RSS do Blog Anti-NOMBlog Anti-NOM no Google Mais Twitter do Blog Anti-NOM Facebook do Blog Anti-NOM

Glutamato Monossódico (GMS): O Sabor Que Mata

sexta-feira, 30 de outubro de 2009 |



Glutamato Monossódico (GMS): É este o assassino que se esconde em nossos armários de cozinha?




Dr. Mercola

Um silencioso e difundido assassino que é pior à sua saúde que álcool, nicotina e muitas outras drogas está provavelmente escondido em seu armário de cozinha neste exato momento. [1]. "Ele" é o glutamato monossódico ou GMS (MSG, Monossodium Glutamate do nome original em inglês), um realçador de sabor que é conhecido amplamente como um aditivo na comida chinesa, mas que na verdade é adicionado a milhares de alimentos que você e sua família regularmente comem, especialmente se você é como a maior parte dos norte-americanos e come a maioria de sua comida como alimento processado ou em restaurantes.

Glutamato monossódico é um dos piores aditivos alimentares no mercado e é usado em sopas enlatadas, biscoitos, carnes, saladas, refeições congeladas e muito mais. É encontrado em restaurantes e supermercados locais, na lanchonete da escola das crianças, e incrivelmente, mesmo na comida de bebê e em fórmulas infantis.

O GMS é mais do que somente um tempero como o sal e pimenta, ele realça o sabor dos alimentos, fazendo o gosto de carnes processadas e refeições congeladas ficar melhor e cheirar melhor, as saladas ficarem mais saborosas e comidas enlatadas com gosto menos metálico.

Enquanto os benefícios do GMS à indústria de alimentos está bem clara, este aditivo alimentar pode estar lentamente e silenciosamente fazendo grandes danos para sua saúde.


O que exatamente é o Glutamato Monossódico?

Você pode lembrar quando o pó de GMS chamado "Accent" primeiramente veio aos mercados norte-americanos. Bem foi há muitas décadas anterior a este, em 1908, que o glutamato foi inventado. O inventor foi Kikunae Ikeda, um japonês que identificou a substância natural que incrementava o sabor, provinda da alga marinha.

Tomando como base esta substância, eles foram capazes de criar um aditivo criado pelo homem, o glutamato monossódico, e ele e seu parceiro criaram a Ajinomoto, que é hoje o maior produtor deste produto (e, interessante, também um produtor de remédios).
Quimicamente falando, o GMS é aproximadamente 78% de ácido glutâmico livre, 21% de sódio, e até 1% composto de contaminantes. [3].

É uma ideia errada que o glutamato monossódico é um condimento ou um amaciador de carne. Na realidade, ele tem um sabor fraco, além do que, quando você ingere GMS, você pensa que o alimento que está comendo tem mais proteína e tem um melhor sabor. Ele faz isso enganando sua língua, usando um pouco conhecido quinto estado de sabor: umami.

Umami é o gosto do glutamato, que é um saboroso gosto encontrado em muitas comidas japonesas, bacon e também no aditivo alimentar tóxico glutamato monossódico. É por causa do umami que o alimento com GMS tem sabor mais forte, robusto, e geralmente melhor, para muitas pessoas, do que o alimento sem ele.

O ingrediente não se tornou amplamente divulgado nos Estados Unidos até a Segunda Guerra Mundial, quando os militares americanos perceberam que a ração dos soldados japoneses era muito mais saborosa que as versões americanas por causa do GMS.

Em 1959, a FDA (Food and Drug Administration, ou Agência Norte-Americana de Controle de Alimentos e Medicamentos), classificou o glutamato monossódico como "ordinariamente conhecido como seguro (Generally Recognized as Safe ou GRAS)" e assim se manteve desde então. Ainda assim foi um sinal de alerta quando apenas 10 anos depois uma condição conhecida como a "Síndrome do restaurante chinês" apareceu na literatura médica, descrevendo os numerosos efeitos colaterais, desde falta de sensação, até palpitações cardíacas que a pessoas experienciavam depois de comer glutamato.

Hoje esta síndrome é mais apropriadamente chamada "complexo dos sintomas do GMS" (termo original do inglês: MSG Symptom Complex), que a FDA identifica como "reações de curto-prazo" do glutamato. Mais destas "reações" ainda virão à tona.

Por que Glutamato Monossódico é tão perigoso

Uma das melhores visões gerais dos reais perigos do glutamato vem do Doutor Russell Blaylock, um neurocirurgião "board certified" (que tem anos de treinamento e entendimentos da diagnose, tratamento e prevenção de enfermidades) e autor do "Excitotoxinas: o Sabor que Mata". Nele ele explica que o glutamato é uma excito-toxina, o que significa que ele superexcita suas células ao ponto de ser perigoso ou mortal, causando danos em vários graus - e potencialmente mesmo acionar ou piorar disfunções de aprendizado, Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson, Mal de Lou Gehrig, e mais.

Parte do problema também é que o ácido glutâmico livre é o mesmo neurotransmissor que o seu cérebro, sistema nervoso, pâncreas e outros órgãos usam para iniciar certos processos em seu corpo. [4]. Até a FDA afirma:

"Estudos tem mostrado que o corpo usa glutamato, um aminoácido, como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro e que há também tecidos que respondem ao glutamato em outras partes do corpo. As anomalias no funcionamento dos receptores de glutamato tem sido conectadas com certas enfermidades neurológicas, como o Mal de Alzheimer e a doença de Huntington (distúrbio caracterizado por movimentos musculares anormais espontâneos e irregulares). Injeções de glutamato em animais de laboratório resultaram em danos às células nervais do cérebro." [5]

Embora a FDA continua a alegar que consumir glutamato monossódico nos alimentos não causa estes efeitos danosos, muitos outros especialistas dizem o contrário.
De acordo com Dr. Blaylock, numerosos receptores glutâmicos tem sido encontrados tanto no sistema de condução elétrica do coração quanto no músculo do coração em si. Isto pode ser bem danoso para seu coração, e pode mesmo explicar as mortes inesperada às vezes vista entre atletas jovens.

