Os 10 Melhores Alimentos Naturais Para lhe Ajudar a Emagrecer

quinta-feira, 15 de março de 2012 |
Notícias Naturais

A descoberta de que a obesidade tem relação com doenças como a diabetes causou o boom da indústria de milhões de dólares de produtos para perda de peso. De dietas populares a suplementos e até acessórios de exercício, o cliente só tem de olhar ao redor para encontrar uma variedade de opções da moda para escolher. Isto sem sequer contar com os procedimentos médicos disponíveis para os muito obesos e aqueles que não perderam peso através do exercício, medicina, ou dieta.





Opções saudáveis

Em face de todos os caros programas de perda de peso, ainda é possível perder peso sem ter que recorrer a todas as dietas da moda, suplementos e medidas drásticas como a lipoaspiração que podem fazer mais mal do que bem a curto ou longo prazo. Felizmente, a obesidade abdominal pode ser facilmente perdida através de uma dieta adequada e exercícios físicos.

Em 2004, um estudo publicado no The New England Journal of Medicine revelou que a remoção de gordura subcutânea com lipoaspiração em 15 pacientes obesos não tiveram efeito sobre os níveis de açúcar no sangue, pressão arterial, a resposta à insulina e colesterol. No entanto, descobriu-se que a perda de peso através de dieta e exercício da saúde provocou mudanças positivas.

Além disso, a perda de gordura por morrer de fome também pode não ser a melhor idéia. A fome, ironicamente, induz o organismo a armazenar gordura porque
retarda o metabolismo. Se você estiver lendo sobre perda de peso, você deve ter se deparado com a idéia de uma dieta de baixas calorias. Dietas hipocalóricas são eficazes na perda de gordura abdominal, no entanto, uma vez que as pontadas de fome se tornam uma ocorrência regular, a dieta torna-se difícil de manter e na primeira oportunidade, pode-se voltar a comer de forma compulsiva.

Além disso, dietas com baixas calorias têm efeitos colaterais inconvenientes, tais como alterações de humor, memória fraca e queda de cabelo, apenas para citar alguns. Os sintomas pioram com o tempo e pode evoluir para doenças, indo totalmente contra a finalidade inicial que era melhorar a saúde.

Saber o que comer

Comer generosamente não significa comer de forma irresponsável. O importante a lembrar é comer alimentos naturais e ricos em nutrientes, bem como alimentos integrais que o corpo entende como usar corretamente. Abaixo estão alguns exemplos:


1. Maçãs - há sabedoria para o ditado "uma maçã por dia mantém o médico longe" (ditado inglês). Em um estudo brasileiro sobre peso, os indivíduos que ingeriram três maçãs por dia enquanto faziam dieta perderam mais peso do que aqueles que não o fizeram. Esta fruta contém pectina, um composto que é conhecido por inibir o câncer de cólon. As maçãs são cheias de nutrientes e são uma rica fonte de vitamina C, beta-caroteno, fibra dietética, fitoesteróis, flavonóides, antioxidantes, vitaminas e minerais.

2. Melancia - Em um estudo realizado pela Universidade de Kentucky se descobriu que a melancia causou um efeito significativo sobre a deposição de placas artériais porque alterou os lipídios do sangue e reduziu o risco de desenvolver a gordura abdominal. Os pesquisadores do estudo observaram animais da experiência que tinham um alto nível de colesterol induzido por dieta e a eles foram dadas um suplemento de suco de melancia, enquanto a outro grupo foi dado uma dieta típica com água. Oito semanas mais tarde, os animais que receberam suco de melancia apresentaram menor peso corporal do que aqueles que estavam apenas dado água. Verificou-se que não houve diminuição da massa muscular e que a perda de peso foi devido à perda de gordura abdominal.


3. Tomate - Um tomate grande contém cerca de apenas 33 calorias. Além disso, um estudo recente identificou um composto extraído especificamente a partir do fruto chamado 9-oxo octadecadienóico-(9-oxo-ODA), que influenciou a quantidade de lípidos no sangue. Segundo o Dr. Teruo Kawada, o líder do estudo, "encontrar um composto que ajuda na prevenção de doenças crônicas relacionadas à obesidade em alimentos é uma grande vantagem na luta contra essas doenças, e o tomate permite que as pessoas controlem o início da dislipidemia ao longo de sua dieta diária." Segundo a Wikipedia, dislipidemia é uma condição onde há lipídios demais no sangue. Isso normalmente é causado pela dieta e estilo de vida.

4. Bananas - Esta é uma fruta que você pode desfrutar como um lanche nutritivo, sem nunca se preocupar com o ganho de peso. Tal como as maçãs, a banana contém uma fibra chamada pectina que é conhecida por inibir o câncer de cólon. Ela também contém vitamina A, C, E, B6, bem como potássio, cálcio e magnésio. As bananas, dependendo do tamanho, contêm apenas entre 75 a 135 calorias.

5. Frutos do Mar - Frutos do mar, quando incluídos na dieta, podem resultar em uma cintura mais fina e uma saúde melhor. Para aqueles que apreciam excelente saúde e peso corporal ideal, comer frutos do mar regularmente pode até mesmo prevenir futuramente problemas de saúde e ganho de peso. Estudos têm demonstrado que o marisco contém gordura monoinsaturada (AGM). Os estudos mostraram também que ter uma dieta regular com alimentos que contenham gorduras monoinsaturadas podem evitar a gordura da barriga.

