Tratado de Lisboa nas Mãos do Presidente Da República Tcheca

quinta-feira, 8 de outubro de 2009 |
Blog A Nova Ordem Mundial

Infelizmente os Irlandeses caíram no conto do vigário e disseram "sim" ao Tratado de Lisboa na semana passada. Como havíamos dito no post anterior, com este resultado ficaríamos nas mãos do Presidente da República Tcheca, Václav Klaus, pois será o último líder a assinar o tratado, que segundo seus críticos, irá enfraquecer a soberania dos países membros.

Com o presidente da Polônia assinando o tratado, o que deve acontecer em uma cerimônia neste sábado, Václav será o único capaz de impedir este super-estado de ser criado, cujo destino é ainda mais sombrio vista a possibilidade do criminoso de guerra Tony Blair se tornar o primeiro presidente da UE, cargo a ser criado com o tratado.

Václav, que havia se utilizado de várias artimanhas técnicas e políticas para adiar a assinatura até o momento, agora impôs um novo obstáculo: que seja adicionada uma nota de rodapé de duas linhas à Carta Européia dos Direitos Fundamentais. Ele também quer que esta nota de rodapé seja adotada pelo Conselho Europeu, o grupo de de Chefes de Estado e Primeiros-Ministros da UE. Não foi dado mais detalhes sobre o conteúdo que teria esta nota.

Outro imposição de Václav é que ele assinará o Tratado de Lisboa apenas depois que a Corte Constituicional Tcheca rejeitar uma ação legal impetrada por senadores. Claro, isto se a corte rejeitar.

Enquanto isto, iniciam as repercussões das exigências de Václav. O ministro de Exteriores da França, Bernard Kouchner, disse que a União Europeia não vai mudar o tratado de reforma geral de Lisboa.

Kouchner também acusou Klaus de "inventar dificuldades" para a adesão ao tratado, que concederia ao bloco a presidência não rotativa e poder de decisão aos ministros de Exterior dos países membros. "Não vamos mudar o Tratado de Lisboa, ele foi aprovado pelo Parlamento e pelo Senado da República Checa nos termos atuais que todos os outros 27 países (da União Europeia) aceitaram", disse o ministro francês.

"Não tenho dúvidas de que o presidente Klaus vai inventar ainda mais dificuldades, mas acho que o povo checo aceita o que seus representantes votaram, para o que eles disseram sim sem que qualquer palavra fosse mudada, e que isso o influenciará para que o documento finalmente entre em vigor", finalizou.

O Partido Conservador, que pelo menos em teoria é contra o Tratado de Lisboa, vê a possibilidade um adiamento até depois das próximas eleições no início do ano que vêm, para que possa fazer um referendo popular, que não aconteceu aqui na Inglaterra. Ano passado o Líder do Partido Conservador (os tories), David Cameron, escreveu para Václav para dizer

O tratado precisa ser assinado por todos os seus 27 membros, e a partir da semana que vem a República Tcheca será o único país que ainda não assinou.

Além de querer impedir a formação deste super-estado, Václav, como eu, é também um cético do Aquecimento Global Antropogênico. Suas idéias, que a mídia corporativa chama de não-convencional, foram publicadas em um livro chamado "Um Planeta Azul, Não Verde: O que Está em Perigo, o Clima ou a Liberdade?".

Virei fã do Václav!!!!

Fontes:
BBC: Czech president's new treaty snag
Times On-Line: Tory referendum hopes boosted as Vaclav Klaus, Czech President, tries new EU delay

Blog: Tratado de Lisboa

5 comentários:

Rafael disse...

Gostei das posições do presidente da Repúbilca Tcheca, mas apesar disso ele provavelmente irá assinar o Tratado de Lisboa, talvez, não por livre e espontânea vontade e, sim pela mesma maneira com que a qual a Irlanda o aprovou. Com ameaças e "marolinhas". Força presidente!

Anônimo disse...

|Fora te tópico|

Secret Mysteries Of America's Beginnings, Secrets of the Dollar Bill

http://video.google.com/videoplay?docid=-5475768478934201793&ei=cwTMSqK3BafEqgKzxv3dDg&q=Nicholas+Roerich+Shambala#

Anônimo disse...

Este blog trata de assuntos sem fundamentos e baseados em provas superficiais e provocativas, o quê pode ser uma ameaça para os membros do governo.

Anônimo disse...

Vai aontecer o mesmo que aconteceu, com a Irlanda, como diz... infelizmente! O povo europeu, pensa que só tem a ganhar com uma Europa Unida, EUE. Penso que isso é uma mentira... estão todos alienados, ou seja, uma constituição europeia, que não foi divulgada e explicada, irá ser ratificada sem sufrágio Universal, só pode conter leis, que não sejam a favor das maiorias. Mas neste momento as pessoas querem a vida material assegurada, como acontecu com a Irlanda, mas pelo menos lá puderam votar, claro que dá a sensção, que a crise rebentou exactamente para isso. Foram os mais prejudicados, o que mostra bem, que foram coagidos, talvez ameaçados indirectamente, a votar sim. Os europeus, nem imaginam o que os espera a breve prazo... Vamos perder Direitos Fundamentais, que alcançamos através do tempo.

Mandrake disse...

Temos de unir forças e sair para a rua!

bluepillredpillyouchoose.blogspot.com ;)

Posts Relacionados
 
;