Ele diz: "Quando um excesso de excito-toxinas de origem alimentar, como o GMS, proteína hidrolisada de soja e concentrada, caseinato de sódio e aspartato do aspartame, são consumidas, estes receptores glutâmicos são super-estimulados, produzindo arritmia cardíaca. Quando o estoque de magnésio está baixo, como vemos em atletas, os receptores glutâmicos são muito sensíveis e mesmo níveis pequenos destas excito-toxinas podem resultar em arritmias cardíacas e morte". [6]

Muitos outros efeitos adversos tem sido relacionados ao consumo regular de GMS, incluindo:

* Obesidade
* Danos oculares
* Cefaleia (dor de cabeça)
* Fadiga e Desorientação
* Depressão

Além do mais, mesmo a FDA admite que as "reações de curto-prazo" conhecidas como complexo dos sintomas do GMS (MSG Symptom Complex) podem ocorrer em certos grupos de pessoas, especialmente os que ingeriram "altas doses" de glutamato monossódico ou aqueles que tem asma. [7]

De acordo com a FDA, O complexo de sintomas do GMS pode envolver sintomas como:

* Perda de sensibilidade sensibilidade
* Sensação de queimadura
* Formigamento
* Pressão facial ou sensação de sufocamento
* Dor no peito ou dificuldade respiratória
* Cefaleia
* Náusea
* Palpitação cardíaca
* Sonolência
* Fraqueza

Ninguém sabe informar com certeza quantas pessoas podem ser "sensíveis" ao GMS, mas estudos dos anos 70 sugerem que 25 a 30% da população norte-americana era intolerante ao Glutamato - em níveis então encontrados em alimentos. Desde que o uso do Glutamato expandiu dramaticamente deste aquele período, é estimado que até 40% da população pode ser impactada. [8]

Como saber se o Glutamato Monossódico está em sua comida

Os produtores de alimentos não são estúpidos, e eles são cautelosos do fato que as pessoas como você procuram evitar comer este tipo de aditivo alimentar asqueroso. Como resultado, você acha que eles respondem removendo o glutamato de seus produtos? Bem, poucos tem feito, mas a maioria deles só tentaram "limpar" suas embalagens. Em outras palavras, eles tentam esconder o fato que o GMS é um ingrediente.

Como eles fazem isso? Usando nomes que você nunca poderia associar com o produto.
É requerido pela FDA que os produtores de alimentos listem o ingrediente "glutamato monossódico" nas embalagens dos alimentos, mas eles não tem que listar os ingredientes que contém ácido glutâmico livre, mesmo se ele é o principal componente do GMS.

Há mais de 40 ingredientes que contém ácido glutâmico [9], mas você nunca sabe se eles só são nomes isolados. Além disso, em alguns alimentos o ácido glutâmico é formado durante o processamento, e novamente, as embalagens dos alimentos não lhe informam isso.

Dicas para evitar o Glutamato Monossódico de sua alimentação

Em geral, se um alimento é processado você pode supor que ele contém glutamato (ou um de seus pseudo-ingredientes). Então, se você aderiu a uma alimentação de alimentos frescos, você pode bem garantir que você está evitando esta toxina.

O outro local onde você terá que tomar cuidado são os restaurantes. Você pode perguntar que itens do menu são livres de glutamato, e pedir que nenhum glutamato seja adicionado em sua refeição, mas claro que o único local onde você pode ter certeza absoluta do que é adicionado ou não é a sua própria cozinha.

Para realmente se garantir, você deve saber com que ingredientes tomar precaução em alimentos empacotados. Aqui está uma lista de ingredientes que SEMPRE contém glutamato monossódico: (nem todos foram traduzidos por não existir correlato ao português, segue abaixo os nomes originais como constam no artigo): Autolyzed Yeast (Extrato de levedura), Calcium Caseinate (Caseinato de calcio), Gelatin (Gelatina), Glutamate/Glutamic Acid (Ácido glutâmico), Hydrolyzed Protein, Monopotassium Glutamate ( Glutamato monopotássico), Monosodium Glutamate (Glutamato monossódico), Sodium Caseinate (Caseinato de sódio),Textured Protein, Yeast Extract (Extrato de levedura), Yeast Nutrient

Estes ingredientes frequentemente contém glutamato ou criam este durante o processamento: [10] (não foram traduzidos os termos abaixos, por isso fica listado integralmente os originais em inglês): Flavors and Flavorings (Condimentos), Seasonings (Temperos), Natural Flavors and Flavorings, Natural Pork Flavoring, Natural Beef Flavoring, Natural Chicken Flavoring, Soy Sauce, Sopy Protein Isolate, Soy Protein, Bouillon, Stock, Broth, Malt Extract, Malt Flavoring, Barley Malt, Why Protein,Carrageenan, Maltodextrin, Pectin, Enzymes, Protease, Corn Starch, Citric Acid, Powdered Milk, Anything Protein Fortified, Anything Enzyme Modified, Anything Ultra-Pasteurized

Se você come alimentos processados, por favor lembre-se de verificar estes nomes ocultos do glutamato.

