RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

PL-7311: Mais um projeto de lei ameaçando a liberdade de expressão na internet pode acabar com os blogs no Brasil

quinta-feira, 4 de novembro de 2010 |
proibição ao anonimato
Anonimato na Internet
poderá ser proibido

Havíamos publicado alguns meses atrás sobre o projeto de lei 7.131, que visava atribuir responsabilidade por comentários em blogs e fóruns ao seu dono e também obrigaria todos os blogs e sites afins a utilizarem o registro de domínio registro.br.

Eu sinceramente acreditava que ninguém poderia elaborar uma lei mais draconiana e autoritária, mas nossos "nobres" deputados se superaram. O projeto de lei PL-7311/2010, de autoria do Deputado Eduardo da Fonte, do PP de Pernambuco, pede proibição do anonimato na internet. Nossos caros legisladores realmente não tem idéia alguma do funcionamento e da praticidade de implementar uma lei deste tipo. Sem falar na censura prévia que esta lei iria de fato implementar. Muito curiosamente estas duas leis tem os mesmos números, apenas em ordem diferente.

Vamos aos detalhes desta afronta que é este projeto:

Vedação ao anonimato e identificação:

Esta lei obriga a todos os sites que tenham informações do autor e endereço completo, expondo-o(a) a retaliações do governo. Na lei se sugere que o endereço seria
utilizado para para o recebimento de correspondência, intimações ou notificações judiciais. Apesar da constituição federal já proibir o anonimato (você sabia disto?), implementar isto na internet seria difícil e inevitavelmente iria limitar o direito de expressão.

Comprovação das Informações e direito de resposta

A partir daí é que o texto desta lei começa a ficar "interessante". - Qualquer site, inclusive blog, que produza matéria própria, ou reproduza matéria de terceiros, terá que comprovar a veracidade da informação prestada, e assegurar o direito de resposta no próprio site/blog/etc. Isto quer dizer que o blogueiro terá que expor seu endereço, não só aos maníacos por controle do governo, mas também aos sequestradores e ladrões. Isto sozinho faria alguém pensar duas vezes antes de iniciar um blog.

Obrigatoriedade de registro de jornalista

Posso estar enganado, mas me parece que esta lei obriga a existência de um jornalista reposável pelo blog. No primeiro parágrafo do artigo 2o diz: "Os responsáveis pelos sítios da Internet referidos no caput deste artigo devem, obrigatoriamente, indicar nome e registro profissional dos jornalistas responsáveis pelas matérias." No segundo parágrafo diz "Aplica-se o disposto neste artigo aos sítios da Internet no Brasil que hospedem outros sítios da internet ou blogs.".

A lei no artigo 4o obriga cria o direito de resposta para qualquer um que tenha sido citado em um site ou blog, que deverá ser atendido em até 24hs! Quer dizer, o seu blog ficará mais parecido com um chat. por exemplo, se esta lei já estivesse em vigor, amanhá teríamos uma matéria do deputado neste blog, explicando porque esta lei é tão necessária.

Multa

Agora é que a coisa fica quente. "A infração a qualquer dispositivo desta Lei sujeita os responsáveis pelo sítio da Internet no Brasil à multa no mínimo de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e no máximo de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) para cada infração cometida". Na proposta de lei 7.131 a multa ia de 2.000 até 5.000, esta vai até 10x mais.

Justificação da Lei

A justificativa da lei começa louvando o benefício para a sociedade da internet e da enorme profusão de sites, que trás uma visão mais crítica, etc. Mas então argumenta que em uma rede não regulamentada, existem abusos e os responsáveis pelos sites não tem como serem contactados. Ele afirma então que com uma "medida bastante simples", obrigando a colocação do endereço completo para contato, trará a garantia básica de comunicação. Eu realmente estava correto quanto a obrigatoriedade de jornalista responsável. Na justicativa se diz: "Outra medida fundamental na relação entre as pessoas, intrínseca num país com liberdade de imprensa e que garanta a responsabilidade no agir e no transmitir de matérias jornalísticas, é a obrigatoriedade dos sítios que veiculem tais matérias de apresentar um jornalista responsável pelas matérias ou por todo o sítio". Será isto então uma grande mina de ouro para jornalistas, ou veremos a grande maioria dos blogs no Brasil sendo fechados, pois quem irá pagar um jornalista para o que para muitos é apenas um hobby?

Praticalidade

Como seria implementada esta lei na prática? Criando a obrigatoriedade de identificação, divulgação de endereço e existência de jornalista responsável, os blogueiros brasileiros seriam desencorajados a publicarem conteúdos em sites localizados em servidores brasileiros. Veríamos uma debandada geral para sites no exterior. Ao governo restaria apenas proibir o acesso a sites no exterior, onde não teriam controle. Veremos então uma escalada de controle, que nos tornaria iguais ou ainda piores que governos totalitários como a China ou Coréia do Norte.

Esta lei irá apenas desencorajar as pessoas a escreverem blogs, com medo de retaliações , principalmente pelo governo. Sabemos que uma vez que estas leis estejam em vigor, elas serão utilizadas contra aqueles que levantarem sua voz para expor os crimes praticados pelas autoridades.

Eu enviei um email ao deputado, solicitando esclarecimento sobre o andamento da lei, uma vez que no site da câmara mostra apenas que ela foi apensada à PL-5.403/2001 e publicada no dia 24 de mario deste ano no Diário da Câmara dos Deputados.

