RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

[VIDEO] Bomba: Diário Digital de Portugal: Gripe A(H1N1): OMS e farmacêuticas acusadas de alarmismo

terça-feira, 30 de março de 2010 |
A Organização Mundial de Saúde (OMS) e os laboratórios farmacêuticos foram hoje alvo de críticas de alarmismo sobre os riscos da gripe A (H1N1) durante uma audiência na Assembléia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE).

Os peritos que aconselham a OMS e vários governos, tal como os meios de comunicação, também foram duramente criticados pelos participantes da audiência da APCE, que prepara um documento sobre a gestão da epidemia de gripe A.

"Houve uma manipulação e uma encenação por parte da OMS", acusou a eurodeputada ecologista francesa Michèle Rivais, que disse que a gripe A foi "a crônica de uma pandemia anunciada sob a qual se esconderam interesses econômicos da indústria farmacêutica".


Rivasi lembrou que os laboratórios farmacêuticos impuseram aos governos preços pelas vacinas da gripe A dez vezes superiores aos das vacinas normais, avisando que, se vingar a proposta da OMS de fazer depender o seu financiamento da venda de vacinas, " não haverá só uma pandemia anual, mas umas vinte".

A ministra polaca da Saúde, Ewa Kopacz, sublinhou que os governos "não devem ser reféns dos laboratórios", explicando que a Polónia decidiu recusar encomendas de vacinas contra a pandemia por causa das condições impostas pela indústria, que pareceram "pelo menos duvidosas".

Kopacz referiu que os laboratórios recusaram assumir responsabilidade por quaisquer efeitos nefastos das vacinas.

A ministra da polonia frisou que não só se registaram menos mortes por causa do vírus H1N1 do que por causa da gripe sazonal, como os países que não fizeram campanhas de vacinação não tiveram mortalidade maior.

Assim, pediu à OMS que retire o nível de alerta pandémico 6, em vigor para a gripe A, que provocou 16 mil mortos em todo o mundo, advertindo que, se o alerta se mantiver, a OMS perderá credibilidade e não conseguirá suscitar a reação necessária quando houver uma ameaça real para a saúde mundial.


Fontes:
Diario Digital: Gripe A(H1N1): OMS e farmacêuticas acusadas de alarmismo
RTP: OMS e farmacêuticas acusadas de alarmismo em relação a pandemia
Conselho da Europa: Swine Flu: 'the next time someone cries wolf on a pandemic, it will not be taken seriously'

4 comentários:

Anônimo disse...

ISSO TAH CHEIRANDO, ESQUEMA DE ENRIQUECIMENTO DOS LABORÁTORIOS, SENDO QUE JÁ ASSISTI UM DOCUMENTÁRIO AUSTRALIANO FALANDO DO PERIGO DE SE TOMAR VACINAS, SENDO QUE AS TAIS NÃO PREVINEM DOENÇAS MAS ESTIMULAM A VUNERABILIDADE PARA COM O SISTEMA IMUNOLÓGICO BAIXANDO AS DEFESAS!!!!

Anônimo disse...

um aviao com o presidente e sua comiçao e sua esposa caio (a Polonia e contra a vacinaçao) eu assisti hoje na tv 10-04-2010 que o aviao caio e mato todos a bordo.

Anônimo disse...

qrigre tambem em conselho europeu falsa epedemia

ana disse...

Tudo isto é tão ridículo! Se alguém quisesse exterminar parte da humanidade jogaria veneno na água ou no ar. Bastaria explodir uma bomba nas penitenciárias, que já reduziria sobremaneira a população.
Veja como tudo é tão podre. Não se sabe o motivo de uma morte e divulga-se:

http://www.anovaordemmundial.com/2010/04/video-bebe-e-internado-apos-tomar.html

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia182/2010/03/31/brasil,i=183046/CRIANCA+DE+1+ANO+E+8+MESES+FOI+IMUNIZADA+CONTRA+O+VIRUS+A+E+PASSOU+MAL+NO+DIA+SEGUINTE.shtml
...

“O paciente tomou, no dia 25 de março, vacinas contra paralisia infantil, tríplice bacteriana e antipneumocócica 10-valente, além de ter sido imunizado contra o vírus A (H1N1). Portanto, não é possível afirmar que o problema tenha sido causado pela vacina contra a influenza A sem uma investigação minuciosa”, explicou a nota. E informou ainda que o paciente já foi submetido a diversos exames, como tomografia e ressonância magnética, mas que nenhuma alteração foi observada.

Posts Relacionados
 
;