Escolhendo ser Livre dos Glutamatos

Tomar a decisão de evitar GMS em sua alimentação é mais que possível uma escolha sábia para todos ao seu redor. Reconhecidamente, toma mais tempo planejando na cozinha e preparando comida em casa, usando ingredientes frescos e cultivados localmente. Mas saber que sua comida é pura e livre de aditivos tóxicos como o glutamato é algo inestimável.
Além disso, escolher seu alimento lhe trará ultimamente um melhor sabor e valores mais saudáveis que qualquer comida processada com glutamato que você pode comprar no supermercado.

Nota do tradutor: O texto é escrito utilizando o contexto dos Estados Unidos, nem por isso ele não deixa de ser válido no Brasil ou em outro país que seja. No país, o glutamato é encontrado em salgados como batata-frita com sabor de cebola, embutidos como salames, também na mortadela, presunto, frios em geral, no molho de soja (algumas marcas aparentemente não colocam este ingrediente) e em muitos produtos japoneses. Ler o rótulo das embalagens é um bom começo para evitar o consumo desta substância. O equivalente maléfico doce do glutamato é o aspartame, encontrado em produtos diet, light, e similares. Grandes empresas usam GMS, leia a lista de ingredientes, e zele pelo seu bem-estar. O melhor protesto é não comprar produtos de quem não tem se preocupa com a sua saúde. Em português http://www.vidaintegral.com.br/noticias.php?noticiaid=948

Fontes e Referências:
- Notícias Naturais: Glutamato Monossódico (GMS): O Sabor Que Mata
-Blog Mercola: MSG: Is This Silent Killer Lurking in Your Kitchen Cabinets?

[1] Mercola.com “The Shocking Dangers of MSG You Don’t Know,” video Part 1
[2][3][9][10] Price-Pottenger Nutrition Foundation, Samuels, Jack “MSG Dangers and Deceptions”
[4] MSGTruth.org “What Exactly is MSG?”
[5] U.S. Food and Drug Administration “FDA and Monosodium Glutamate (MSG)” August 31, 1995
[6] eMediaWire “Athlete Alert: Renowned Neurosurgeon Identifies Aspartame & MSG in Sudden Cardiac Death” April 15, 2005
[7] FDA Consumer Magazine “MSG: A Common Flavor Enhancer” January-February 2003
[8] TruthinLabeling.org “This is What the Data Say About Monosodium Glutamate Toxicity and Human Adverse Reactions”

Vou acrescentar um outro artigo sobre o assunto da Tutto Natural:


MALEFÍCIOS DE ADITIVOS QUÍMICOS E GLUTAMATO MONOSSÓDICO

Acreditando na promessa comercial de tornar o café da manhã uma refeição muito mais saudável, muitas pessoas não dispensam um iogurte logo pela manha. Mas, junto com o alimento lácteo e o açúcar, o consumidor acaba ingerindo emulsificante, aromatizante, acidulante, conservante e corante que, em excesso, podem causar alergias e disfunções digestivas e metabólicas.

À tarde, biscoitos recheados muitas vezes funcionam como quebra galho para a fome fora de hora ou o lanche que vai na lancheira do filho para a escola. Com “aroma natural” de chocolate, morango, ou baunilha, o danado engana a fme – mas não alimenta! Carregado de açúcar, esses biscoitos ainda tem fartura saturada e aditivado para dar cor, cheiro, textura…tão ruim quanto eles são os macarrões instantâneos – um perigo para quem tem hipertensão, pela quantidade de sal que colocam. São 58% do valor diário recomendado por porção.

Nesse tipo de macarrão e em vários snacks, como biscoitos salgados e os salgadinhos, também entram na fórmula o GLUTAMATO MONOSSÓDICO (MSG), pois seu sabor estimula a vontade de comer mais. Não é a toa que quando se abre um pacote de salgadinho, normalmente a pessoa não sossega até devorar o último do pacote.

Nutricionista funcional, personal diet e diretora da Clínica Nutrição Multidisciplinar que leva seu nome, Luciana Harfenist, explica como funciona o MSG: “ Ele estimula receptores da língua produzindo um gosto que se conhece com o nome de umami – em japonês significa saboroso ou delicioso – e que interfere na percepção do paladar”.

Segundo a especialista, crianças que consomem muitos alimentos com MSG normalmente repelem alimentos naturais. “O agravante é que está em quase todo alimento industrializado, incluindo biscoitos, doces, tortas”.

E o perigo não para aí: cerca de 70% do MGS é composto de ácido glutâmico, aminoácido que tem função excitatória nas nossas células, o que poderia levar a danos no cérebro. “O glutamato monossódico ainda pode aumentar a dor de cabeça e sensibilidade muscular na região do craniofacial”, afirma Luciana, ressaltando que o consumo esporádico não trará danos a saúde, mas sim o consumo diário. Para os amantes da culinária japonesa, uma boa nova: está disponível no mercado versões de shoyu com fermentação natural e sem glutamato monossódico.

PERIGO PARA OS PEQUENOS

Algumas pesquisas confirmar a relação entre esse realçador de sabor e a hipertensão infantil e a enxaqueca. Outras apontam que o corpo utiliza o glutamato como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro – e seu consumo está sendo associado a dificuldades de aprendizado, Mal de Alzheimer, Parkinson e câncer. Claro que o fabricante nega. E diz que tudo depende da dose de consumo…Acontece que o consumo de alimentos industrializados cresceu com o aumento de poder de compra do brasileiro.

