Varella apareceu na TV ,
falando de sintomas da Dengue . Falando exatamente o que se falava de sintomas de Meningite a pouco tempo atrás . Em vez de falar na tão manjada epidemia de meningite que ocorre depois das vacinações , eles inventam Dengue , Malária , virose de rato , etc...Ele é bonzinho , ia doar o cachê para os pobres que ele roubou e matou .


.....Telebombas matam a morte .

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com
intermente@myopera.com



...primeira parte :

 ...e-mail para a Polícia Federal e Governo  em agosto de 2006 ......mas nada fazem , ganham cocaína e dinheirinho sujo de sangue dos nazistas , traíram a democracia no Brasil comandando todo tipo de tráfico e ações criminosas com  máfias de presidiários e empresas de segurança como Centronic , SPY , AMÉRICA que era a FALCÃO , entre inúmeras outras , assistidas pela máfia Italiana do Berlusconi .
Eles acreditam que riem da nossa dor , escravização e morte , mas a trágica transformação da democracia no Brasil
em Império Bolchevique do PuTin começa a
eliminar inúmeros policiais , entre outros empregadinhos de nazistas da CIA e KGB.
....viram a cara de traição que o Putin fazia na reunião de julho de 2012 do BRICS ??....aquele olhar esguio , ele nem consseguia olhar para a
Dilma Rousseff , eu vi na TV , e com certeza
Putin pensa em fazer do desastre radioativo de Fukushima , a Bomba Atômica do Brasil . Lembram do desastre radioativo
de Chernobyl na Ucrânia , eles mandaram a carne radioativa para nós , e os médicos não falaram da tragédia que foi o consumo
de carne radioativa .
.....telebombas Matam a Morte .



Nota acrescentada em agosto de 2012 .Notem que a página da FAPESP e da Universidade de Chicago ,
fonte da notícia da paralisia infantil causada pela própria vacina na China ,
desapareceu , e eu envio uma cópia ,
mas é verdadeira , eu vi e provo que 
existiu , porque tal tragédia também ocorre no Brasil e autoridades e jornalistas são avisados há décadas deste
tão grande genocídio . Já repararam que jornalistas na TV e no rádio dizem em uníssono que não existe pena de morte no Brasil  ?.....talvez eles não queiram ser
réus de pena de morte por guerra declarada.


Enviado para   >>  dcs@dpf.gov.br   e  governo@brasil.gov.br  
Suspenção de todo tipo de vacinação e de Terapias e Testes Radioativos .
Temos que suspender todo tipo de vacinação neste país e indiciar seus responsáveis por crime e genocídio .  Nunca houve prova concreta que vacinas previnem doenças . Ao contrário , só existem provas de pessoas que tomaram a vacina e contraíram doenças da vacinação ,e prova de pessoas que morreram por causa da vacinação.  São inúmeras doenças desde simples gripes até paralisias , os vírus das vacinas penetram o sangue e vão por todo corpo , são expelidos com a umidade do sangue nos pulmões e provocam gripes e pneumonias com o tempo frio , provocam dores de ouvido , rinites , e até doenças nos olhos , alergias na pele , etc.....São 
milhares de doentes e mortes .  Existem inúmeras pesquisas científicas que demostram toda esta desgraça que atinge a todos nós .As vacinas comprometem até nossa longevidade .  Aqui no Paraná haverá sábado 26/08/2006 vacinação contra a poliomielite e temos que impedí-la , baseados em estudo feito na China , onde ficou demostrado que 
crianças ficaram paralíticas com a vacina , além de outros lugares no mundo .
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo divulgou um documento relativo à pesquisa :
...do site >>  http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?id=5948 

.....continua >>>       

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com
intermente@myopera.com


....segunda parte


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo divulgou um documento relativo à pesquisa :
...do site >>  http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?id=5948 

 Eclosão arriscada  16/08/2006  

Em 2004, casos de poliomielite foram registrados na província chinesa de Guizhou  Agência FAPESP - O risco é pequeno e ao mesmo tempo significante, conclui estudo feito por pesquisadores da China sobre
a eclosão de novos casos de poliomielite registrados no interior do país em 2004.  A pesquisa, que será publicada na edição de 1º de setembro do periódico The Journal of Infectious Diseases – já disponível
na internet –, mostra que o vírus atenuado presente na vacina oral contra a doença, usada amplamente em todo o mundo,
pode se transformar em selvagem e causar a paralisia em humanos.  A China estava livre da doença desde 2000. Há dois anos, entretanto, casos da doença foram registrados na província de
Guizhou. Ao todo, sete crianças foram detectadas como portadoras do vírus da pólio, seis das quais com o mesmo tipo
presente na vacina. Em todos os casos, os microrganismos estavam circulando há menos de um ano.  No momento do estudo, apenas 72% das crianças de Guizhou, uma das regiões mais pobres do país, haviam sido imunizadas.
Segundo os pesquisadores, essa combinação (aplicação de vacina com vírus vivo atenuado mas não em 100% da população)
pode estar na origem das últimas eclosões de casos de poliomielite registrados no mundo. Neste século, ocorreram outros
quatro episódios.  A Organização Mundial de Saúde recomenda que não seja usada a vacina oral em regiões em que ocorreu a erradicação da
doença e os reservatórios do vírus da poliomielite estejam sob controle. Mas, como destaca o editorial da The Journal of
Infectious Diseases, seguir as regras internacionais pode ter um custo muito alto.  Hoje, a dose da vacina oral custa algo próximo de US$ 0,03. Em compensação, no caso do medicamento feito com vírus
inativo da poliomielite o valor médio de uma única aplicação fica em cerca de US$ 2,50. Por isso, afirmam os autores do
estudo, as políticas de imunização nos países pobres precisam levar em consideração tanto os aspectos médicos como os financeiros.  
Para ler o artigo An outbreak of poliomyelitis caused by type 1 vaccine-derived poliovirus in China,
de Xiaofeng Liang, Yong Zhang, Wenbo Xu, Ning Wen, Shuyan Zuo, Lisa A. Lee e Jingjin Yu, clique aqui.
http://www.journals.uchicago.edu/JID/journal/issues/v194n5/36418/36418.html