6. Cordeiro - Cordeiro contém vitamina B, zinco, proteínas e trytophan. Esta é certamente uma melhor opção de carne, e é uma fonte saudável de proteínas. Cordeiro contém ácido linoléico conjugado. De acordo com o Dr. James Howenstine, autor do livro "Guia do Médico de produtos de saúde natural que funcionam", baixos níveis de ácido linoléico conjugado no organismo pode levar à obesidade já que a gordura da dieta não pode ser usado como energia e é transferida para as células, resultando em gordura armazenamento.

7. Cereja Ácida (Ginja) - Em um estudo realizado pela Universidade de Michigan, descobriu-se que uma dieta contendo cerejas ácidas podem ajudar nos sintomas de doença cardíaca e síndrome metabólica. A síndrome metabólica é um termo usado para se referir a um grupo de sintomas que aumentam o risco de uma série de doenças cardíacas, diabetes e gordura da barriga. No estudo, os animais tiveram níveis reduzidos de colesterol e de um conteúdo de gordura de apenas 54 por cento em comparação com o grupo alimentado sem a cereja ácida, que ficou com 63 por cento de gordura na barriga. Cerejas ácidas foram também identificados como tendo propriedades anti-oxidantes.

8. Salsão - O salsão é um alimento com calorias negativas (gasta mais calorias para ser digerido do que ele fornece) contendo apenas oito calorias. Ele é rico em vitamina C, cálcio e é melhor apreciado cru. Tomar suco de salsão fresco antes de uma refeição pode até mesmo ajudá-lo a perder peso. Ele contém apigenina, um composto ativo que corta o risco de câncer de ovário. De acordo com a Dra. Sylvana Braga, nutróloga, reumatóloga, fisiatra e especialista em prática ortomolecular, o salsão tem ainda efeito virilizante e afrodisíaco ;).


9. Abacate - Esta fruta tem propriedades anti-bacterianas e anti-fúngicas. Ele contém lecitina de aminoácidos - o que ajuda na prevenção de sobrecarga do fígado - e auxilia a memória e ajuda equilíbrar o peso. Em um estudo descobriu-se que pessoas que ingeriram uma quantidade considerável de abacate mostraram uma clara melhoria na saúde. Ele equilibra os níveis de colesterol e previne ataques cardíacos e derrames.

10. Macarrão de algas -  macarrão de algas são uma boa alternativa para quem gosta de macarrão tradicional. Eles são feitos de algas e contêm apenas seis calorias. Eles são ricos em minerais e podem ser utilizados como qualquer macarrão normal.

É hora de repensar a teoria da dieta de baixa caloria e reconhecer que somente alimentos naturais podem nutrir o corpo corretamente e ajudá-lo a se reconstruir. Os alimentos realmente podem nos ajudar a alcançar uma boa saúde e a manter o peso adequado. Quando combinados com exercícios, eles podem nos ajudar a alcançar uma perda de peso sustentável, evitar a obesidade, prevenir uma série de outras doenças crônicas e aumentar os benefícios de saúde que melhoram diretamente a nossa qualidade de vida.

Fontes:
- Via Notícias Naturais
Natural News: The top 10 best foods for burning belly fat
Health Harvard: Abdominal fat and what to do about it
How Many Calories in a Banana?
Wikipedia: Dislipidemia
Science Daily: Tomatoes Found to Contain Nutrient Which Prevents Vascular Diseases

9 comentários:

Nádia Santos disse...

Adorei a matéria. Me foi muito proveitosa. Abraços

Sandra disse...

Adorei o seu blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado Agrega Pais, que é voltado para a Família e vai dos blogs de mães até blogs geeks, super diversificado, uma ótima forma de divulgar seu blog para este público específico.
http://www.agregapais.com.br/

Anônimo disse...

Esses evangélicos, como o Angelo dos Santos Monteiro, que escreveu acima, não têm o mínimo de pudor quanto a respeitar o espaço alheio. Ignoram os pedidos do dono do blog e as reclamações dos leitores, e continuam escrevendo comentarios religiosos e convites. Como já comentaram anteriormente, se for pra ficar longe destes evangélicos que certamente estarão ao lado de Jesus, eu quero ir para o fundo do inferno só pra ficar longe dessas pessoas que não têm o mínimo de respeito pelos outros!!!!

Anônimo disse...

Parabéns pela matéria. Tudo a ver com a nova ordem mundial.
É cada uma... ohhhhhh povo atrasado!

Anônimo disse...

Memorável discurso de Dr.Rath,apelando á população mundial

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=eY9p-ck2Gp0

Realit.com disse...

Muito bom o blog de vocês e muito interessan.Parabens.
http://www.anticonspiracionismo.blogspot.com.br/ vejam o meu blog para veem o que acham... flw

alline disse...

iii nao consiqui nada eu tenho 8 anos e tenho tarefa de alimentos naturais e industrianlizados e nao consigo fazer como sabe os noes de alimentos

Carlos de Cristo disse...

Achei interessante este estudo, vale a pena experimentar para ajudar a reduzir a gordura abdominal, da barriga, já que é muito difícil reduzir, mesmo para aqueles que já fazem exercícios físicos abdominais a anos, tem que ter a ajuda dos alimentos corretos para se obter o resultado esperado.

Lela disse...

Parabéns pela matéria, achei ótima, mas gostaria de saber onde encontro esse macarracão de algas? Tem algum supermercado que vende ou só com fornecedores?
Achei interessante e gostaria de experimentar!
Muito obrigada

Posts Relacionados
 
;