OK, a criança comeu algo saudável e tem direito a uma bala ou pirulito de premio, certo? Pois as guloseimas em geral tem acidulante, aromatizante e corantes artificiais. Estes últimos podem causar alergias e, a longo prazo, danos digestivos, metabólicos e até neurológicos. Melhor oferecer um prêmio de verdade, como um creme de abacate com raspas de chocolate, mousse de caqui ou morangos geladinhos.

Para os adultos, o melhor mesmo é correr para as feiras de hortifrutis para garantir, assim, uma alimentação realmente nutritiva.

Leia mais:


Glutamato Monossódico (GMS) – Ligado a Ganho de Peso e Obesidade




Fonte:
Tutto Natural: Malefícios De Aditivos Químicos E Glutamato Monossódico

Comentário Blog:
Quando postei este artigo estava morando na europa, e lá era muito fácil para achar alimentos sem o MSG. Quando voltei ao Brasil fiquei estarrecido como todos os alimentos industrializados, praticamente sem exceção, contém esta substância. Entre os apresuntados, por exemplo, não consegui achar UM SEQUER no supermercado que não contivesse o MSG, um abuso, que passa desapercebido pela maioria das pessoas. Somente quando os consumidores abrirem os olhos e reclamarem para os supermercados solicitando produtos sem MSG é que teremos alguma chance de não sermos envenenados diariamente.


59 comentários:

Adriano Crivelli disse...

Aquilo que o FDA fala, todos nós sabemos que não se escreve, mas enfim, somos o que comemos, sendo assim, somos completamente responsáveis por tudo que nos aflinge, afinal, as escolhas são nossas.

Anônimo disse...

Nossa eu não sabia que isto fazia tão mal a saude eu ja senti todos os sintomas mas ainda não estou obeso,vou evitar o maximo possivel comer temperos e coisas industrializadas

Josimar disse...

Exelente texto, acontece o mesmo com aspartame e água fluoretada, eu sei disso e assim me tornei vegetariano, por minha saúde, pela vida e pelo planeta. Gostaria de ver aqui textos sobre esses outros dois vilões. Quanto mais pessoas informadas, mais nos fortalecemos contra os iluminatis.

Augusto J. Hoffmann disse...

Parabens pela iniciativa em nos esclarecer. Continue nos ajudando. A alienação deliberada provocada pelo poder econômico tem ceifado vidas. E ganham até com isso também. Outra "coisinha" intrigante é a bebidinha de todas as refeições, as colas. Não sei se já foi publicado algum artigo aqui, mas seria bem oportuno.

Olavo Abilio disse...

Parabéns por nos esclarecer com esse excelente artigo. Obrigado.

Anônimo disse...

Muito show, parabéns pela matéria.

marcioggnet disse...

O PODER E O DINHEIRO ESTÃO ACIMA DA ÉTICA, DA VIDA...

Anônimo disse...

Um detalhe importante é que O FDA e o Codex Alimentarius preconizam como seguros baseados em experimentos cientificos. Rebatem totalmente qualquer patologia causada por este elemento. Só não me perguntaram por que eu sofro de muitos destes males após ingerir produtos contendo isto e por que muitos pacientes tornam-se curados após depurar seu sangue e não ingerir mais este produto. KKKKK esses Órgão são uma VERGONHA MUNDIAL na mão do grupo Nazista de Bildeberg!!! Abraços Geraldo

Anônimo disse...

Uma vez eu pedi um missochiro (sopa de misso) num restaurante japonês e foi só terminar de comer que eu senti um calor subir à minha cabeça, palpitação, tontura e mal estar generalizado, fiquei apavorado mas lembrei que já tinha lido alguma coisa sobre o GMS e não deu outra, perguntei se usavam GMS na comida e confirmaram que sim. A partir desse dia sempre pergunto antes de comer. A rede de restaurantes CHINA IN BOX usa essa coisa. Sei que na Europa e nos EUA alguns restaurantes de comida oriental colocam uma tabuleta na porta: NÃO USAMOS GLUTAMATO MONOSSÓDICO.

Inês Melo disse...

consegui por mim mesma diagnosticar enxaquecas logo após as refeições, desde o lançamento de complementos com sal e alho, meu pai comprava sempre esse condimento, sempre q vinha almoçar c eles, tinha enxaqueca, como trabalho com culinária e sempre pesquisei os aditivos alimentares, deduzi logo q essa substância apesar e dar gosto aos pratos, não me deixava bem, hoje repasso sempre esses questionamentos em sala de aula.

Anônimo disse...

Excelente texto! Parabens! É um absurdo o que a indústria alimentícia tem colocado na comida, praticamente nos envenenando lentamente.

Anônimo disse...

eu nao imaginava que era um veneno. obrigada pelo esclarecimento.

Manindoubt disse...

Oi..olá!Tudo bem?Obrigado pela matéria,interessante!Assim como o aspartame, o flúor e outros mais tóxicos.Se for verdade q é obra dos Illuminatis esse tipo de atitude,q Deus tenha misericórdia deles!se quiserem ver outras boas,vejam essa por exemplo(desde o início né 1):
http://www.youtube.com/watch?v=-lhaNA7TqJo

Simone disse...

Boa tarde !!
Vi esse nome glutamato monossodico em um programa de tv(receitas) e como nao sabia o que era resolvi pesquisar ,pra saber como comprar,ainda bem ,pois depois de ler essa materia,nao vou comprar mai ,certamente ah temperos caseiros que deixao a nossa comidinha brasileira bem mais gostosa!!!
UM abraço atodos!