Vamos nos mobilizar pessoal!!! Se ficarmos imóveis, achando que não é nada, estes maníacos irão colocar mais e mais instrumentos de controle ao nosso redor, que quando percerbermos, será tarde demais e a internet estará já comprometida. A internet hoje é nosso último refúgio para encontrar a verdade. Mostre sua indignação ao deputado através de sua página ou diretamente por seu email: dep.eduardodafonte@camara.gov.br . Veja também o PL 7.131 e contate o outro deputado.

Update:

De acordo com este requerimento, de 15 de março de 2011, do Deputado Efraim Filho, ele pede para que o projeto de lei seja posto na ordem do dia o mais rápido possível. Abaixo você o texto completo:

Senhor Presidente,
Requeiro, nos termos do art. 114, inciso XIV do Regimento Interno, que o Projeto de Lei nº 7311, de 2010, de autoria do Deputado Eduardo da Fonte (PP/PE), que dispõe sobre os sítios da internet no Brasil, vedando seu anonimato, seja incluída, o mais brevemente possível na Ordem do Dia do Plenário da Câmara dos Deputados.


Fontes:
Via: Blog Saku Xeio: Mais uma ameaça à liberdade de expressão na internet
Página Dep.Eduardo Da Fonte
Proposição: PL-7311/2010

9 comentários:

Anônimo disse...

Essa lei é ridícula. Eles somente irão controlar os newbies.

Satrunino disse...

A situação que o PT quer é a mesma do Irã e da China.
É verdade que nunca vão conseguir acabar com a oposiçào na internet, mas quantas pessoas têm o conhecimento necessário para esconder um endereço IP ou criar um email anônimo?
Essa gente já fuçou nas declarações de imposto de renda dos oponentes agora mesmo ! Nào são confiáveis, não têm valores, são totalmente ditatoriais.

Fada San disse...

Creio que o fim da obrigatoriedade de diploma de jornalista para a o exercício da profissão também se aplica aos blogs e sites.
Acho esse projeto de lei um absurdo e vamos nos mobilizar!!! Grata por nos informar.

Manindoubt disse...

Oie...olá! Boa noite! Agradeço pela notícia. Achei um absurdo também! Nós da Resistência temos que agir! Concordo com você, logo a net que é a última cartad nossa contra a NOM.

Anônimo disse...

poderia rolar uma açao aqui :
https://secure.avaaz.org/po/report_back_2/

Kinha disse...

Colocar nome completo e endereço na página? Isso não ia ajudar a receber correspondências não, isso ia fazer aparecer milhares de pessoas na porta de cada blogueiro e prejudicar a segurança de todos eles. Bota aí um aumento do índice de sequestro e homicídio, porque é isso que vai acontecer. Não vivemos num lugar pacífico, sem violência e crimes, lembram?!

Paula Vieira disse...

Satrunino, cuidado para não falar besteira. Você pode até acreditar que o PT tenha tomado alguma atitude antidemocrática em outro momento, mas a PL em discussão, conforme bem informou o autor do texto, é de um deputado do PP, e não do PT. Seja mais coerente diante das informações que recebe, ou não será levado a sério.

Parabéns pelo texto, e pelo ato de se informar. Todos deveriam seguir o exemplo.

Anônimo disse...

Bem, ao primeiro que comentou, até onde eu vi nem foi o PT que fez essa lei, e esse negócio de "querem acabar com a oposição na internet" faça-me o favor de pensar no que se escreve.

Anônimo disse...

Existe um outro aspecto a considerar sobre a obrigatoriedade da presença do jornalista atingir de forma devastadora a liberdade de informação na rede. E como se daria isso? Sabemos que a informação e notícias sempre foram controladas pela grandes corporações controladoras e detentoras de conteúdo de notícias e entretenimento, que por sua vez obtém suas receitas de outras corporações, de bancos e de governos (que inclusive lhes franqueiam as concessões para existirem enquanto pessoa jurídica), que por sua vez estão submetidas à elite global . Ora, jornalistas são profissionais que necessitam destas empresas para obter colocação profissional, e exceto raríssimas exceções, ninguém faria quatro ou cinco anos de faculdade para formar-se jornalista apenas com pretensões de hobby como, por exemplo escrever um blog ou site alternativo. Logicamente o jornalista desejará trabalhar em jornal, revista, rádio ou emissora de TV, de preferência de grande projeção. E aí e que está o “xis” da questão: Qual será o jornalista formado, principalmente se tiver um bom emprego em veículo de mídia conceituado, que se arriscará em ir contra os interesses do sistema e elite global, podendo ser, de um momento para outro, descartado e desprezado pelo mercado do qual necessita para sobreviver? Em síntese, a verdade é que assim como a elite global controla a grande mídia, a grande mídia controla os jornalistas e repórteres “conceituados”, sendo que os demais, movidos por ideais altruístas, seriam relegados ao ostracismo profissional e às pressões de toda sorte (ou azar), inclusive a pilhas de processos judiciais milionários, o que inviabilizaria qualquer chance de empreitada neste sentido. Restaria à resistência aos promotores da política de controle da elite global a rebeldia à ordem instituída por estes. E essa resultante realidade já podemos ver na política chinesa de controle de informação, a qual infelizmente, cedo ou tarde, será superada por outro sistema de controle ainda mais eficiente e mais perverso, desta vez de amplitude mundial.

Um abraço fraternal a todos
Ass. Maurício de Freitas

Posts Relacionados
 
;