.....continua >>>       

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com
intermente@myopera.com

....terceira parte

Temos que suspender as Terapias e Testes Radioativos , pois radioatividade provoca imunodeficiência e câncer .
Milhares de mortes já aconteceram .     Esta Pesquisa da Universidade de Columbia , nos EUA , mostra que para apenas uma tomografia de corpo inteiro  , as pessoas adquirem cargas radioativas semelhantes e até superiores aos sobreviventes das explosões nucleares de Hiroshima
e Nagasaki na segunda guerra , e eles desenvolvem cancer mais tarde . Tal pesquisa não considera os efeitos dos sais no organismo .     ....do site >>  http://www.cumc.columbia.edu/news/in-vivo/Vol3_Iss10_sept_04/radiology.html     

Columbia University Medical Center  RADIOLOGY  Full-Body CT Screening Found to be Risky
Research finds a single full-body CT scan modestly increases chances of death from cancer  
"One of four Americans will die from heart disease. Many others will die from cancer. Wouldn't you take 10 minutes – the
amount of time to have a full body scan – to ensure that you don't become a part of these statistics?"
This pitch, found on one Internet site aimed at attracting people to have full body CT (computed tomography) scans, doesn't
talk about the possible risks that go along with the procedure.  Now, CUMC research suggests that even one full-body CT scan exposes an individual to enough radiation to increase the risk
of dying from cancer.
Full-body CT scans are marketed on the radio, TV, and the Internet as an effective early detection method for heart disease
and cancer, despite the fact that there's no evidence that the scans can reduce deaths from either disease.  Most criticism levied on the use of full-body CT scans in healthy patients has focused on their questionable benefit and the
number of false positives they produce. Less attention has been paid to the technique's radiation risks.  "A CT scan is hundreds of X-ray beams coming from many different directions that are put together by a computer to produce
a high-definition 3-dimensional image" says the study's lead author, David J. Brenner, Ph.D., D.Sc., professor of radiation
oncology and public health at Columbia University Medical Center. "The risk will not be zero, simply because of the nature of
the X-rays used by the scan."  

......continua >>.

Ho.V.N.I. disse...

Ho.V.N.I.
intermente@aol.com
intermente@myopera.com


.....quarta parte


The new research, the first time cancer risk from full-body CT scans has been estimated, shows that the risk from one scan is
modest, but not negligible. One scan for a 45-year-old creates a 1 in 1,200 chance of dying from a CT-induced cancer later in
life.  "The issue really arises if you think of scans as surrogates for yearly physicals and have them on a regular basis," Dr. Brenner
says. "Then the risk builds up."  "We calculated that a 45-year-old who has yearly scans for 30 years has a huge risk of dying from cancer, about 1 in 50," he
says. "There would have to be an enormous benefit gained from yearly scans to balance out that significant risk. Because the
risk is well-known and the benefits of full-body scans are unclear, I wouldn't recommend getting one every year, or even every
few years."  Dr. Brenner and Carl Elliston, a staff associate in the Center for Radiological Research, calculated the risk from CT scans
based on cancer mortality data collected from survivors of the Hiroshima and Nagasaki atomic bombs. A subset of survivors
was exposed to low doses of radiation comparable to a single full-body CT scan (typically around 12 mSv). In the latest report
on this group, survivors who were exposed to between 5 and 50 mSv from the bombs had experienced more cancer deaths
than the unexposed population. Dr. Brenner's data are published in the September issue of Radiology.  Extrapolating from the low-dose survivors to an American population introduced some uncertainty in the final risk estimate, Dr.
Brenner says. "It could be two to three times greater, or two to three times lower. But for someone getting multiple scans, even
the lower estimate confers a high risk of cancer."  In a related paper, published in the same journal in May, Dr. Brenner also found a cancer risk from a more limited lung CT
scan currently being evaluated as a screening tool for smoking-induced lung cancers.  Using similar methods to the full-body CT scan study, Dr. Brenner established that annual CT screening for smokers would
increase the number of lung cancers in the United States by 2 percent assuming 50 percent of smokers were scanned.  While full-body CT scans of healthy people are generally frowned upon by the medical community, many believe yearly CT
screening of smokers will be able to detect tobacco-induced lung cancers early when they may be more amenable to treatment.
A national clinical trial, testing the ability of chest CT scans to reduce lung cancer mortality in smokers, is now under way at
CUMC and other centers.  "There's clearly going to be a risk involved for the smokers from the radiation," Dr. Brenner says. "The question is whether this
risk will be offset by the benefit of annual screening. We've shown there's a 2 percent increase in number of lung cancer cases if
this population got screened, so to be beneficial, screening should decrease mortality in smokers by about 5 percent or more."  The research was supported by the U.S. Department of Energy Low-Dose Radiation Research Program and the NIH.  —Susan Conova                 Temos que lutar pela vida , acabar com tantas desgraças desnecessárias . 
    Agradeço a Atenção .  
   PS:Gostaria de receber uma confirmação do recebimento deste e-mail . 

Nota 
.....não recebi confirmação , só apareceu um
camburão da Polícia Federal na frente da minha casa .

FIM


Posts Relacionados
 
;