Anônimo disse...

isso é ridículo, pois o glutamato monossódico é totalmente solúvel em água, então se vc ingeri-lo vc vai ingerir ácido glutâmico e água, além do que o ácido glutâmico ocorre naturalmente nos alimentos em frutas(tomate), peixes, carnes, LEITE MATERNO(tem muito) e principalmente o queijo. Faz mal se for ingerido em excesso, como qualquer outra substância...
Ele pode até não ser um substituto do sal, mas compensaria, já que realça o sabor do alimento e tem menos sódio por grama que o sal de cozinha. para hipertensos existe o glutamato de potássio, mas não é muito utilizado...

Anônimo disse...

Mas que coisa, se formos a ver não podemos comer nada! Afinal até os legumes têm DDT, o ar é poluido e água só se for do garrafão...?!

Anônimo disse...

Jesus Cristo, poucas vezes vi tanta besteira em tão poucas palavras, tô achando que este é um site de humor.

WALTER disse...

OLHA SÓ O ABSURDO, O MAIOR PRODUTOR MUNDIAL DE GMS(AJINOMOTO-SAZON-MID) É TAMBÉM O MAIOR FABRICANTE DE DIVERSOS COMPONENENTES PARA REMÉDIOS QUE COMBATEM O EFEITO DO AB-USO DO GLUTAMATO MONOSSÓDICO....É SEMELHANTE À SITUAÇÃO DOS CARAS QUE PROVOCAM INCÊNDIOS E VENDEM EXTINTORES. VALHA-NOS DEUS, NOSSA SENHORA!!!!!!!

iris disse...

incrivel,mas foi Deus que guiou minha mão ao acessar esse artigo.Sempre tive uma saúde ótima e apesar da minha idade (69 anos) todos não me dão menos de 50.De uns tempos para cá passei a fazer uso desses produtos sem saber do mal que eles me faziam.Tonteira,zumbido,perda de memória,pele desidratada, e eu achando que era da idade.
Obrigada pelo alertaVou repassar para o maior número possivel de pessoas,e jogar no lixo pelo menos 200,00 de veneno que guardo no meu armário e na minha geladeira.
Que Deus os abencõe .

Anônimo disse...

Sou viciado em Ajinomoto

henriquedoretiro disse...

TENHO CERTEZA DE QUE A HUMANIDADE IRÁ EVOLUIR PARA O BEM FRATERNAL, DEIXANDO DE PRODUZIR MALES PARA SI MESMO E PARA OS DEMAIS. DIA VIRÁ EM QUE TODOS SE UNIRÃO PARA UM BEM COMUM, A RACIONALIZAÇÃO ENTRE TODOS OS POVOS, RETORNANDO AO NATURAL E ABANDONANDO TUDO O QUE É ARTIFICIAL, ENCONTRANDO COM ISSO O VERDADEIRO AMOR UNIVERSAL. GRANDE ABRAÇO A TODOS. HENRIQUE.

Ham Burger disse...

Mas vc não diz que era pada resistirw Então porqie parou o blog? Você não resistiu e deve estar comendo um belo hamgurger...huuuummmm

Renata Bravos disse...

Adorei a matéria. Minha saúde melhorou muito após eu ter aderido à dieta vegana (livre de qualquer componente de origem animal).
Há anos me livrei de gripes, indisposições e problemas no sistema digestivo, até então frequentes.
Porém ainda persisto com uma enxaqueca dolorosa e frequente. Estou fazendo inumeras pesquisas sobre o tema e, entre outros males, o aspartame e o GMS figuram entre os maiores responsáveis pela cefaléia.

José Ramos disse...

José Ramos

Acho muito interessante essas informações, portanto gostaria muito que os profissionais da saúde fizesse o abto de orientar seus pacientes sobre sua alimentação.
Um grande abraço a todos

Anônimo disse...

Eu sofri tanto ateh descobrir que eu passava mal ao comer alimentos com isso aii em restaurantes...
Ow meu Deus,qtas pessoas devem ter crises de enxaquecas terriveis como eu sem saber o porque.
Isso deveria ser falado mais,mas infelismente isso nao acontece.Obgd pela materia.

Clarice disse...

A Ana Maria Braga acabou de falar hoje 20/05 (receita de salgadinho de macarrão) que o glutamato faz mal, joguei no google e achei está reportagem, temos que ser informados da verdade.

Anônimo disse...

Olá carríssimo editor´,
as citações do neurologista estão corretas, porém algumas fora de contexto. Quero acreditar que você não fez de propósito.
O glutamato é um aminoácido presente em todas as células tanto animal como vegetal, mas nós mamíferos temos um diferencial, alguns nerônios se espicializaram e passarm a usá-lo como neurotransmissor excitatório.
Esse fato nostra que a alegação de sintomas depressivos está equivocada, e mesmo para outros sintomas é preciso ver todos ingredientes, pois 95% do glutamato ingerido é absorvido pelo intestino. O glutamato está envolvido na cognição, como aprendizagem e memória, portanto essencial para aquilo que chamamos de consciência.
O problema dos transtornos cognitivos, como no mal de Alzhelmer está nos receptores.
Ao contrário de vilão é graças a ele que podemos tratar esse e outros males.
Seja bem-vindo GLUTAMATO!

Anônimo disse...

eu vou dar um jeito nisso ''iluminatis''
nao se preocupem é so nos nos reunimos e lutar contra eles

[é só querermos nao deixem os iluminatis no poder]

Tico disse...

Tenho pensado nessas coisas todas por aí, mas... o que nós podemos comer, que já não esteja 'batizado'? Como bem disse nosso amigo Anonymous, acima, nem podemos lutar contra, porque "é so nos nos reunimos e lutar contra eles"? Ninguém se reúne, ninguém quer saber de nada a não ser ficar repisando os assuntos que não nos levam a nada. O ego do ser humano ainda é enorme. Se algo está para acontecer, VAI acontecer.

prado disse...

Prado.Gsm é tôxico cancerigeno induzi a obsidade diminui o metabolismo mata neurônios e vicia,no japão o governo tirou do mercado estava matando e engordando seu povo,pela pressão economica voltou com aquela frase de efeito usada no mundo não existe comprovação cientifica só que japoneses não usam mais,eles falam é veneno.Tire GMS da sua vida você terá saude e emagrecerá rápidamente.

André V. disse...

Engraçado alguns comentários acima dizendo que "glutamato é bom", "bem vindo GLUTAMATO", "nunca li tanta besteira"...

porque será que quem escreve esses comentários sempre escreve no anonimato?

tentativa de difamação? muito comum isso em blogs que tratam de coisas que não querem que você saiba (fale mal de tratamentos psiquiátricos e e odontológicos ou forneça tratamentos alternativos para cuidar dos dentes e da cabeça e certamente aparecerá um monte de "anonymous" tentando difamar, normalmente com argumentos chulos e infundados, ou pior com piadinhas preconceituosas)

tem um cara aí que disse que o GMS é um neurotransmissor e importante para aprendizado e memória.. blz isso concordo, mas uma coisa é o glutamato que o seu próprio corpo produz para funcionar (glutamato endógeno), outra coisa bem diferente é ingerir grandes quantidades dessa substância na alimentação (glutamato exógeno), ora o corpo também produz endorfinas para seu correto funcionamento, mas se começares a usar morfina por exemplo (análogo às endorfinas) isso não fará com que o seu corpo funcione melhor, pelo contrário, cetamente causar diversos problemas

essa sim foi a maior besteira que eu li, não é porque o seu corpo produz naturalmente que você pode sair por aí usando desenfreadamente,

por exemplo: o corpo também produz colesterol, ácido clorídrico (no suco gástrico), corticosteróides, testosterona, urina e merda ehauhioE e etc... tudo isso pra funcionar corretamente, nem por isso vai ficar usando essas coisas né!?

e outra coisa é ingerir o glutamato natural dos alimentos (doses baixas) outra coisa é somar essas doses baixas às doses altas próprias dos alimentos industrializados! faço aqui a analogia da cocaína, não há mal nenhum em mascar uma folha de coca (doses baixas de cocaína), mas usar a purificada cocaína já é outra história

o que pelo menos no meu ponto de vista, não é muito diferente de usar tóxicos

por fim termino dizendo o seguinte, não há ciência verdadeira no contexto do mundo capitalista, só o que há é interesses no lucro!

toda substância é dose dependente:
glutamato é um neurotransmissor se produzido pelo próprio cérebro, é um realçador de sabor quando passa pela sua língua e uma droga altamente tóxica e viciante quando em grandes quantidades no teu sangue!

Star Games Várzea disse...

Isso é lero lero, talvez este site não gosto da Marca Ajinomoto!!! O Glutamato Monossódico (MSG) é o sal sódico do ácido glutâmico, um aminoácido presente em todas as proteínas animais e vegetais.

De modo semelhante ao vinagre, molho de soja e iogurte, o MSG é produzido através de processos fermentativos de matérias primas de origem natural como são o melaço da cana de açúcar, açúcar de beterraba ou do amido obtido da tapioca ou de cereais.

Por exemplo, não existe diferença entre o glutamato livre encontrado naturalmente nos cogumelos, queijos e tomates e o glutamato livre proveniente do MSG, de proteínas hidrolisadas ou do molho de soja (shoyu) produzidos industrialmente. Além disso, glutamato é encontrado em abundância no leite materno humano, em níveis dez vezes superiores aos encontrados no leite de vaca. Como resultado, a criança em fase de amamentação consome grande quantidade de glutamato, por quilo corpóreo, do que em qualquer outra fase de toda sua vida.

O mau das pessoas é ler uma materia so e nunca mais pesquisar!!!!

Vigilante disse...

VENDIDOS...

Anônimo disse...

Ainda tenho muitas duvidas quanto ao consumo diário do glutamato, mas existem estudos que o defendem, como por exemplo, o artigo publicado ha um ano, "Glutamate. Its applications in food and contribution to health." dos pesquisadores: Jinap S, Hajeb P. Para escrever algo com tanto impacto na população, sugiro que procure fontes científicas, como no site do PUBMED do NCBI, uma fonte muito segura...
Att
Carolina

Anônimo disse...

PORRA eu aqui na frente do computador comendo salgadinho, sem nada pra fazer leio os ingredientes vejo um nome estranho, pesquiso no google e vejo a merda que estou comendo...
aa q se foda tb, é tão bom

Anônimo disse...

Caramba, estava assistindo TV e vi uma propaganda da SAZON que oferecia amostra grátis mediante cadastro no site, quando digitei SAZON, logo apareceu: Sazon faz mal à saude, coisa do tipo, e fui direcionado ao presente site, será que a popularidade do alto índice de procuras do GOOGLE não está sendo tendencioso, ou há realidade nos fatos? SINISTRO !!!

Anônimo disse...

Prezados Senhores, gostaria que dessem uma lida na Wikipédia, como é tratado "glutamato monossódico". Quem lê naquele local fica acreditando que tudo o que foi dito aqui é mentira. E é dali que a maioria dos usuários de internet tira suas informações. Portanto sugiro que alguém com conhecimento na área edite aquele texto, sob pena do "quem cala consente". E na hipótese de não ser aceita uma edição com as referências adequadas, isso será algo mais grave do que ingerir glutamato monossódico.

Anônimo disse...

Alguém aí em cima já disse tudo: tudo em excesso faz mal. Só que ao invés de reduzir (reduzir, não eliminar) o consumo de alimentos industrializados, alguns radicais passam a defender a dieta vegana!

Pelo amor de Deus, o próprio artigo mostra que a proteína texturizada tem o ácido glutâmico livre, a vem alguém dizer que é por isto que parou de comer carnes. Então vai encher o caneco de proteína texturizada de soja!

Eu como soja, gosto, mas como picanha, porco, frango, peixe, tudo. O que tento fazer é: comer mais peixe que outras carnes, evitar (não necessariamente eliminar) os tabletes de caldos prontos, comer mais em casa (sorte que moro perto do trabalho), enfim, comer de tudo um pouco é a melhor solução.

E quando falo que como de tudo, é de tudo mesmo. Fígado, jiló, dobradinha, viúva de carneiro, porquinho da índia, pratos vegetarianos. E gosto de tudo. Acabo de almoçar um bacalhau (dessalgado por 2 dias) com adição de (exatamente, e nada mais) pimentões, batata, cebola, tomate e... azeitona em conserva. Como as azeitonas são industrializadas, não pude colocar uma pitada de Ajinomoto, mas deixo pra outro prato.

atorina disse...

Após ler a matéria, surgiu-me uma dúvida cruel: ainda existe algum japonês vivo ou sadio na face da terra?

Socorro disse...

Mesmo sem causar o impacto de uma bomba atômica, o glutamato monossódico está fazendo o mesmo efeito na população mundial, suprindo a sua vital necessidade fisiológica - a fome - embora, de forma silenciosa!!!

Dr. João Alpalhão disse...

Caro Dr. Mercola e restantes leitores.
Não querendo colocar em questão a sua formação académica, mas devo-lhe solicitar que antes de colocar num blog deste género assunto tão importante e mesmo polémico assunto, deveria informar-se bem sobre o assunto! Eu sou formado em engenharia bio-alimentar e formação académica em segurança alimentar e diatetica. Devo dizer-lhe a si e aos demais leitores que todo o seu texto ou quase todo é uma autentica aberração! Cheio de erros de ordem cientifica e de estudo! Penso que até é perigoso da sua parte dar conselho deste género quando tem tantos seguidores sem ter conhecimento sobre o assunto!
Devo esclarecer os leitores deste blog que é humanamente impossivél eliminar de sua alimentação todo o género de GLUTAMATOS MONOSSÓDICOS!!!... Pois os mesmos são naturais e constituintes em quase todos os alimentos, incluindo o leite materno. Neste até o informo que a sua constituição é 10x superior ao do leite de vaca!... Outros alimentos onde os glutamatos estão presentes em grande quantidade são no TOMATE, COGUMELOS, BROCULOS, etc... Talvez por esse motivo estes alimentos nos tragam tanto sabor quando incluidos com outros!
O senhor vai dizer a todos os bloguers que devem deixar de comer estes alimentos e outros tantos de origem natural!?!?...
Pois é...
Para a próxima informe-se melhor....

Anônimo disse...

Caro Dr. Alpalhão,
Creio que o Dr. Marcola se referiu muito mais sobre consumir alimentos industrializados. Quem pesquisa sobre GMS sabe que tb é uma produção natural.Não é preciso ser formado em nada pra saber disso! E se o Sr. prestou atenção, ele não fez a pergunta idiota que o Sr. fez no final do seu comentário.
Da próxima vez que for comentar algo, use o bom senso, se é que o Sr. tem algum...

Anônimo disse...

ENTÃO TODAS AS MÃES ESTÃO MATANDO SUAS CRIANÇAS AO AMAMENTAR ELAS...

Luis disse...

Quanta bobagem! Parem de comer arroz, feijão, carne, frango, leite, pão, salada e comam apenas açúcar e azeite, assim estarão livres dos temidos efeitos deste aminoácido. A quantidade de ácido glutâmico em um bife certamente é bem maior que a quantidade de glutamato usada para temperar uma refeição. Além disso, o glutamato, ao chegar no estômago, é protonado, tornando-se o ácido glutâmico, o mesmo obtido da hidrólise das proteínas dos alimentos que citei.

Anônimo disse...

São tantos alimentos para "não comer", quem se preocupa com a saúde se preocupa com vários fatores. Tipo da gordura, se contém itens refinados (sal e farinha). Não deve ter oléo canola, aspartame, cortar totalmente o açúcar. etc etc.
É mais fácil listar os alimentos permitidos. MEU DEUS! O QUE COMER??

figadodeporco@hotmail.com disse...

Parabéns pela quantidade de besteira que conseguiu escrever em um único artigo!!!!

Alipio Veiga disse...

Sou testemunha das consequências cruéis da síndrome do Glutamato-monossódico (MSG Symptom Complex). Depois de muitos anos sofrendo terríveis enxaquecas que duravam dias quase me enlouquecendo, descobri que esse veneno era um dos principais causadores do meu sofrimento. E o que dá mais raiva é ver empresas como a Sadia, que colocam essa droga maldita em todos os seus produtos. Detalhe, depois que a Sadia comprou a Perdigão, todos os produtos das duas empresas são super impregnados com realçador de sabor, vai ver que é porque sem realçador de sabor seus produtos tem gosto muito ruim, kkkk.

Diva disse...

O pior é saber que o GMS não é o único aditivo químico adicionado em alimentos industrializados prejudiciais à saúde. São inúmeros as substâncias que se nós consumidores formos parar e analisar, não comeríamos mais nenhum desses alimentos. Mas como não fazemos isso, pois até em frutas e verduras pode conter aditivos, o segredo é a variedade, equilíbrio e moderação em nossa alimentação.

Anônimo disse...

glutamato monosódico e suas variantes é a mesma coisa que o glutem?....

Maria Amorim Santos disse...

Nitritos e Nitratos causam consideráveis danos á saúde também...

Anônimo disse...

@Adriano Crivelli

Deixa-mos de ter direito de escolha quando mais de 80% dos nossos alimentos estão contaminados com esses químicos.

Nicholas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nicholas disse...

Galera, não é por nada não, mas acho que essa realmente é uma teoria conspiratória da direita (ou do pessoal da Nova Ordem Mundial, como preferirem, rs).

Ao buscar por glutamato monossódico surgem diversos blogs falando sobre o mal que supostamente causa, todos sem referências. Mesmo as referências desse artigo ou não abrem ou são ridículas, sem base científica alguma, como essa: http://www.saynotomsg.com/basics.php ou essa (Abril, eca): http://saude.abril.com.br/edicoes/0301/corpo/conteudo_295711.shtml. Já outra (Unicamp) fala muito bem: http://www.unicamp.br/unicamp/ju/535/livro-revela-aspectos-do-glutamato-monossodico . Estou com vocês, só acho que se equivocaram dessa vez. Obrigado!

Anônimo disse...

Leiam o que é dito na Wikipedia, no tópico "Segurança do MSG como um realçador de sabor".

http://pt.wikipedia.org/wiki/Glutamato_monoss%C3%B3dico

É um conteúdo totalmente tendencioso. Alguém aqui acredita?
Não. Nem eu.

Daniel Bressan disse...

perdoe me a franqueza, mas este artigo aqui é tendecioso e leviano. Realmente é facil falar mal, ser alarmista...até aparenetemente fundamentado. Ser mais justo e equilbrado na avaliação das informações é bem mais difícil. Ano passado pesquisei sobre o glutamato, sabor umami e outros realçadores de sabor, justamente porque achava temerário ter uma substância tão "perigosa" ter sua dosagem permitida como "quantus satis" ou seja, sem limite de uso em qq produto e minha intenção com o trabalho seria propor uma alterção a legislação em vigor; MAS não é não que não há nada foi ou pode ser atribuido como malefício à saùde?, nada foicomprovado. A FAO/ONU tambèm assim o avalia em suas reunioês periódicas com os maiores especialistas do mundo na área. Mais ainda, o ácido gultâmico é encontrado em TODOS os molhos de peixe, de frutos do mar, de tomate e de soja NATURALMENTE, e sempre muito valorizado em toda história pelas culturas séculos afora. Ah! quase esqueci de citar que até o leite materno (humano) é encontrado o ac. glutâmico e em grande concentração!!!
sou FISCAL DO SERVIÇO DE INSPEÇÃO FEDERAL DO BRASIL, um dos melhores do mundo na inspeção de produtos de origem animal e exporta pra mias de 150 países e só não faz pra todos por imposição de barreiras comercias!!! SIF/ MAPA

Daniel Bressan disse...

molhos frutas, legumes, carnes e tudo que vc mais aprecia em culinária deve ter uma boa dose de Ácido glutâmico naturalmente...

Ivo Borges disse...

Poxa.. Consumo demais esse produto inclusive nos pratos do meu filho de 1 ano..
Sou viciado em ajinomoto,mas a partir de hj vou tentar cortar essa substância em minha casa..

Anônimo disse...

Como o sal ajinomoto todos os dias, mesmo sabendo do seu risco. Utimamente tenho tido perda de memorias de curto prazo e mt enxaqueca, mas ja viciei nessa porcaria e nao consigo parar, para aqueles q tao começando agora, aproveite para parar e aqueles q nao comem, continuem assim. É um sabor irresistivel q quando acaba sua lingua começa a salivar com gosto do sabor umami e vc vai ingerir mais até uma hora q estará viciado e com serios problemas de saude.
Tomem cuidado!

Anônimo disse...

Que alimento precisa de realçe no sabor? uma maça? o ovo? batata frita? ou seria os produtos artificiais, as comidas malfeitas ou requentadas?

O pior reaçador de sabor chama-se açucar industrializado, que faz parte da composição dos realçadores.

As causas mais comuns de doenças são o consumo de açucares associada a uma dieta incorreta. Os açucares industrializados (açucar cristal,refrigerantes, xarope de milho,pao, farinhas e etc) são conhecidos como ANTINUTRIENTES uma vez que para serem metabolizados necessitam extrair do corpo as vitaminas e minerais necessarios ao processo. Ao longo do tempo cria-se um deficit destes elementos que é a porta de entrada de numerosas doenças. A suplementação com polivitaminicos e minerais pode reverter o problema porem as doses encontradas nas farmacias estão longe de serem efetivas pois baseiam-se na ingestão diaria recomendada e que não leva em conta o assalto que o açucar faz ao nosso organismo diariamente. A alimentação correta com produtos de procedencia e ou cultivados pelo proprio usuario pode satisfazer esta necessidade (basta substituir os vasos de flores ou sambanbaias por salsa, cebolinha, manjerição,funcho, hortelã). Alimentos que podem ser comidos crus não devem ser cozidos (cenoura, beterraba e etc), a agua do cozimento deve ser usada (no arroz, no feijão ou caldos). Evite desprezar as sementes das frutas pois são os alimentos mais completos da natureza (maça, melancia, uva devem ser mastigadas) as sementes não comestiveis podem ser fervidas usadas como chas (semente de abacate, jabuticaba e etc). Abraçs. Marcos.

Posts Relacionados
 
;